Blogroll

23 de ago de 2009

EMAIL:

enviado por Tony Rafael

DUAS LUAS NO CÉU DE 27 DE AGOSTO! DIVULGUEM!

O Planetario Internacional de Vancouver, da British Columbia - Canadá, calculou a precisão em que Marte estará orbitando perto da terra. Será no dia 27 de agosto de 2009. Todavia, o mais interessante de tudo é que isto estava previsto em um código Maya, encontrado na piramide ao lado do Observatorio Estrelar em Palenque, Chiapas - México. Com este cálculo matemático Maya, agora os Mayas estão sendo vistos como os gregos da America, e orgulho da Guatemala.
Pelo menos, quatro ou cinco gerações da humanidade não voltará a ver este fenomeno natural, e poucas pessoas sabem até o momento, embora tenha sido noticiado em 11 de maio de 2009. No dia 27 de Agosto, a meia noite e meia, olhe para o ceu. O planeta Marte será a estrela mais brilhante do ceu, e será tao grande quanto a lua cheia, e estará a 55,75 milhões de kilometros da terra. Não perca!! Será como se a terra tivesse duas luas, e este acontecimento só se repetirá no ano de 2287.

Divulgue esta informação, pois nem todos terão a oportunidade de rever.

---

Calma gente! Marte não ficará tão grande quanto a lua, e sim um pouco maior ddo que seu normal. Mesmo assim é um evento único! O melhor horário para observar Marte é das 20h30, logo após o pôr-do-sol, até as 6h30, hora em que o Sol está nascendo. Neste horário, o planeta aparecerá logo acima do horizonte, onde o Sol nasce. Não há como errar. O fneómeno será melhor vixualizado na linha que segue entre o Rio de Janeiro e o Nordeste brasileiro. Extraordinário é o fato de o fenômeno ser observado, pela primeira vez, pelo ser humano. Certamente, há 73 mil anos os nossos ancestrais não deram muita bola para ele, afinal ainda éramos Neandertais... Outra fator que trás mais misticismo em torno desse fato, é o acerto irrefutável do povo Maya - mesmo sem computadores, e sem física e matemática moderna, acertaram na mosca!

Fonte: Profecia Maya; Nasa; Departamento de Física da UFMG

Walter Jr.

1 Deixe seu comentário:

Este comentário foi removido pelo autor.