Blogroll

24 de dez de 2012

FILME: Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes

Lock, Stock and Two Smoking Barrels [Inglaterra, Irlanda], 1998.

Dir.: Guy Richtie
Elenco: Jason Statham, Sting, Jason Flemyng, Dexter Fletcher, Nick Moran, Steven Mackintosh;
Dur.: 113 min. 

O sexo, as drogas e a violência não é de hoje que formam o tripé que rende milhões de  dólares em lucro para os produtores hollywoodianos. A arte, em seus diversos segmentos, sepre abordou temas repugnantes, arcabouçous da alma humana que, apesar de quase ninguém gostar de tocar no tema, quando vem à baila em forma de música, livros, filmes, etc. vendem muito.

Esse é o filme de estréia do diretor Guy Richtie (sim, aquele mesmo que já foi casado com a Madonna) que de forma sagaz, percebeu que o estilo rápido que ele já conhecia bem graças à serviços prestados à publicidade britânica, caia como uma luva nas temáticas violência, sexo, drogas. Contando com ótimos atores em ascensão como por exemplo Jason Statham (da série Carga Explosiva), Nick Moran e de uma ponta do cantor Sting (The Police); sedmentado com um roteiro denso e ao mesmo tempo fluído graças à edição a la video-clipe; adornado com um punhado de grandes canções (The Stooges, James Brown, The Stone Roses, etc.) de trilha sonora, Jogos Trapaças e Dois Canos Fumengantes é inovador em todos os aspectos.

Quando cidade de Deus foi lançado, quem ainda não tinha assistido Jogos..., achou aquilo tudo que Fernando Meirelles fez novidade, algo novo, como foi meu caso; Richtie já tinha feito tudo aquilo que o brasileiro fez: retratar o submundo de forma nua e crua, porém sem faltar bom humor.

Eddy (Nick Moran) e seus três amigos, Sabão (Dexter Fletcher), Bacon (Jason Statham) e Tom (Jason Flemyng) estão sempre metidos em enrascadas. Eles acabam descobrindo uma sessão secreta de jogos de cartas comandada por um “negociador”, Harry Machado (P.H. Moriarty), e resolvem juntar suas economias para tentar ganhar um dinheiro fácil, já que Eddy é um “especialista em ganhar”. Depois de perder muito mais do que poderiam, eles tem de pagar o que devem sob a pena de perderem um dedo a cada dia de atraso. Quando escutam que seus vizinhos pretendem fazer um grande assalto, os seus problemas parecem ter sido resolvidos.



Walter A.
wjr_stoner@hotmail.com / facebook.com/Walter_blogTM

0 Deixe seu comentário: