Blogroll

12 de mar de 2009

ÚLTIMAS:

Japão diz que pode derrubar foguete norte-coreano

O Japão pode legalmente derrubar qualquer objeto perigoso caindo na direção do país, disse o principal porta-voz do governo na sexta-feira, 13, um dia depois de a Coréia do Norte ter anunciado o lançamento planejado de um foguete que atravessaria o território japonês.

Informações dadas às agências globais sobre seus planos de lançar um satélite entre 4 e 8 de abril, colocando um desafio ao novo presidente dos EUA, Barack Obama, e aliados, que vêem no lançamento um teste de míssil disfarçado. A Coréia do Norte afirmou que o primeiro estágio do foguete cairá no mar do Japão, enquanto o segundo rumará para o oceano Pacífico.

Os norte-coreanos afirmaram também que retaliarão caso seu foguete seja derrubado. O Japão tem um sistema de defesa de mísseis balísticos de duas fases criado em cooperação com os Estados Unidos, mas um foguete destinado a lançar um satélite em órbita pode viajar a uma altura grande demais para que Tóquio possa interceptá-lo.

Os japoneses reiteraram que, mesmo que a Coreia do Norte insista que está lançando um satélite, isso ainda contraria resoluções do Conselho de Segurança da ONU. "Nós vamos fortemente pedir o cancelamento de qualquer lançamento", disse o primeiro-ministro Taro Aso a jornalistas.

Fonte: Reuters

Desde a 2º Guerra que o Japão se ajoelhou perante o domínio norte-americano.

----

Usuário de crack é mais discriminado

O uso do crack é considerado como uma espécie de fim de linha no trajeto da dependência química, o que reforça o preconceito contra quem consome essa droga, por muito tempo associada à população de rua. Pesquisadores, usuários e traficantes ressaltam este aspecto do vício, que pode se configurar como uma agravante para a recuperação.

"Os próprios jovens são muito preconceituosos e contribuem para isolar o adolescente que usa crack, se descontrola e rapidamente se torna dependente. E isso não contribui para que ele peça ajuda, peça socorro", afirma a socióloga Sílvia Ramos, coordenadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Cândido Mendes.

A constatação de Sílvia se baseou em depoimentos colhidos de jovens de comunidades carentes do Rio de Janeiro. Os traficantes, durante muito tempo, resistiram a comercializar o crack por acharem que ele destruía rapidamente a saúde e, também, pela imagem dos usuários. O dependente de crack é considerado uma pessoa sem valores, na qual não se pode confiar.

Fonte: yahoo noticias


Não é preciso uma inteligência enorme pra perceber que o preconceito alíado a ignorância das polícias, apenas contribuem para que mais usuários permaneçam sem ajuda, aumentando a epidemia no país. Políticas sociais são a solução. Não adianta ficar procurando quem usa apenas para marginalizar e deixá-los à beira da morte.

----

Cientistas localizam área ocupada por crenças religiosas no cérebro

As crenças religiosas, que variam para cada ser humano e presentes em todas as culturas, usam redes cerebrais conhecidas por seu papel no desenvolvimento de funções cognitivas, de acordo com pesquisadores do National Institute of Neurological Disorders and Stroke (Ninds), dos Estados Unidos.

O estudo está presente no último número da revista "Proceedings of the National Academy of Sciences". Apesar de não ser possível comprovar a existência ou ausência de Deus, o grupo de cientistas, dirigido por Jordan Grafman, descobriu que pode-se analisar a atividade cerebral desencadeada pelas crenças religiosas.

Usando técnicas de imagem de ressonância magnética, os cientistas estudaram os cérebros de indivíduos aos quais pediram para que avaliassem afirmações sobre crenças religiosas. Esses enunciados faziam referência à emoção que Deus despertava no indivíduo, à sua experiência religiosa e conhecimento doutrinal, assim como à sua concepção da implicação que Ele tem no mundo.

Os pesquisadores encontraram semelhanças na forma como o cérebro avalia as ações dos outros seres humanos e na maneira como contempla a implicação de Deus no curso da humanidade. Além disso, acharam uma relação entre a aprendizagem religiosa de uma pessoa e a atividade no lóbulo temporal, uma região que tem influência na memória e na fala.

De acordo com a equipe, o processo de adoção de crenças religiosas depende de interações cognitivo-emocionais que ocorrem na ínsula anterior. A religiosidade, dizem os pesquisadores, está relacionada com funções adaptativas cognitivas que se desenvolveram ao longo da evolução humana.

