Blogroll

3 de fev de 2011

Últimas:

Câmara e Senado deram posse aos novos parlamentares

Deputados e senadores eleitos nas eleições de outubro passado tomaram posse no Congresso Nacional. A base de apoio ao governo no Legislativo será maior do que na gestão Lula. Dos 513 deputados e 81 senadores, 461 (ou 77,6%) integram partidos aliados de Dilma Rousseff. Eles os Deputados Federais, está Tiririca, o palhaço, que afirmou pretender participar da Comissão de Educação e Cultura da Câmara ao sair do hospital logo após se recuperar de uma apendicite.

Egípcios contra Mubarak

Milhares de manifestantes se concentram no Cairo para protestar contra o regime de Hosni Mubarak, há 30 anos no poder. E o Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, numa conversa oficial sugeriu ao ditador Hosni Mubarak que deixe imediatamente o poder.

Dilma elegeu aliados para presidência do Senado e da Câmara

Com ampla maioria governista, o Congresso elegeu ontem José Sarney (PMDB-AP) e Marco Maia (PT-RS) respectivamente para comandarem o Senado e a Câmara. Com a participação de uma oposição desorganizada, os resultados dos pleitos tiveram vitórias folgadas. Segundo reportagem da Folha, Sarney foi eleito com 70 dos 81 votos e Marco Maia recebeu 375 dos 509 votos. Um dos únicos partidos a fazer resistência, mesmo que ineficaz, foi o PSOL.

Número de formandos em cursos que preparam docentes cai 50%

Informações divulgadas pelo Censo do Ensino Superior, realizado anualmente pelo Ministério da Educação, revela que entre 2005 e 2009 os alunos que concluíram cursos superiores em Pedagogia e Normal Superior foram de 103 mil para 52 mil, o que comprova o desinteresse dos jovens pela carreira. De acordo com reportagem do Estadão, o MEC também registrou queda no número de formandos em licenciaturas que preparam professores para atuar no ensino médio e últimos anos do fundamental – em 2005 foram 77 mil, contra 64 mil em 2009.

Planalto deu mais dinheiro às vésperas de eleição no Congresso

Levantamento realizado com base nos dados do Siafi - Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - revelam que às vésperas da eleição do Congresso o governo autorizou liberação de 17% a mais de verba para emendas em janeiro deste ano que no mesmo mês do ano passado. De acordo com reportagem do Estadão, o PMDB, cuja bancada ameaçou retaliar em votações importantes, foi o partido mais beneficiado, com R$ 12 milhões. Em segundo lugar, vieram os restos a pagar de emendas do PT, com R$ 3,3 milhões.

Apagão!

Na noite da quarta-feira dia 03 para a de quinta grande parte da região Nodeste do Brasil ficou sem energia elétrica. Segundo dizem as autoridades do setor elétrico, o que causou o apagão foi uma pequena pecinha que provocou o desligamento em cadeia do sistema. O Governo se adiantou em colocar panos quentes sobre o fato. A realidade é que milhares de pessoas foram lesadas por essa falha não esperada.

Fontes: G1.com.br; R7.com.br; Epoca.globo.com; Estadao.com.br; folha.uol.com.br. Com adaptações e complementos nossos.

0 Deixe seu comentário: