Blogroll

7 de abr de 2013

ÚLTIMAS: Quanto menor o QI mais preconceituosa a pessoa, diz estudo - Segundo cientista, dentro de 90 anos só nascerão mulheres

Em um discurso na Academia Australiana de Ciências, a pesquisadora Jenny Graves, da Universidade de Camberra, previu a extinção dos homens da espécie humana. Isso porque o cromossomo Y, que contém os genes que determinam as diferenças entre homens e mulheres, poderia ser considerado como "DNA desnecessário".

De acordo com a cientista, no longo prazo, isso poderia levar e estaria em processo de destruição. Esse processo levaria cerca de 5 milhões de anos. Jenny explicou que o cromossomo X tem cerca de mil genes. Esse era o mesmo número de genes do cromossomo masculino no princípio da espécie humana.
 
No entanto, após milhões de anos, o cromossomo Y conta apenas com 100 genes. Se o número de genes continuar caindo, o cromossomo Y tenderá ao desaparecimento, deixando a Terra apenas com espécimes do gênero feminino. Mas a pesquisadora acha que, até lá, a Medicina terá resolvido o problema. Meio assustador, não
 
Fonte: RT.com
 
Ao observar o levante gay que vivemos nos dias atuais, não é de se espantar uma notícia dessas. A diversidade sexual está aos poucos minando nossa continuidade como espécie. Não tenho nada contra - nem a favor - de quem gosta de pessoas do mesmo sexo, porém, seguindo o andar da carruagem, será usual termos uma "cota" heterosexual para continuar perpertuando a espécie.
---

Preconceito é uma grande besteira. Julgar o outro por ser diferente de você não o faz uma pessoa melhor, apenas egocêntrica e cheia de medo de a sua verdade não seja a verdade absoluta para o resto do mundo. Isso todo mundo já devia saber, mas pelo que vemos no dia a dia, muita gente ainda não entendeu. A Universidade de Ontário, no Canadá, foca seus trabalhos acadêmicos no estudo dos mecanismos do preconceito, desde como ele surge até como se manifesta na sociedade. E no meio de um desses estudos foi descoberto algo que muita gente vai dizer que já sabia: quanto menor o QI da pessoa, mais preconceituosa ela é.

QI (quociente de inteligência) é usado para medir a capacidade intelectual das pessoas. São feitos testes – não, não tem nenhuma ligação com uma prova de conhecimentos gerais que você já fez na escola – e descobre-se a capacidade que cada um tem de aprofundar-se em conhecimento. E o que os pesquisadores, liderados por Gordon Hodson, descobriram foi que quanto menor o QI de alguém, maiores as chances dessa pessoa se tornar preconceituosa, conservadora e racista. Isso aconteceria porque, na hora de escolher em que acreditar, essas pessoas buscariam o caminho mais simples e conservador, apostando em ideologias que pregam o preconceito.

Resistir às mudanças é algo que todos nós fazemos, uns em maior grau do que outros, mas quando essa resistência passa a prejudicar seu interação social é que se torna perigosa. Entender as diferenças entre as pessoas e respetá-las pode parecer impossível para alguns e óbvias para outros. O estudo mostra que as pessoas menos inteligentes seriam atraídas por ideologias conservadoras porque oferecem ‘estrutura e ordem’, dão conforto e simplificam o entendimento do mundo em que vivemos, que se torna mais complicado a cada dia.

Quando dizem que você deve “abrir a cabeça” é sobre isso que estão falando. Aceitar mudanças, deixar que o conhecimento faça sentido e notar que a ciência existe, também, para desmascarar dogmas universais. A pesquisa, publicada na revista Psychological Science e disponível neste link, deixa claro que não está dizendo que todas as pessoas sem preconceitos são geniais, enquanto quem não aceita as novas organizações sociais é estúpido, Ela trabalha com a média entre grupos e, por isso fala de maiorias e recortes.

Ótimo estudo. Comprovou o que muita gente inteligente já desconfiava: que o preconceito, à crença sem base, a preguiça de pensar, logicamente tinha que ter relação com o coeficiente intelectual de cada um. Por isso as pessoas bem dotadas intelectualmente, são na maioria das vezes tidas como chatas, reclusas e antisociais: a paciência com pessoas de baixo coeficiente, alto preconceito e ignorância é curtíssima. "Antes só que mal acompanhado" já dizia o sábio popular.

Fonte: Yahoo! Noticias

0 Deixe seu comentário: