Blogroll

17 de mai de 2009

MÚSICA: My Bloody Valentine

My Bloody Valentine, Loveless, 1991.

Apresento-lhes a My Bloody Valentine, banda, talvez de maneira obvia, ignorada pela grande maioria das pessoas que escutam música, e, sobretudo por isso, peço permissão aqui aos que acham que deve continuar assim para divulgá-la um pouco nesse modesto espaço do TempoModerno.

My Bloody Valentine foi uma das mais influentes bandas da cena independente britânica, em boa parte responsável pelo surgimento e popularidade na imprensa do estilo musical denominado shoegaze. Shoegazing ou shoegazer, como também é chamado, é um estilo de Rock alternativo que surgiu ao sul da Inglaterra no fim dos anos 80. Diz-se que a música "Isn't it Anything" de My Bloody Valentine, lançada em 1988 tenha definido o som.

Nesse post dou ênfase ao segundo álbum da banda, Loveless, disco lançado em 1991, depois de alguns anos de especulações e intermináveis horas de gravações, um dos trabalhos mais aguardados pela imprensa britânica na época.

O MBV tem algo de indecifrável, algo que prende ou espanta de logo o ouvinte com seu som desuniforme e muitas vezes tão estranho que chega a ser único, talvez. Mesmo escrevendo assim, muitos que venham a ler isso não se identificarão com esse estilo, por assim dizer. Acredito que esse fato não tem importância, e é exatamente por causa disso que estou escrevendo. Só tenho que frisar o seguinte: independentemente do juízo de valor que por ventura você venha a fazer caso escute o MBV, eles não deixarão de ter seu lugar de importância dentro da música, do rock n roll. "Only Shallow", "Sometimes", "Come In Alone" e "When You Sleep” são faixas memoráveis de Loveless.

Para finalizar, tenho que citar o nome de Kevin Shields, guitarrista e principal compositor da MBV, o qual também já assinou trilhas sonoras de alguns filmes, como o do belo e sucinto Encontros e Desencontros (Lost In Translation, 2004) dirigido por Sofia Coppola, trilha essa que recebeu algumas indicações a prêmios como o BAFTA e conta com bandas como Jesus & Mary Chain, Air, a própria My Bloody Valentine com Sometimes e algumas ótimas composições do Kevin Shields.

Clique aqui e acesse a pasta do My Bloody Valentine em nosso HD Moderno.

Wenndell Amaral

0 Deixe seu comentário: