Blogroll

15 de mar de 2009

FILME: Linha de Passe

Linha de Passe é um filme lançado em 2008, dos diretores Walter Salles e Daniela Thomas, com roteiro de ambos e George Moura e Bráulio Mantovani, que, ao que me parece, passou um pouco desapercebido pelo público brasileiro. Walter Salles é aquele mesmo por trás de filmes como Central do Brasil (1998), Abril Despedaçado (2001) e Diários de Motocicleta (2004).

O longa conta a história de uma família formada por quatro irmãos e pela mãe solteira e se passa na periferia da cidade de São Paulo. Cada irmão dessa família tentando achar seu caminho.

O título "Linha de Passe" faz uma óbvia alusão ao futebol. Aquela linha do meio de campo de um time de futebol, trocando passes, fazendo tabelas, tentando achar um jeito, chegar a uma conclusão, certa ou errada. O futebol está presente em todo o filme, mas não de um jeito pedante e alegórico. Cleuza, mãe dos quatro filhos é, assim como o resto da família, corinthiana fanática. Dario, um dos filhos, sonha em ser jogador profissional. O filme se inicia com o momento em que a torcida está esticando um bandeirão no estádio Morumbi, todos com as mãos pra cima como num ritual. Daí corta para outro grupo cumprindo um ritual com os braços esticados: é um culto evangélico do qual participa Dinho, outro dos quatro filhos.

Ao saber desse filme minha primeira impressão não foi boa. Tive que assistir de maneira concentrada para perceber as qualidades que um clip de apresentação e uma entrevista rápida e chata não conseguiram transmitir. Com um roteiro bem feito, uma história intrincada e que cativa, ao mesmo tempo que nos mostra como as coisas são, de um jeito melancólico, triste mesmo, mas sem deixar que fiquemos com um sentimento de pena, paternal ou maternal para com os personagens. É um filme forte.

No Festival de Cinema de Cannes ano passado, na França, Linha de Passe foi aplaudido em pé durante nove minutos e a atriz Sandra Corveloni, que faz o papel da mãe, ganhou o prêmio de melhor interpretação feminina.

Prêmios não revelam muito, mas dão relevância a esse projeto que, talvez, não tenha tido o suficiente apelo e reconhecimento aqui no Brasil. Podem ir nas locadoras, e-mules ou bitTorrents procurar o filme.

Para ver o trailer, clique aqui.
Wenndell Amaral

3 Deixe seu comentário:

assisti o filme LINHA DE PASSE (os nossos camelôs daqui de união já tem o filme) do walter salles, sou fã desse diretor, desde CENTRAL DO BRASIL, a maneira como ele conduz seus filmes, com bastante poesia, humanidade, já é meio caminho andado para assiste seus filmes, já que o brasileiro não gosta de se ver na tela de cinema.
falando em cinema nacional, uma dica para quêm gosto de filmes brasileiros, já estão com os "nossos" camelõs de dvds da cidade os filmes PARADA 174, baseado na vida do garoto de rua, SANDRO DO NASCIMENTO que sequestrou o ônibus de passageiros no rio de janeiro em 2000, muito bom o filme. o SIGNO DA CIDADE do diretor CARLOS ALBERTO RICCELLI, sensacional o filme, os filme QUASE DOIS IRMÃOS, LOURA FALSA,5 FRAÇÕES DE UMA MESMA HISTÓRIA, os fraquinhos SEXO COM AMOR E CASA DA MÃE JOANA. tudo isso do finalzinho de feveriero a março eu comprei.

Todas as dicas muito boas, com certeza. O cinema brasileiro já há algum tempo que mostra que merece muito mais a atenção do público. Inclusive as bancas de camelôs ajudam muito quem não tem condições de ir ao cinema ou comprar um dvd numa loja.

Este comentário foi removido pelo autor.