Blogroll

7 de jun de 2011

Mutação surpreendente - X-Men Primeira Classe

Hoje em dia as história em quadrinhos já extrapolaram as páginas dos gibis e fazem parte da coletividade. Mas, ao mesmo tempo, constata-se que as crianças da atualidade prefiram Ben10 a qualquer personagem do universo Marvel ou DC. Digo isso porque X-Men First Class fez com que eu voltasse a minha infância para aproveitar o tempo perdido.
Não sou nenhum expert no Universo dos quadrinhos Marvel, muito pelo contrário. O que sei vem mais dos animes dos anos 90 baseados nas séries dos gibis do que propriamente das produções originais. Mesmo assim, nunca neguei que X-Men era uma dessas produções que mais chamavam minha atenção. First Class veio para manter essa atenção viva por mais tempo.

Existe uma dificuldade, em se tratando de filmes desse tipo, em manter o espectador ativo nos desdobramentos da história. Em muitas ocasiões são usados esquemas infinitos de ação e explosões para tentar a proeza de fazer você imergir no mundo ali apresentado. Felizmente, nesse X-Men é diferente. Do primeiro minuto até o último você perde a noção do tempo, presta atenção em todas as cenas, mesmo não tendo toda a ação esperada num filme de "heróis". Méritos da montagem e de um roteiro extremamente competente

Outro destaque vai para as atuações nos personagens Xavier e Magneto realizadas respectivamente por James McAvoy (O Último rei da Escócia ) e Michael Fassbender (Bastardos Inglórios), são memoráveis. Contudo, obviamente que o filme possui ressalvas a serem feitas, mas um fã dos quadrinhos pode realizar tal coisa melhor que eu. Aqui, balanceando qualidade, entretenimento, diversão e competência, X-Men Primeira Classe é aprovado com louvor.

0 Deixe seu comentário: