Blogroll

9 de abr de 2011

NOTA DE REPÚDIO AO DEPUTADO FEDERAL JAIR BOLSONARO

A Comissão Nacional dos Jornalistas pela Igualdade Etnicorracial (Conajira) da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudia as declarações racistas e homofóbicas feitas pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), em um veículo de comunicação.

O episódio protagonizado pelo deputado, infelizmente, não é uma gota de água no meio de um oceano. Apenas por ter sido veiculado pela televisão ganhou a dimensão vista por todos/as nós. Este fato integra uma série de reações contrárias às históricas reivindicações feitas por movimentos sociais, especialmente o Movimento Negro.

O histórico de atuação deste parlamentar registra ter ele, no mínimo, transitado na fronteira do fascismo, o que compromete o estado democrático de direito reimplantado desde 1985, ano marco do processo de redemocratização do País.

Um parlamentar não pode dizer o que ele disse ao ser entrevistado em um programa de tv, mesmo discordando das posições do Movimento Negro e de outros movimentos sociais. Como deputado federal, ele tem meios de divulgar as suas posições políticas sem necessitar de ofender a ninguém.

A Conajira/FENAJ se solidariza com todos/as os/as ofendidos/as pelo citado parlamentar e apoia todas as manifestações de repúdio a este senhor, bem como as iniciativas de caráter oficial e popular que reivindicam o afastamento de Jair Bolsonaro da Câmara dos Deputados.

Vale destacar que, pelo dito por ele agora e no passado, o Congresso Nacional mostra-se um lugar inadequado para a sua atuação política.

Aos profissionais de imprensa lembramos a importância de atentarem para a cobertura sobre a temática racial não apenas em momentos de escândalo como esse. O episódio em questão mostra porque as entidades do movimento negro e todos aqueles que sonham com uma real democracia no Brasil lutam tanto por igualdade racial e justiça social; contra homofobia, intolerância e todo tipo de discriminação.

Brasília, 2 de abril de 2011

Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ)
Comissão Nacional dos Jornalistas pela Igualdade Etnicorracial (Conajira)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial de Alagoas (Cojira-AL)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial da Bahia (Cojira-BA)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Distrito Federal (Cojira-DF)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial da Paraíba (Cojira-PB)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial do Rio de Janeiro (Cojira-RJ)
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial de São Paulo (Cojira-SP)
Núcleo de Jornalistas Afro brasileiros do Rio Grande do Sul

Créditos: Blog da jornalista Olívia de Cássia.

0 Deixe seu comentário: