Blogroll

12 de out de 2008

MÚSICA: Wado

No último dia 03 desse mês de outubro compareci a um chamado mental. Este que se mostrou um chamado visual, auditivo e irresistível. Foi um chamado mental pois fiquei em uma espécie de transe... Esperando... Pensando...

Depois que li um anuncio informativo na parte cultural de um site de notícias fiquei contando os dias. Era o show do cantor e compositor WADO, natural de Santa Catarina, Wado reside em maceió desde 2007 e se declara alagoano de coração.

O show foi no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, que pertence ao Instituto Zumbi dos Palmares (IZP), e fez parte da primeira apresentação do Projeto Linda. "Esse é o nome da iniciativa que visa colocar permanentemente o Espaço Cultural Linda Mascarenhas na pauta das produções culturais em Maceió", segundo consta site do IZP. Além da apresentação do WADO, a noite contou também com a exposição de trabalhos do artista plástico Suel, trabalhos muito interessantes, diga-se de passagem.

Fui ao show esperando por uma apresentação do WADO com banda e todo o resto que se percebe em seus cd´s. Mas o que acabei assistindo foi a um Wado intimista, com um violão e acompanhado pelo tecladista Dinho Zampier (quem também toca com a lendária banda alagoana Mopho). E gostei. Além de os arranjos terem sofrido adaptações interessantes e inusitadas, combinou ainda mais com o intuito do projeto.

Wado é daqueles artistas que conseguem angariar fãs fiéis, claro que isso não seria possível sem toda a qualidade colocada em seus trabalhos. Escutes e saberás do que estou falando. Tanto é assim que o teatro do Espaço Cultural do IZP ficou lotato, com gente atrás da mesa de som, sentada nas escadas e ainda um tanto esperando na entrada do teatro e no salão de exposições pra ver se conseguiam uma brechinha para entrar.

Parafraseando meu amigo Bruno Bouer, pergunto: Você conhece Wado? Se não conhece passou da hora de conhecer. Ele já lançou quatro cd´s. "O Manifesto da Arte Periférica", de 2001; "Cinema Auditivo", de 2002; "A Farsa do Samba Nublado", de 2004; e "Terceiro Mundo Festivo", de 2008. Todos muito elogiados pela crítica e pelo público. Conseguiu mostrar evolução a cada CD lançado, mesmo cada um contar com suas peculiaridades e qualidades. O meu favorito é o seu terceiro trabalho, A Farsa do Samba Nublado, aonde encontrei arranjos primorosos, letras impactantes e absurdamente bem feitas, com simplicidade.

Saiba mais no site oficial: www2.uol.com.br/wado
Nesse endereço, além de outras coisas, tem também o link para os vídeos-clips no youtube e todos os quatro cd´s disponível para baixar.
Fique à vontade.


Clip de "Tormenta", música do CD A Farsa do Samba Nublado.

Wenndell Amaral

1 Deixe seu comentário:

Não poderia deixar de comentar este poste, pois estava lá, depois de quase perder essa belíssima oportunidade, eu estava lá! E pude ver, escutar, viajar, e prestigiar acima de tudo o Wado. Não conhecia o trabalho dele, mas passei a gostar! Graças a uma certa pessoa! =]