Blogroll

12 de set de 2008

ÚLTIMAS:

Palestra sobre Zumbi no Tribunal Regional do Trabalho em Maceió.

O Tribunal Regional do Trabalho 19ª Região, através do Memorial Pontes de Miranda, realizará na segunda-feira, 22 de setembro de 2008, a partir das 10h, a palestra: “O IMPÉRIO NEGRO DE ZUMBI” - surgimento e extermínio do Quilombo dos Palmares, a ser ministrada pelo professor Paulo Sarmento, secretário de turismo do município de União dos Palmares e diretor presidente da Casa de Cultura Palmarina e da Sociedade Casa Cultural Maria Mariá. Os participantes receberão certificado com carga horária de 3h.

A palestra integra a programação da 2ª Primavera dos Museus. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no Memorial Pontes de Miranda, pelo e-mail: mpm@trt19.gov.br ou pelo telefone 2121-8122.

Fonte da notícia: www.alagoas24horas.com.br

A cultura de União dos Palmares tem mais valor fora da cidade, essa afirmação é só fruto de uma impressão momentânea ou estamos percebendo errado?


******

Dinheiro para a Serra da Barriga.

Foi noticiado nos sites e informativos alagoanos que o ministro-chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (?), o Sr. Edson Santos, depois de uma tentativa (nesta última quarta-feira, dia 10) de chegar à Serra, garantiu que vai trabalhar para efetuar melhoramentos no acesso ao Quilombo. Essa tentavia de visita ocorreu porque o Sr. Ministro quis averiguar as obras realizadas no local. Frisemos: ele tentou chegar na Serra da Barriga transportado por um Helicóptero, e não conseguiu.

Agora, vamos refletir. Já ouvimos essa história, não foi?

******

Grafia deve ser padronizada em oito países de língua portuguesa

As normas estabelecidas pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa entrarão em vigor, no Brasil, no próximo ano. Para estabelecer as regras do período de transição para a nova grafia, previsto para durar três anos, será assinado um decreto. Os ministérios da Educação, da Cultura e das Relações Exteriores irão fixar orientações para que a sociedade se adapte às mudanças previstas pelo novo acordo. Está aberta uma consulta pública para que os interessados encaminhem dúvidas ou sugestões sobre o processo de transição da norma ortográfica atual para a nova. O contato com o Ministério da Educação pode ser feito até o dia 1º de setembro pelo endereço eletrônico acordoortografico@mec.gov.br .

As sugestões encaminhadas ao MEC podem ser incorporadas ao decreto que regulamentará o período de transição. A língua portuguesa é falada por cerca de 220 milhões de pessoas em todo o mundo - aproximadamente 190 milhões no Brasil. O acordo é considerado um marco de unificação entre os países de língua portuguesa - Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Brasil e Portugal. O acordo foi assinado, inicialmente, em 1990 pelos sete países que tinham o português como idioma oficial - o Timor Leste ainda não era nação independente.

Em razão das diferenças entre as grafias desses países, é grande a dificuldade na difusão da língua. A intenção do acordo é facilitar o processo de intercâmbio cultural e científico entre as nações e ampliar a divulgação do idioma e da literatura em língua portuguesa.

Livro didático - O Brasil tem o maior programa de distribuição gratuita de livros didáticos do mundo. Este ano, já foram apresentadas ao Ministério da Educação propostas de obras com a nova grafia. São mudanças como o fim do uso do trema e do acento em algumas palavras, como enjôo, idéia, heróico e outras.

No primeiro semestre de 2009, o Guia do Livro Didático será enviado às escolas já com todas as opções de obras impressas segundo as novas regras ortográficas. Os livros serão destinados aos estudantes do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. Escolhidos pelas escolas, como de costume, estarão nas salas-de-aula em 2010.

Em 2011, os estudantes do sexto ao nono ano também terão livros publicados conforme as regras previstas pelo acordo. Em 2012, será vez do ensino médio.


Redação TM

1 Deixe seu comentário:

rapaiz... q absurdo! uma vergonha! eh bom q esse ministro se abuse e mande fazer uma auditoria pra rever os custos... ui!