Fonte: G1
Walter Jr.
---

Câmara Municipal de Maceió quer definir tarifas de ônibus


Três meses depois de se eximir da obrigatoriedade de homologar aumentos, Legislativo propõe reassumir responsabilidade. A Câmara de Vereadores de Maceió, renovada em mais de 60% no último pleito, parece estar disposta a modificar a forma como são discutidos e decididos os reajustes das tarifas dos ônibus coletivos da capital. Na sessão de ontem, o vereador de oposição Ricardo Barbosa (PSOL) apresentou o projeto de lei para que a Câmara seja responsável pela definição dos valores das tarifas do transporte público de uma forma “mais transparente”. A discussão volta à pauta da Câmara, cerca de três meses depois que o vereador Galba Novaes (PRB) – hoje líder do governo de Cícero Almeida (PP) – propôs que o Legislativo deixasse de ter a obrigatoriedade de homologar a decisão do reajuste, tomada pelo Conselho de Transportes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).

Fonte: gazetaweb.com, por Davi Soares.

---

Renan Calheiros fazendo algo que não tem haver com "escândalos"

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou em sua reunião desta quarta-feira, 11, projeto de lei de autoria do senador Renan Calheiros (AL), líder do PMDB no Senado, que autoriza a inclusão do diabetes mellito entre as enfermidades a cujos portadores é concedida isenção do Imposto de Renda sobre os proventos de aposentadoria e reforma. A proposta ainda será examinada pela Comissão de Assuntos Econômicos.

Na justificação de seu projeto, o senador Renan Calheiros lembra que algumas classes de doentes recebem, por lei, isenções diferenciadas que se destinam a ajudar o custeio de tratamento, em geral, oneroso. A seu ver, a concessão é justificada pelo fato de que doença limita a força produtiva dos enfermos, ao mesmo tempo em que faz aumentar seus gastos pessoais e familiares.

Fonte: Alemtemporeal.com.br, com adaptações.

Olhando assim parece que o nobre Senador da República realmente se preocupa com a população desse país, talvez até com a do estado de Alagoas.

Wenndell Amaral
---

Seguranças do Senado vigiam bens de Sarney no Maranhão


Preocupado com a hipótese de que a cassação do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), desencadeasse uma revolta que pusesse em risco os bens da família em São Luís, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ordenou que quatro servidores da área de segurança da Casa reforçassem a defesa dos imóveis do clã na cidade. Por determinação de Sarney, os policiais "mapearam" as hostilidades por quatro dias. A viagem, tida como "missão oficial", ocorreu antes de Agaciel Maia deixar a diretoria-geral da Casa.

Os policiais chegaram a São Luís no dia 9 de fevereiro, véspera da data marcada para o julgamento de Lago, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O governador foi cassado pela corte apenas na quarta-feira da semana passada, quando o TSE também determinou a posse da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), segunda colocada no pleito de 2006. Apesar disso, Lago ainda recorre no cargo.

Dois dos policiais - Cláudio Hilário e João Percy do Carmo Pereira - integram a "equipe aproximada" do presidente do Senado, como são chamados os agentes encarregados de sua segurança. Os outros dois, Paulo Cézar Ferreira de Oliveira e Jacson Bittencourt, são considerados homens da confiança do diretor da polícia da Casa, Pedro Araujo Carvalho. O primeiro-secretário, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), disse que não sabia da viagem, que só em diárias custou cerca de R$ 4 mil ao Senado. "Eu teria de ficar sabendo, vou ver o que é que houve", disse.

Fonte: O Estado de São Paulo

UM ABSURDO SEM TAMANHO! Esse medida, de um dos políticos mais corruptos que estão na ativa no CONGRESSO NACIONAL, vem para, mais uma vez cuspir e regurgitar na cara das pessoas de bem desse malogrado país. E quanto as pessoas que moram em zonas urbanas de guerrilha [leia-se favela] que convivem diariamente não só com o medo de perder suas casas [leia-se barracos] por culpa de incêndios causados por instalações elétricas mal feitas, mas também com o medo de PERDEREM A VIDA em tiroteios entre os bonzinhos [polícia] e os maus [criminosos]? Não existem uma SEGURANÇA ENVIADA PELO SENADO para estas pessoas? Não precisa nem responder.

----

Para delegado da PF, lei ambiental 'é uma piada'

O delegado titular da Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal, Alexandre Saraiva, disse que a legislação brasileira contra crimes ambientais "é uma piada. Com essa legislação o preso assina o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) e vai embora. Temos presos na operação que já passaram oito vezes na delegacia. O sujeito vai para delegacia, assina o TCO e vai embora. Logo, ele nunca vai parar de praticar o tráfico de animais", declarou o delegado.

Na Operação de Oxóssi, realizada na manhã quinta-feira, 12, e que prendeu 72 pessoas, como os acusados comercializavam grandes quantidades de animais, o Ministério Público Federal (MPF) optou por não pedir as prisões baseado na Lei de Crimes Ambientais, mas pelo Código Penal. "A Justiça Federal acolheu os pedidos de prisão preventiva por receptação qualificada e formação de quadrilha. Aqueles que enviaram animais ao exterior também responderão por contrabando e, eventualmente, maus tratos", explicou o delegado. A pena máxima para formação de quadrilha e receptação é de 11 anos.

Fonte: Yahoo Noticias
Walter Jr.

0 Deixe seu comentário: