Blogroll

23 de jul de 2010

Venezuela rompe relações diplomáticas com a Colômbia

A Venezuela anunciou ontem o rompimento de relações diplomáticas com a Colômbia, pouco após Bogotá apresentar na Organização dos Estados Americanos, em Washington, supostas provas da acolhida a guerrilhas colombianas no país vizinho. Caracas fechou a sua embaixada na capital da Colômbia e deu 72 horas para que o embaixador colombiano deixe o país. O Executivo convocou uma reunião de emergência do Conselho de Defesa Nacional da Venezuela para estudar o caso.

O presidente Hugo Chávez acusou o colombiano Álvaro Uribe de tentar provocar uma guerra entre os vizinhos, com histórico de crises recentes. As supostas evidências são fotografias, vídeos e fotos aéreas com identificações de coordenadas feitas pelos colombianos para indicar locais onde creem haver acampamentos das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e do ELN (Exército de Libertação Nacional) em solo venezuelano. Há cinco acampamentos -quatro das Farc e um do ELN- cujas coordenadas foram, segundo a Colômbia, confirmadas por grupos desmobilizados e por GPS. O governo crê haver atualmente de 20 a 39 acampamentos na Venezuela -ao longo dos anos, 87 já foram montados.

Bogotá diz que os grupos planejam ataques contra a Colômbia sem que Caracas aja para coibi-los e que 1.500 guerrilheiros estão abrigados na Venezuela. A Colômbia pediu que a OEA lidere, em até 30 dias, uma missão para comprovar sua existência. A sessão emergencial fora pedida por Bogotá. "Mostramos essas provas várias vezes a Caracas, e como resposta recebemos insultos", disse o embaixador colombiano, Luis Alfonso Hoyos. O representante da Venezuela, Roy Chaderton, foi irônico: "Conta outra". Ele disse que as imagens eram questionáveis e as coordenadas, conhecidas e descartadas. embaixador do Brasil na OEA, Ruy Casaes, pediu diálogo: "A América do Sul é uma região de paz e é fundamental manter essa característica".Fonte: BBC

Bookmark and Share

0 Deixe seu comentário: