Blogroll

15 de jan de 2015

ÚLTIMAS: PCC - braço armado da esquerda latino-americana - envia R$100 milhões para China e EUA

Investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE) apontam que o Primeiro Comando da Capital (PCC) manteve ao menos, uma conta corrente na China e outra nos EUA para lavagem de dinheiro do tráfico e realizar compras internacionais de armas e drogas. A movimentação financeira durante 2013 e 2014 passaria da cifra de R$ 100 milhões. Através de empresas de fachada e uma correta de câmbio, as contas eram movimentadas através de computadores instalados no Paraguai, enviando ao Brasil as armas e drogas compradas à chineses e norte-americanos.


Uma operação conjunta do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), de promotores de justiça da capital e do ABC paulista e agentes da receita federal em uma casa de câmbio no bairro de Pinheiros em São Paulo, levou os investigadores à descobrirem as contas internacionais. O caso foi revelado pelo portal R7. Os documentos apreendidos na operação ainda estão sob análise pericial e a assessoria de imprensa do departamento diz que a onvestigação corre sob sigilo, não podendo repassar nenhuma informação.

A citada corretora entrou na mira dos agentes em junho do ano passado quando foi preso Amarildo Ribeiro da Silva, o Júlio, responsável na hierarquia do PCC por distribuir grandes quantias para produtores de drogas latinos-americanos. O acusado chegava a movimentar até 7 milhões de dólares por mês. A investigação que resultou na prisão de Júlio havia identificado integrantes do PCC que viviam no exterior, entre eles Fabiano Alves de Souza, o Paca que continua foragido.

Segundo as autoridades, Paca é o único integrante da "cúpula" do PCC, conhecida com Sintonia Fina Geral que tem Marcos Williams Herbas Camacho, o Marcola como líder máximo. A Sintonia Fina Geral é composta por 8 criminosos. Além de Paca, a Polícia Civil está à procura de Wilson José Lima de Oliveira, o Neno, que estaria vivendo na Flórida para fazer contato com carteis mexicanos de narcotraficantes. No Brasil, Neno era encarregado de arrecadar a "cebola", a quantia mensal paga por cada membro da facção criminosa.

Atualmente, segundo o Ministério Público, existem 7 mil criminosos associados ao PCC, pagando mensalmente a quantia de R$600. A reportagem não conseguiu contato com os advogados dos preses para comentar as investigações.

Fonte: Estado de São Paulo

---

Agora vamos as perguntas, que de tão óbvias, mostrarão o envolvimento dos PTralhas nesse esquema milionário de armas e drogas que mata 60 mil brasileiros por ano:
- Se já foi constatado pela Justiça o envolvimento de integrantes de vários países como Paraguai, México, Colômbia, China e EUA além dos nossos bandidos locais, por que ora bolas a Polícia Federal, órgão incumbido de, segundo a Constituição Federal em seu art. 144 §1, Iapurar infrações penais contra a ordem política e social ou em detrimento de bens, serviços e interesses da União ou de suas entidades autárquicas e empresas públicas, assim como outras infrações cuja prática tenha repercussão interestadual ou internacional e exija repressão uniforme, segundo se dispuser em lei; II:  prevenir e reprimir o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o contrabando e o descaminho, sem prejuízo da ação fazendária e de outros órgãos públicos nas respectivas áreas de competência e III,  exercer as funções de polícia marítima, aérea e de fronteiras, não começou  a atuar contra essa fortíssimo grupo criminoso?
Resposta: pelo simples motivo do governo do PT ser vinculado ao PCC não só ideologicamente como financeiramente e logisticamente, como já demonstram inúmeras denúncias do MPE,  além estarem ligados também politicamente através do Foro de São Paulo.


- Porque motivo são presos apenas os peixes pequenos, os donos das contas bancários, os donos dos imóveis alugados, as demais pessoas que abrem contas, empresas, transportam e principalmente detém informações privilegiadas de dentro do governo não são sequer investigadas?
- Porque sempre quem vai preso é geralmente uma única pessoa, onde no próprio depoimentos desse preso indicam que centenas, milhares de políticos, empresários, banqueiros, agentes de câmbio, policiais, delegados, etc. etc. são envolvidos mas nada sofrem?

- Porque o Ministério Público Federal e a Procuradora Federal da República sequer se pronunciam contra o PCC? Será apenas um problema no Estado de São Paulo governado pela oposição tucana?

Porque ninguém na China, nos EUA ou na Rússia são investigados apesar de existirem sempre nomes de empresas, pessoas e autoridades desses países citados nas investigações?
Resposta: graças a imprensa prostituída que "vende" diariamente que um dos grandes problemas do país é a "violência" sem expor os motivos da mesma existir e prosperar, uma vez que denúncias contra o PCC são sumariamente retiradas das pautas dos grandes jornais ainda mais quando contém indícios de ligações de pessoas ligadas ao PT. Sem pressão da imprensa e da consequente pressão popular, não há como lutar contra esses bandidos que institucionalizaram o crime e o tráfico de drogas como expediente normal para "gerir" o Brasil. E porque a imprensa não denuncia? Primeiro por comungar da mesma ideologia "libertária" das ideias de esquerda; segundo porque os grandes veículos de comunicação estão cooptados pelas verbas públicas do PT. Com a cabeça formada ideologicamente e com o corpo dependente do dinheiro público, qual o veículo de comunicação de massa vai denunciar quem o alimenta? Sem falar que morte no Brasil, vende jornal mais que discussão política por mais relevante que seja. Tirando a imprensa que desinforma, ainda temos que aguentar o aparelhamento pelos esquerdalhas das universidades - que querendo ou não, (desin)forma opiniões - das escolas permissivas, dos órgãos públicos, dos rádios e da televisão. Sem falar no empresariado, cada vez mais cúmplice da corrupção seja ativa ou passiva. As igrejas, então... não vou nem comentar pra não me alongar mais do que já me alongo.

-Porque essas denúncias só aparecem um anos após de descobertos os fatos? Porque as investigações estão sempre atrasadas? E porque, já que se sabe que existem 7 mil criminosos "associados" dentro das cadeias num verdadeiro sindicato do crime latino-americano que podem pagar quase um salário mínimo para a facção não intercedem e iliminam qualquer chance de vinculo entre esses monstros muito menos restringem contatos e dinheiro para eles?
Resposta: Inúmeras pessoas dentro e fora do governo que já possuem PODER têm muito interesse que as coisas assim funcionem, com muita gente inocente morrendo, já que morte, gera lucros exponenciais.

TM


0 Deixe seu comentário: