Blogroll

28 de fev de 2010

Município brasileiro estimula o gosto pela leitura com ações criativas, que desenvolvem a imaginação


Livros espalhados pela cidade fazem parte do conjunto de ações que vêm sendo desenvolvidas em Nova Friburgo (RJ), município que conta com a primeira Secretaria de Leitura do Brasil. O profissional de Artes Cênicas e conhecedor das técnicas de contação de histórias, Francisco Gregório da Silva Filho, assumirá a secretaria até o final do mês de março. Ele é servidor público federal do quadro da Fundação Biblioteca Nacional, vinculada ao Ministério da Cultura. Foi coordenador do Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler) na década de 1990 e atuou como presidente da Fundação Cultural Elias Mansur, no estado do Acre.

Todas as ações para incentivar a prática da leitura em Nova Friburgo estão sendo incrementadas com a criação, inédita, da secretaria municipal específica. Ela foi institucionalizada em dezembro do ano passado, dentro do projeto de reforma administrativa do governo municipal. Mas logo no início de 2009 um trabalho de estímulo à leitura começou a ser realizado pelo escritor e educador carioca Álvaro Ottoni de Menezes. As atividades fizeram aumentar em 120% a frequência à Biblioteca Municipal (mais de 300 pessoas por dia), capacitar cerca de 500 professores e atender 22 escolas da cidade.

Pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) revela que uma em cada quatro pessoas entrevistadas acredita que um professor bem capacitado é o fator mais importante para assegurar a boa educação das crianças e jovens do país. A pesquisa foi feita por telefone com 1.350 pessoas de nove regiões metropolitanas brasileiras e de alguns municípios com mais de 50 mil habitantes. O resultado foi divulgado no dia 11 de novembro pelo Movimento Todos pela Educação.

Fonte: Ministério da Cultura - Clique e leia mais.

25 de fev de 2010

Josivaldo Ramos anuncia a quais Palmarinos atribuiria prêmios e a quais não atribuiria de forma alguma.

No programa Mesa Z do último dia 06 do mês corrente, representando o blog fiz a seguinte pergunta: Qual pessoa, de qualquer âmbito que você premiaria em União dos Palmares? E qual em hipótese alguma você atribuíria tal prêmio?

Vejamos o texto na íntegra, publicado em seu site:

A qual palmarino você daria um prêmio? E Qual você não premiaria em hipótese nenhuma? Quis saber Dallas Diego durante Programa Mesa Z com Josivaldo Ramos.



Davi Soares, Genisete de Lucena e Mariné Ramos

Uma entrevista polêmica, pautada pela coragem de um cidadão palmarino e pela democracia de um seleto grupo de blogueiros, verdadeiros descendentes de Zumbi que não mediram esforços para levar aos ouvintes da Rádio Zumbi FM um prazeroso programa.


No decorrer da entrevista respondi com a mais profunda sinceridade todas as questões que a mim foram endereçadas, sem poupar nomes diante das verdades que careciam ser ditas, contudo uma pergunta não foi respondida, não por temor, mas por prudência.


O jovem blogueiro, Dallas Diego, quis saber: “A qual palmarino você daria um premio e a qual você não daria em hipótese nenhuma?” Para a segunda pergunta a resposta foi imediata, sem dúvidas ou receio atribuí o anti-prêmio a duas personalidades que representam as oligarquias do município e que contribuíram e contribuem com o retrocesso de nossa cidade há mais de 40 anos: MANOEL GOMES DE BARROS e AFRÂNIO VERGETE DE SIQUEIRA. Já para a primeira pergunta pedi para não responder naquele momento a fim de não cometer injustiças, pois de fato nunca havia pensado sobre o assunto, e conceder um prêmio, ainda que simbólico, diante dos meus princípios de vida teria que ser verdadeiro e inquestionável, pelo menos para minha própria consciência.


Após profunda reflexão me sugiram três nomes dos quais não consegui me desvencilhar em momento algum. Motivo pelos quais os premio simbolicamente e convido os companheiros blogueiros de União dos Palmares e, hoje, membros do Mesa Z para tornarmos este premio real. Através da confecção de um troféu em madeira com formato da letra Z para que os próximos entrevistados possam oferecer este prêmio aos seus homenageados.


