Blogroll

18 de set de 2009

Mesmo recebendo mais recursos, Kil demite mais de 300 trabalhadores

Alegando necessidade de redução de gastos o Prefeito Areski de Freitas anunciou semana passada a demissão de mais de 150 contratados. O prefeito argumenta que houve corte nos recursos repassados pelo Governo Federal e que por isso não teria condições de manter todos aqueles contratados sem concurso público durante o período pré-eleitoral. A verdade dos números, no entanto, é outra.

De janeiro a agosto de 2008 o Governo Federal repassou para a Prefeitura de União dos Palmares um total de R$ 19.858.523,90, sendo que deste total R$ 9.265.230,79 correspondem ao FMP (Fundo de Participação dos Municípios) e R$ 10.471.609,29 ao FUNDEB (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica).

Este ano de 2009 no mesmo período, de janeiro a agosto, o Governo Federal repassou um total de R$ 22.524.232,24, sendo que R$ 9.343.411,10 referentes ao FMP e R$ 13.088.954,45 referentes ao FUNDEB. Os dados são do site do Tesouro Nacional (http://www.tesouro.fazenda.gov.br/).

A conta é simples e a verdade é outra: mesmo com quase três milhões a mais o prefeito demite trabalhadores e ainda usa o Governo Federal como bode expiatório. O que ocorreu foi um inchaço da máquina administrativa no período pré-eleitoral, principalmente na Secretaria de Educação, e agora o prefeito se vê obrigado a demitir todos aqueles ludibriados com a promessa do emprego em troca de votos.

Fonte: blog do vereador Manoel Feliciano

0 Deixe seu comentário: