Blogroll

5 de set de 2010

Livro: 1808

1808
Laurentino Gomes

2008
Editora: Planeta

Que características devem possuir uma obra que busca falar de um assunto bastante conhecido pelo público? Como fazer para não se repetir e ainda tornar agradável sua leitura? Parece que ao escrever 1808 o jornalista Laurentino Gomes tinha a resposta para todas essas perguntas.

Torna-se complicado a classificação que podemos dar ao livro de Laurentino, pois ele tem um tom jornalístico, que passa pela narrativa romanesca e torna-se um documento histórico. A linguagem é uma das ferramentas que torna o livro mais agradável em sua leitura, uma vez que mesclando esses gêneros o autor faz com que seu texto fuja dos padrões estilísticos convencionais para o tipo de documentação a qual o livro se presta.

Outra característica que torna o livro distinto das outras obras de pesquisa histórica é a quase transmutação dos personagens históricos em personagens romanescos, uma vez que o autor apresenta traços do perfil deles, adentrando, inclusive, em aspectos psicológicos, ousadia que outros pesquisadores não ousam fazer e que confere ao livro de Laurentino uma privilegiada em relação aos outros pesquisadores.

E essa ousadia não é posta apenas como um fator diferenciador do texto, ela é utilizada para apontar o porquê de certas atitudes serem tomadas pelos personagens. O rei Dom João, por exemplo, é apresentado como um sujeito inseguro e sem poder de decisão para o cargo que ocupava, sendo esse o motivo para o acontecimento da fuga da família real para o Brasil.

O posicionamento do autor em algumas polêmicas históricas envoltas nessa data é, também, outro ponto forte na obra. Peguemos o exemplo dos motivos que levaram a ida da corte ao Brasil. Alguns historiadores evitam usar o termo fuga para essa situação, e optam por outros que fazem o texto ficar “em cima do muro”. Além de se posicionar, Laurentino aponta motivos históricos que o fazem tomar essa opinião.

Laurentino Gomes passou dez anos de sua vida debruçado sobre livros que de uma forma ou de outra dizia respeito à data histórica. O resultado disso foi uma visão completa deste momento histórico e de suas repercussões, não apenas para o nosso país, mas também para Portugal, França e Inglaterra.

A obra tem uma importância fundamental para sabermos mais detalhadamente sobre como se deu início a nossa dependência econômica a outros países e como se deu o processo da primeira etapa de modernização do país. Além de termos um panorama da conjuntura a qual as coisas estavam envolvidas naquela época.

Portanto, 1808 torna-se uma obra capital para aquele que buscar não apenas informações sobre a data, mas sobre qualquer informação relativo àquele momento e aos países envolvidos, algo que pode ser fruto apenas de uma pesquisa extensa e bem feita como a que Laurentino Gomes fez.

por Estêvam dos Anjos.

Bookmark and Share

0 Deixe seu comentário: