Blogroll

18 de jan de 2011

Música: Clap Your Hands Say Yeah

Talvez ninguém tenha avisado ao Clap Your Hands Say Yeah que as primeiras impressões são importantes. Ou talvez eles só tenhem uma enorme paciência. De qualquer forma, seu CD homônimo de estréia (2005) chegou com um potencial estranho. Aqueles que perseveram, no entanto, irão descobrir rapidamente que este hall de entrada dá acesso a berrantes espaçosos, elegantes aposentos de linhas limpas e iluminação suave.

Clap Your Hands são um quinteto provenientes do Brooklyn, Estados Unidos. Eles vêm ganhando elogios da imprensa mundo a fora. Trafegam no indie rock melódico, exuberante, flutuando na sensação de Yo La Tengo, com uma presença singular vocal. Ou imagine o Arcade Fire se suas músicas fossem mais divertidas e menos graves.

O disco é consistente, notavelmente forte, mas "The Skin of My Yellow Country Teeth", em particular se destaca, com seu rico zumbido de frases de sintetizador, baixo em contraponto e bateria embaralhada. A canção também possui uma das performances mais memoráveis do vocalista Alec Ounsworth: ele rompe acima da urgência com os acordes mais pesados, chutando com a voz embargada e deslocando em cascata ondas como se alguém estivesse pressionando suas cordas vocais a um traste e a curvá-los. "Is This Love?", é limpa, percorre com guitarras e sintetizadores, e sua vertiginosa harmonia preparando a transição para "Heavy Metal", onde força um baixo e chiado seco como formas inteligentes para as guitarras efervescentes.

Há algo de muito refrescante sobre a iniciativa de uma grande banda que está tremendo no limite, sem qualquer tipo de campanha de imprensa ou outros embutidos - você realmente começar a ouvir a música com seus próprios ouvidos. Enquanto um monte de bandas se revestem do aparato promocional como um mal necessário, Clap Your Hands Say Yeah prova que ainda é possível para uma banda ser ouvida, dado bastante talento e perseverança, sem uma agência de relações públicas ou um rótulo.

0 Deixe seu comentário: