Blogroll

4 de fev de 2009

ÚLTIMAS:

Israel volta a ser alvo de foguete e governo adverte: "o Hamas está brincando com fogo"

Um foguete lançado por palestinos na manhã de terça-feira atingiu a cidade israelense de Ashkelon, a nove quilômetros da Faixa de Gaza, levando o governo de Israel a fazer novas ameaças. O foguete caiu no centro da cidade por volta das 7h (3h de Brasilia) e não deixou vítimas, mas voltou a espalhar pânico entre a população local. "O Hamas está brincando com fogo e agora vai haver uma escalada. O Hamas não tem ninguém para culpar além dele mesmo", disse Mark Regev, porta-voz do primeiro-ministro israelense Ehud Olmert.

Fonte: G1

----

Para Irã, Presidência de Obama não muda relações com EUA

Um representante do líder supremo do Irã disse que a posse de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos não significa que as relações com Washington mudarão, informou uma agência de notícias na quarta-feira.
O líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei, autoridade máxima em todas as políticas da República Islâmica, ainda não comentou a presença de Obama na Presidência norte-americana ou a oferta do novo presidente de estender a mão caso o Irã "descerre o punho".
O líder tem representantes em várias instituições e regiões. Embora não sejam um guia perfeito, os comentários desses representantes podem dar indicações das visões da liderança iraniana.
O Irã não reconhece o direito de Israel existir e autoridades geralmente se referem ao país como "regime sionista". Essas autoridades refletem a visão de que os EUA têm relações tão próximas com Israel que suas políticas são indistinguíveis.

Fonte: Reuters

----

Ter mais de 2 filhos prejudica o meio ambiente, diz governo britânico

Um dos principais conselheiros britânicos para questões ambientais, Jonathon Porritt, chefe de comissão para o desenvolvimento sustentável do governo, em entrevista publicada no jornal Sunday Times, afirmou que os casais que têm mais de 2 filhos estão sendo "irresponsáveis" por criar uma carga que não poderá ser suportada pelo meio ambiente. Segundo ele, o controle de crescimento da população deve estar no centro das políticas para combater o aqueciento global, e líderes políticos e ambientais devem parar de evitar o assunto. "Nós temos todas essas grandes questões ambientais para quais todo mundo está olhando, mas você não ouve ninguém falando a palavra que começa com `p´, disse Porrit, se referindo a população".

Fonte: O Globo

Está coberto de razão o sr. Porritt, muito sensato. Essa política deve ser estudado e posta em prática aqui no Brasil.

Walter Jr
redator

1 Deixe seu comentário:

É matematicamente comprovado que uma população não subsiste se cada casal tiver menos que dois filhos. É sabido também da atual crise na qual está passando a Alemanha e nas campanhas que o governo está fazendo para incentivar os casais terem filhos. Aí vem este Porritt e fala este disparate e ainda recebe elogios do TM (é para chorar?).