Blogroll

2 de mai de 2009

ÚLTIMAS:

Escritor que pede que londrinos desacelerem diz que São Paulo é ‘desafio’

Randy Quan Carl Honoré (foto) escreveu livro para pessoas conhecerem os benefícios de desacelerar. Desde o último dia 24 até segunda (4), os moradores de Londres passam por um desafio: viver a vida mais devagar. O festival “Slow Down London” (algo como “Devagar, Londres”) pede que os londrinos, habitantes de uma das maiores metrópoles do mundo, desacelerem. Será que a mesma coisa seria possível na maior cidade brasileira? Para o criador da iniciativa, Carl Honoré, sim. Mas seria um desafio.

O escritor mora em Londres, nasceu na Escócia e foi criado no Canadá. Seu maior sucesso, o livro “The Praise of Slow” (lançado no Brasil com o nome “Devagar”), fala exatamente dos benefícios de se deixar de lado a correria e o senso de urgência da vida nas grandes cidades.

“Desacelerar é bom para nós e fazer isso é possível em uma grande cidade. Você não precisa deixar Londres e se mudar para um vilarejo em Cornwall para ir devagar. ‘Devagar’ é um estado de espírito”, disse Honoré.

Essa filosofia deu origem ao festival, onde passeatas lentas foram organizadas e pedestres apressadinhos "multados" por excesso de velocidade. Grupos organizaram encontros de meditação e torneios de tricô. Museus e parques prepararam atividades.

Brasil

Durante a década de 90, Honoré morou vários anos no Brasil. Primeiro em um intercâmbio cultural na pequena cidade de Pacotí, no Ceará, onde trabalhou na secretaria de educação. Depois em Fortaleza, onde ele ajudou crianças de rua. Em sua passagem pelo país ele conheceu São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília. E se impressionou com a irritabilidade dos brasileiros metropolitanos. “Os brasileiros nas grandes cidades parecem sempre muito impacientes e agressivos, principalmente no trânsito”, diz Honoré.

O autor explica que existe o “devagar bom” e o “devagar ruim”. “Muitas cidades brasileiras sofrem do ‘devagar ruim’: congestionamentos, transporte público fraco, burocracia. É preciso melhorar tudo isso para poder aproveitar o ‘devagar bom’: caminhar, passear pela cidade, aproveitar os espaços verdes.”

Por isso, repetir o “Slow Down London” em uma capital brasileira pode ser bastante complicado. “É possível fazer isso em qualquer lugar. Acredito que São Paulo seria um dos locais mais difíceis do mundo de fazer isso dar certo por que é é uma cidade tão grande e caótica e o trânsito é tão ruim. Mas é preciso começar em algum lugar”, diz Honoré.

Gostei muito das idéias desse cara. Voto para seja aplicada urgentemente o Estilo de Vida Devagar nos assaltos aos cofres públicos. Aí sim a coisa começa a funcionar...


Fonte: MSN Noticias

---


Enchentes causam a morte de 4 pessoas em Maceió

As fortes chuvas que atingiram a região metropolitana de Maceió desde a noite de quinta-feira provocaram a morte de quatro pessoas, três na capital e uma no município vizinho de Coqueiro Seco, que fica às margens da Lagoa Mundaú. Entre as vítimas estão uma idosa, uma mulher grávida e seu filho de 2 anos. Em Coqueiro Seco, a vítima foi o estudante Erick de Souza Silva, 16 anos. O jovem foi vítima de uma queda de barreira, no povoado Cadois.

O corpo da aposentada Antonia de Paula Oliveira, de 100 anos, foi retirado do barro que soterrou sua casa, no final da tarde, após praticamente um dia de trabalho das equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu. Ela estava dormindo quando foi atingida pelo deslizamento de uma barreira localizada nos fundos da sua residência, no bairro do Mutange. A sobrinha da vítima, Darcy Oliveira Santos, disse que por volta das 7 horas da manhã de hoje, ouviu o barulho da enxurrada e correu para fora de casa. "Não deu tempo de socorrer a minha tia. Ela estava dormindo. Também perdemos todos os móveis", lamentou Darcy.

No início da manhã, Charlene Conceição, de 23 anos, e seu filho Elvis, de 2 anos, morreram soterrados depois da queda de uma barreira na Grota do Cigano, no bairro do Jacintinho. No momento do desabamento, a mãe chegou a correr com o filho nos braços até a porta, mas não conseguir sair a tempo de evitar a tragédia. Charlene estava grávida de sete meses. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levada às pressas para o Hospital Geral do Estado, onde os médicos tentaram salvar o bebê, mas ele já deu entrada no hospital em óbito.

A Defesa Civil Municipal ainda não divulgou um balanço oficial dos desabrigados, mas já registrou mais de 30 ocorrências. Por causa das fortes chuvas, vários bairros ficaram sem energia elétrica. As chuvas causaram transtornos em praticamente toda a cidade e nos municípios da região metropolitana. Várias ruas ficaram inundadas até o final da manhã, quando as chuvas deram uma trégua. Os moradores de algumas áreas ficaram ilhados em suas residências e pontos comerciais. No bairro da Jatiúca, uma cratera engoliu parte do asfalto, deixando a pista completamente interditada. No bairro de Ponta Verde, a água chegou a entrar nas garagens de alguns prédios, alagando os carros e provocando prejuízos materiais.

Fonte: MSN Noticias

---


Casal é morto após sair de festa de grupo neonazista, diz polícia


Seis pessoas foram presas por suspeita de envolvimento na morte de um casal, na semana passada, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a Polícia Civil, o crime foi motivado por divergências políticas e disputa de poder dentro de um grupo neonazista.

Os estudantes de 24 e 21 anos foram encontrados mortos na madrugada de 21 de abril, na altura do quilômetro 6 da BR-116, em Quatro Barras (PR).

Segundo as investigações, na noite do crime, o casal teria participado de uma festa em uma chácara, em celebração do aniversário do ditador alemão Adolf Hitler. O rapaz morto teria proibido a entrada de algumas pessoas no evento. Os suspeitos de envolvimento no crime teriam planejado a saída do casal, para matá-los.

Um homem foi preso em São Paulo, na sexta-feira (1º), suspeito de ser o chefe de um movimento neonazista no Brasil e ter envolvimento no crime. Outros cinco supostos integrantes desse grupo foram detidos.

Ao todo, foram cumpridos 16 dezesseis mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A arma do crime teria sido encontrada no último estado. Além disso, foi apreendido material de apologia ao nazismo.

Fonte: G1


Postei essa última notícia porque fiquei perplexo com o motivo do assassinato desse casal. Infelizmente, eles sentiram na pele o que é ser um nazi, provando do próprio remédio.

Walter Jr.

0 Deixe seu comentário: