Blogroll

15 de abr de 2009

ÚLTIMAS:

Meu Nome Não é Johnny leva seis; Estômago é eleito o Melhor Filme no "Oscar do Cinema Brasileiro"

Foi entregue na noite desta terça-feira (14/4), em festa de gala no Rio de Janeiro, o Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro, conhecido como o "Oscar do Cinema Brasileiro", apresentado por Daniel Filho e Marília Pêra. Foram 27 categorias, elegendo os maiores destaques em longa e curta-metragem do cinema Brasileiro.

O Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro também teve participação do público na escolha de duas categorias especiais: Melhor Longa-metragem de Ficção Nacional e Melhor Longa-metragem de Ficção Estrangeiro.

Estômago e Meu Nome Não é Johnny, que lideraram as indicações, ambos concorrendo em 14 categorias, levaram 5 e 6 prêmios, respectivamente.

Nelson Pereira dos Santos foi o grande homenageado da noite pela Academia de Cinema Brasileiro e recebeu o trófeu pelo ator Carlos Vereda. Ankito e Dercy Gonçalves receberam homenagens póstumas.

Confira os vencedores:

Melhor Longa-metragem de Ficção Nacional:
Estômago, de Marcos Jorge
Melhor Longa-metragem Nacional pela votação do público:
Estômago, de Marcos Jorge
Melhor Longa-Metragem de Ficção Estrangeiro:
Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen
Melhor Longa-Metragem Estrangeiro pela votação do público:
Vicky Cristina Barcelona, de Woody Allen
Melhor Documentário:
O Mistério do Samba
Melhor Filme Infantil:
Pequenas Histórias
Melhor Filme de Animação - Menção Honrosa:
Garoto Cósmico
Melhor Diretor:
Marcos Jorge (Estômago)
Melhor Ator:
Selton Mello (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Atriz:
Leandra Leal (Nome Próprio)
Melhor Ator Coadjuvante:
Babu Santana (Estômago)
Melhor Atriz Coadjuvante:
Júlia Lemmertz (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Roteiro Original:
Cláudia da Natividade, Fabrízio Donvito, Lusa Silvestre e Marcos Jorge (Estômago)
Melhor Roteiro Adaptado:
Mariza Leão e Mauro Lima (Meu Nome Não é Johnny)
Melhor Figurino:
Chega de Saudade
Melhor Maquiagem:
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Trilha Sonora:
Os Desafinados
Melhor Trilha Sonora Original:
Meu Nome Não é Johnny
Melhor Direção de Arte:
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Edição - Ficção:
Meu Nome Não é Johnny
Melhor Edição - Documentário:
O Mistério do Samba
Melhor Fotografia:
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Som:
Meu Nome Não é Johnny
Melhores Efeitos Especiais:
Ensaio Sobre a Cegueira
Melhor Curta-Metragem - Animação:
Dossiê Rê Bordosa
Melhor Curta-Metragem - Documentário:
Dreznica
Melhor Curta-Metragem - Ficção:
Café com Leite

Fonte:
CineClick, com adaptações.

Em breve o TM publicará sobre o longa Estômago, aguardem!
Wenndell Amaral

0 Deixe seu comentário: