Blogroll

20 de abr de 2009

ÚLTIMAS:

Divulgado trailer de Lula, o Filho do Brasil.

O filme narra a trajetória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva desde a infância até a morte de sua mãe, Eurídice Ferreira de Mello, em 1980. Glória Pires interpreta Eurídice, também conhecida como dona Lindu.

O ator Rui Ricardo Diaz dará vida a Lula; o elenco conta ainda com Cléo Pires (na pele de Maria de Lourdes, primeira esposa do político - Lourdes faleceu em 1971, grávida), Juliana Baroni (interpretando a primeira-dama Marisa Letícia) e Milhem Cortaz (Aristides, pai de Lula).

Clique aqui para assistir ao trailer do filme do Che Guevara Brasileiro (brincadeira de mal gosto). O filme parece ser bom.

---

Filme brasileiro dirigido por Matheus Nachtergaele vence festival uruguaio

Matheus em cena
A Festa da Menina Morta, estreia na direção de longa-metragem do ator Matheus Nachtergaele, ganhou o prêmio de Melhor Filme Latino-Americano no 27º Festival Internacional de Cinema do Uruguai.

O vencedor da categoria Melhor Filme Internacional foi As Oficinas de Deus, de Claire Simon, exibido no Brasil durante a 32º Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, porém ainda inédito no circuito comercial.

Na mesma categoria receberam Menção Honrosa do Júri: a coprodução Brasil/Chile Tony Manero, de Pablo Larraín e o francês A Questão Humana, de Nicolas Klotz.

Como Melhor Documentário venceu o servo The Thrist os a Stone Sea, de Vladimit Perovic. E o curta premiado foi o espanhol El Mal de Schneider,de Daniel Chiado.

O 27º Festival Internacional de Cinema do Uruguai terminou neste sábado (18/04).

Fonte: cineclick.com.br

---

Otimista e enxuto, Festival Tribeca quer servir de inspiração

O Festival de Cinema Tribeca começará nesta quarta-feira, 22, ofuscado por uma recessão nos EUA que reduziu em quase um terço os filmes que serão mostrados, mas, para tentar animar o público, os organizadores escolheram filmes mais otimistas para rechear a programação. O festival nova-iorquino tradicionalmente exibe filmes que tratam de questões globais difíceis, mas desta vez, segundo seus fundadores, Robert De Niro e Jane Rosenthal, foi feito um esforço especial para alegrar o clima.

O festival teve problemas de patrocínio, tendo perdido o apoio da General Motors, que está sobrevivendo com bilhões de dólares em empréstimos do governo. Mas fechou um contrato de três anos com a Heineken e conseguiu outros patrocinadores.

Devido à crise financeira, disse ela, é mais importante que nunca que o festival se mantenha fiel a uma de suas metas originais: levar o maior número possível de cineastas para o público mais amplo possível, através de eventos gratuitos, incluindo sessões ao ar livre, uma feira de rua e debates.

Desde sua criação, em 2002, o festival já atraiu mais de 2 milhões de visitantes, gerou mais de 530 milhões de dólares em atividade econômica para Nova York e exibiu mais de 1.100 filmes de 80 países. Este ano, Woody Allen vai abrir o festival com a première mundial de sua comédia "Whatever Works", com Larry David. O festival será encerrado com outra comédia, "My Life in Ruins", estrelada por Nia Vardalos e Richard Dreyfuss.

Serão exibidos 85 longas de 32 países. Os filmes foram escolhidos de uma lista de mais de 2.200 trabalhos propostos.

Fonte: Reuters

---

E aqui vai um recado para nossos leitores que assinam o Feed do TM e recebem nossas atualizações direto na caixa de entrada de seus e-mails: Fiquem ligados, sempre atualizamos também as notícias em nossa barrinha ali ao lado "Mais Notíticias". Até mais, pessoal.

Wenndell Amaral

0 Deixe seu comentário: