Blogroll

16 de jan de 2015

FILME: Akira

Akira, 1988.
Dir.: Katsuhiro Ôtomo
Animação
Dur.: 124 min.



Em tempo de grande exacerbação em torno dos efeitos especiais e suas novas tecnologias 3D, o cinema vive escassez de bons roteiros. Tanto as produções elaboradas para atores convencionais quanto o ramo das animações, veem ao compasso dos anos, perdendo força em suas histórias e se apoiando cada vez mais, como um deficiente em suas muletas, nos efeitos especiais para suprir as lacunas dos enredos. A maioria das películas animadas que frequentam os cinemas daqui são as estreladas por animais e dos bichos coadjuvantes quase sempre estrelam novos filmes após sequências insossas.

Chega a ser surreal como o mercado do entretenimento infanto-juvenil sofre uma dicotomia nada saudável para o público chamada Disney x Dreamworks. Quase sempre jogando pra escanteio muitas produções de qualidade da Europa e Oriente. Com a crescente facilidade de distribuição, internet e etc., fica cada vez mais visível o abismo cultural em que estamos cada vez mais afundados. Esquecidos pelas distribuidoras, os consumidores brasileiros tem de se contentar com produtos culturais de 2ª, 3ª classe, como esses desenhos ridículos de bichos.

Akira ilustra bem esse panorama decadente. Lançado no Japão quando nossa Constituição entrou em vigor, ainda é referência no setor de animação. Animações modernas, cheias de efeitos computadorizados do tipo Ben 10 que emulam muito mal a cultura dos animes japoneses nos canais especializados de hoje, não podem ser comparadas em nada com esse filme já com mais de 2 décadas de produção devido a sua complexidade tanto de animação quanto de roteiro. A história do OVA se passa na fictícia Neo-Tóquio, reconstrução da antiga Tóquio após sua destruição na III Guerra Mundial que teria sido causado por uma criança com poderes psíquicos. 30 anos após sua após a III Guerra, o jovem Kaneda lidera uma gangue de motociclistas e tem de lidar com o desaparecimento do mais novo membro, Tetsuo.       


Após sofrer um acidente, Tetsuo é levado pelo exército para experiências governamentais pois encontrava-se com uma estranha criança que estava sendo procurada. Após diversas experiências secretas realizadas pelos governo japonês, Tetsuo retorna, porém já não é mais o mesmo. Poderes que antes eram latentes, vem à tona causando problemas de diversas ordens. Com o país ainda em frangalhos, passando por convulsões sociais de um pós-guerra, os poderes destrutivos que são despertados pelo programa governamental nada influencia para a normalidade de Neo-Tóquio. 


O comentário social não é particularmente profundo ou filosófico, mas sobretudo um olhar crítico sobre a alienação da juventude, a ineficiência e corrupção do governo, o cientificismo, isto é, a insensibilidade científica e sua subjugação aos interesses do poder, e um sistema militarizado, desagradado com os compromissos da sociedade moderna. Enxerga-se na obra também uma forte e distinta presença da ameaça atômica no imaginário japonês e, em sentido global, da ilusão humana de seu controle; outros pontos, como a representação de Akira dentro da obra se constituir como fruto de uma mentalidade holística intrínseca à constituição da episteme oriental, também podem ser observados, porém com menos nitidez. Enfim, perto dessas animações cheias de cantorias irrelevantes que alienam desde às fraldas nossos filhos, mais produções que ativassem nosso senso crítico deveriam ser lançadas por essas bandas tão carentes de cultura. 

Walter A.
wjr_stoner@hotmail.com / facebookcom/walter_blogTM
Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://tnh1.ne10.uol.com.br/noticia/eleicoes-2014/2014/09/11/308161/jornalista-norte-americano-diz-que-queda-de-aviao-de-campos-foi-comandada-por-eua ou as ferramentas oferecidas na página.Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://tnh1.ne10.uol.com.br/noticia/eleicoes-2014/2014/09/11/308161/jornalista-norte-americano-diz-que-queda-de-aviao-de-campos-foi-comandada-por-eua ou as ferramentas oferecidas na págilize o link http://tnh1.ne10.uol.com.br/noticia/eleicoes-2014/2014/09/11/308161/jornalista-norte-americano-diz-que-queda-de-aviao-de-campos-foi-comandada-por-eua ou as ferramentas oferecidas na 

0 Deixe seu comentário: