Blogroll

6 de jun de 2010

Estudantes de Agronomia e Zootecnia fazem manifestação na Reitoria da UFAL

No último dia 2, um grupo de estudantes dos cursos de Agronomia e Zootecnia da Universidade Federal de Alagoas, ralizaram uma manifetsção pacífica na Reitoria da instituição afim de exigir melhorias no Centro de Ciências Agrárias, local onde os dois cursos funcionam.

Reativar o restaurante é uma das reivindicações dos acadêmicos dos cursos de Agronomia e Zootecnia do Campus Maceió, que atualmente recebem alimentação de fornecedores. A pauta de reivindicações mobilizou um grupo de estudantes, que foi recebido pelo reitor em exercício Eurico Lôbo, na terça-feira, 1 de junho. De posse de um relatório enviado pelo Ministério da Educação (MEC), o reitor tranqüilizou os estudantes negando a possibilidade de descrendeciamento de cursos.


Na pauta de reivindicações constam também: a construção de rampas de acessibilidade no prédio do Ceca, aquisição de títulos para a Biblioteca Setorial e transporte de ida e volta do Campus A. C. Simões/Ceca. Dentro da demanda existente, o reitor Eurico Lôbo logo autorizou a entrada de mais um ônibus para esse trajeto.

O engenheiro Amauri Teixeira informou, na reunião, que a construção de rampas de acessibilidade no Centro de Ciências Agrárias já está programada pela Sinfra, dentro do calendário dessas obras em todos os campi. “Estamos encaminhando essas medidas porque sabemos que é uma necessidade emergencial. Todo investimento que a Gestão Ufal mais Viva vem fazendo contempla o Ceca, assim como todas as outras unidades acadêmicas”, ressaltou Eurico Lôbo.

Recentemente, o Ceca recebeu dois novos veículos para atender a demanda de estudos e pesquisas da comunidade acadêmica. Para analisar a situação de transporte na unidade está marcada uma reunião para a sexta-feira, 11 de junho, às 10 horas, reunindo estudantes e o diretor Paulo Vanderlei.

Sobre a compra de novos títulos para a Biblioteca Setorial, foi informado aos estudantes que a Universidade investe anualmente cerca de R$ 800 mil para a aquisição de livros em todas as áreas. “Não há nenhuma restrição para essa compra, mas é preciso que docentes e coordenadores façam a solicitação para atender a demanda básica dos cursos”, informou o reitor em exercício.

Participaram da reunião, os pró-reitores Pedro Nelson Ribeiro, Estudantil, Eduardo Lira, de Extensão, e o professor Alexandre Lima, coordenador de Desenvolvimento Pedagógico da Pró-reitoria de Graduação, além de Elias Barbosa e Amauri Teixeira, gerentes da Superintendência de Infraestrutura.

.....

Sou graduando em Agronomia e sei bem os problemas que o CECA enfrenta. Ônibus lotado, comida de má qualidade, onde várias pessoas - inclusive Eu - contraíram infecção alimentar. Espero que até colar grau essa situação esteja resolvida. É vergonhoso, uma instituição desse porte tratar seus alunos dessa maneira.

Dallas Diego


Bookmark and Share

0 Deixe seu comentário: