EMAIL:

Humilhão de radialista para com comerciante

enviado por Ana Beatriz Silva
Olá,

Hoje no final da tarde radialista que se diz dono da verdade o SR "Antonio Aragão" realizou um ato de verdadeira vergonha aos radiastas desta cidade, ao parar o seu carro no entrada de uma oficina na rua do antigo castelo branco atual Juvenal Mendonça na oficina de Nequinho como é conhecido em toda a cidade. Se diregendo ao comerciante com total falta de respeito e imoralidade. Chamado de filho de uma rapariga,negro sem carater, Negro safado e sempre o ofendedo e o chamado para sair de dentra de seu comércio. O Aragão como muito sabem anda armado onde na hora do fato está com a sua arma entre as pernas dentro de um tele-carro. O radista que se diz o homem de verdade repitia imuneras vezes que o rapaz era uma NEGRO sem moral e sempre usado a cor como algum com o qual deveria ter vergonha. MAIS o comerciante estava trabalhando e assim continuou. Eu como moradora da rua a muito tempo fiquei a observar o que se passava com o comerciante. O motivo de tais agreções foi por causa de um serviço que o comerciante se negou a realiza trabalho, pelo fato de que o Aragão não realiza o pagamento dos serviços prestados e o comerciante trabalha para mantem sua familia com pode faz isso quando o cliente não paga!!!!! Que atuação a do nosso radiasta ao provacar uma cena vergonhosa de rascimo na Terra que todos chama terra da liberdade e benço da abolição. Espero de todo coração que a vitima das agreções agar como está em nossa constituição. Pois o RACISMO È UM CRIME ! Como cidadã desta espero que as devidas provindencias sejam tomadas !!!!!!!!!!!!!!!!

PS. É sempre útil lembrar que o direito de resposta é desde sempre garantido ao interessado, assim como se, por escrito for solicitado o email de Ana Beatriz será prontamento atendido para qualquer esclarecimento.

Comentários

Walter Jr. disse…
Ana, supondo que este fato tenha acontecido como vc narrou, somente o próprio ofendido pode prestar queixa... Os negros tem que se conscientizar e lutar or seus direitos que foram conseguidos a custo de sangue de outros negros, senão não adianta ter lei. Uma lei tão boa, dentre a maioria péssima, tem que ser plenamente atendida.
Franco Maciel disse…
Que coisa feia, pra uma pessoa que se diz esclarecida ..
Bruno Monteiro disse…
Hum... Se os fatos ocorreram como descrito acho que o "Cartório" não está rendendo muito. Lamentável a atitude desse indivíduo.

Ser NEGRO não é vergonha já ser outra coisa... envergonha muito quem tem algum escrúpulo.