Blogroll

13 de jan de 2009

ÚLTIMAS:

Israel aproveita guerra na Faixa de Gaza para "experimentar" novas armas

Os médicos noruegueses Erik Fosse e Mads Gilbert, que passaram 11 dias trabalhando em um hospital da Faixa de Gaza, acusam o Exército de Israel de usar em seus ataques um explosivo de tipo experimental conhecido como Dime (Dense Inert Metal Explosive), informa hoje o jornal "Aftenposten".

O Dime é uma mistura de um material explosivo e outro químico como o tungstênio e cujo raio de alcance é relativamente curto, mas muito efetivo. Os dois médicos baseiam suas acusações nos corpos mutilados que examinaram durante seu trabalho no hospital de Shifa e que, segundo eles, mostram "claros indícios" de terem sido atacados com esse explosivo.

"Há uma forte suspeita de que Gaza está sendo usada como laboratório de testes para novas armas", disse Gilbert. Fotos de corpos de palestinos com ferimentos que teriam sido causados por Dime foram enviadas a um centro em Tromso, no norte da Noruega, que, em uma primeira análise, deu razão aos médicos.

Os dois colocaram em dúvida os dados de alguns meios de comunicação ocidentais e denunciaram que o alvo prioritário dos ataques israelenses era a população civil, além de considerar esta invasão pior que a de 1982 no Líbano, onde então também atuaram como médicos.

Walter Jr.

****
PMDB e DEM de SP prometem apoiar tucanos em 2010

A mais de um ano e meio das eleições de 2010, líderes do DEM e do PMDB em São Paulo já se decidiram por uma aliança com o PSDB, herdada do acordo que ajudou a reeleger o prefeito Gilberto Kassab (DEM) na capital paulista. Se as intenções se confirmarem, o candidato da aliança PSDB-DEM-PMDB abrirá a corrida em vantagem, antes mesmo de seu nome ser definido. Ele terá o apoio dos partidos do atual governador José Serra (PSDB) e do prefeito da cidade combinado ao amplo tempo na propaganda eleitoral no rádio e na televisão de que dispõem os peemedebistas.

"O que nós queremos é uma composição de forças", afirma o ex-governador, descartando qualquer possibilidade de seu partido lançar candidato. Ele próprio disputou a eleição de 2006, que levou Serra ao comando da administração estadual. Para o peemedebista, a aliança em São Paulo está decidida. Agora, resta apenas definir se a composição será estendida à campanha presidencial. "Existe uma possibilidade de o PMDB decidir apoiar o governador José Serra. Pode ser difícil, mas não impossível."

Walter Jr.

****

Há mais chances de ser acertado por um raio do que ganhar na mega-sena

Levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), registrou um aumento no número de mortos por raios no País em 2008 em comparação ao ano anterior. Foram computadas 75 vítimas fatais em 2008 contra 47 casos em 2007. De acordo com o Elat, o total de mortos no ano passado é o maior da década.

O número de raios no País no ano passado também foi maior que em 2007, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, superando os 60 milhões, e a chance de ser atingido por um raio no Brasil foi de 1 em 2,5 milhões. Em São Paulo a chance foi de 1 em 2 milhões, possibilidade bem maior do que a de acertar a loteria com um palpite simples (1 em 50 milhões), segundo o Elat. De acordo com o órgão, é previsto para 2009 que o número de raios se mantenha nos níveis de 2008. Quatro mortes já ocorreram na Bahia.

Por regiões, o Sudeste teve a maior porcentagem (39%), seguido pelo Nordeste (32%), pelo Sul (15%), pelo Centro-Oeste (9%) e pela região Norte (5%). São Paulo foi o Estado onde foram registrados o maior número de casos, chegando a 20 em 2008, seguido por Ceará (7), Minas Gerais e Alagoas (6) e Rio Grande do Sul (5).

Quanto às circunstâncias mais comuns, os trabalhadores agropecuários no campo foram os mais atingidos (19%), seguidos pelos que estavam próximo de meios de transporte, mas não dentro, tais como motos (17%). Depois, estão os que estavam dentro de casa (17%) e os que estavam próximo a casas, mas não dentro (12%). Segundo o levantamento, duas situações merecem destaque. Ocorreram os primeiros casos no País de pessoas que morreram falando ao celular dentro de casa com o aparelho ligado na rede elétrica (4%) e foi registrado um pequeno número, relativamente, de casos de pessoas jogando futebol (5%).

Walter Jr.

0 Deixe seu comentário: