Blogroll

10 de jan de 2009

Livros/HQ: SANDMAN

O Monstro do Pântano, escrito por Alan Moore, foi o início da revolução dos quadrinhos adultos e o que viria a ser o selo Vertigo, fundado anos após seu lançamento e de outros títulos com o mesmo tema.

E a história que ajudou a alçar HQ`s com literatura, foi Sandman de Neil Gaiman, escrito em 1987 e que ainda hoje exerce enorme influência por seu conteúdo, vamos dizer de...Delírio, Destino, Desespero, Desejo, Destruição, Morte e principalmente de Sonhos...sonhos!

O protagonista é o temperamental e mórbido Sandman, que algumas vezes é conhecido como Morpheus, Oniromancer, ou simplesmente o Perpétuo Sonho. O governante do sonhar. Que após 70 anos aprisionado sem água e comida, consegue escapar e vai em busca de vingança de seu captor. Após, procura seus itens mágicos que lhe dão poder para reconstruir o sonhar. E é neste tempo de ausência que o enredo se propaga. Com contos de terror, ficção, fantasia e muitos problemas em família.

Seu lançamento no Brasil foi através da Editora Globo de 1989 à 1998 (75 edições), e desde então, outras publicações foram feitas pela Metal Pesado, Brainstore, Conrad (encadernados), e mais recentemente pela Pixel, com dois volumes lançados, fechando o arco Prelúdios e Noturnos (8 edições), onde somos apresentados a uma seita liderado por um bruxo chamado Roderick Burgess, que quer aprisionar a Morte e prende a entidade errada. Uma doença que deixa as pessoas catatônicas. O sonhar destruído. O inferno e os seus novos governantes. Um inglês chamado Constantine e outros personagens da DC. E por final claro, resumindo o arco que dá inicio a série e ao mundo de Gaiman, a simpática irmã mais velha do Sonho...Morte. Numa bela história intitulada “O Som de Suas Asas”, onde caminha com o irmão, levando a alma dos humanos para o seu “palácio”.

Os dois volumes da Pixel (únicos lançados e que, pretendem lançar toda série. Espero com todo Desejo que sim!), traz especiais que contribuem para entendermos a origem de Sandman, com esboços iniciais do personagem, como Gaiman concebeu toda a magia e profundidade realista de suas histórias, mesmo que: dentro de um sonho de um criança psicótica, um dramaturgo ainda jovem montando sua peça “Sonho de uma Noite Verão”, ou de um Lúcifer que cansou do inferno... Além das notas de Dave Mckean e Neil Gaiman sobre a construção das capas, o que só foi lançado em dois encadernados como, “Capas na Areia”. E um conto que não foi lançado anteriormente, uma surpresa bastante agradável e curiosa de ler, sobre a suposta aparição de Sandman a seu escritor. Se verdade ou não, prefiro acreditar. Sonhamos não?

O acesso a Sandman hoje se tornou fácil, pode-se encontrar pra baixar na internet gratuitamente ou botar a mão no bolso e encomendar o que já foi lançado, e o que ainda será. Garanto que será uma leitura bastante agradável, ou não!

Afinal, o lema da série é um verso de “ A Terra Devastada”, de T.S. Elliot:

“Vou mostrar-te o medo num punhado de poeira”.

Obs: A capa foi feita, baseada em Peter Murphy vocalista do Bauhaus. / Em Prelúdios e Noturnos, tem uma história chamada “24 hours”, inspirada na música 24 hours do Joy Division.

Traum Bendict

2 Deixe seu comentário:

Para quem tem o privilégio de gostar de HQ... Sandman é indispensável.

Escarafunchei e achei todos os numeros de Sandman no blog:

http://magrelus.blogspot.com/2008/03/pra-baixar-megapost-de-hqs-sandman.html

já baixei quase todos!! Maravilha Traum!!!