As três personalidades que recebem minha deferência especial são: DAVI CORREIA SOARES, Jornalista da Gazeta de Alagoas, a quem o estado de Alagoas deve sua gratidão, pois foi através de uma reportagem deste ilustre reporte que certo Delegado da Policia Federal cotado para assumir a Superintendência da Polícia Federal em Alagoas desistiu de desembarcar nas Alagoas, entre muitas outras proezas deste ilustre filho de União dos Palmares; GENISETE DE LUCENA SARMENTO, Presidente Municipal do PT, ex-vereadora de União dos Palmares responsável do pelo mais atuante mandato de um legislador palmarino, esta atuante cidadã que já mostrou aos políticos da “terra dos coronéis e jagunços”, outrora terra da liberdade, que não é necessário mandato para defender os interesses dos palmarinos e por fim, porem não menos importante MARINÉ RAMOS DA SILVA,voluntária da Pastoral da Criança em União dos Palmares há mais de 15 anos, tem contribuído para a redução da mortalidade infantil em nosso município, sem qualquer pretensão financeira ou política. Esta guerreia popular que ingressou na Faculdade de Serviço Social após os 50 anos de idade e mostra aos demais conterrâneos que para realização de sonhos não existe idade, basta vontade e determinação. Esta ultima homenageada a quem em especial ofereço meu carinho, pois além de tudo que ela já fez por nossa cidade também tenho o orgulho de ser seu sobrinho e em nela busco inspiração para minhas batalhas diárias.



JOSIVALDO RAMOS

..........

Ficamos muito satisfeitos com a sua presença no programa Mesa Z. União dos Palmares precisa reconhecer seus filhos e não apenas ficar premiando pessoas só porque fazem parte de tais famílias e/ou são amigos de fulano de tal. Temos excelentes estudantes, atletas... O Tempo Moderno pretende realizar tal feito o mais rápido possível.

Dallas Diego

24 de fev de 2010

Programa Mesa Z

Desde sua estreia, o programa Mesa Z (ZUMBI!) só cresce. Todos os convidados que compareceram ao estúdio da Rádio Zumbi FM nas manhãs de sábado e responderam os questionamentos do grupo, foram de suma importância, prestando esclarecimentos e informações para a população palmarina. A cada sábado o quadro de entrevistadores vai ganhando experiência e, através participação do ouvinte com sugestões e críticas, está sendo moldado um programa democrático, ético, cultural e prestativo.

Uma breve retrospectiva das entrevistas

No dia 09 de janeiro o programa estreou tendo como convidado o vereador por União dos Palmares Manoel Feliciano (PT-AL). Em seguida recebemos Lindolfo Cabral, membro da comissão da Festa da Padroeira Santa Maria Madalena e responsável pelas "mesas da festa". Quem escutou esse programa, no sábado 16/01/2010, lembra que Lindolfo afirmou de maneira objetiva e clara nos microfones da rádio que nenhum vídeo político seria veiculado na praça durante os festejos de Santa Maria Madalena. Afirmou e aconteceu exatamento o contrário, pois no último dia da festa foi exibido um vídeo chamado "institucional", mas que de instituição só tinha a publicidade do executivo estadual e municipal. Continuando, recebemos no sábado seguinte, Manoel Simeão, vice-presidente da Associação dos Deficientes Físicos de União dos Palmares e José Francelino, membro da Diretoria da referida entidade.

No dia 30 de janeiro, a equipe de entrevistadores recebeu a Sra. Meire, Presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e Elson Davi, Secretário Municipal de Cultura. A primeira convidada discorreu sobre a questão das eleições para o cargo de Conselheiro Tutelar. O Secretário de Cultura inicialmente fez uma explanação de seu primeiro ano na pasta e relembrou algumas realizações nesse interim. O Tempo Moderno questionou o projeto da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, de autoria do executivo municipal, que segundo apuramentos nossos, o conteúdo foi de certa forma copiado de outras leis já vigentes em cidades como Salvador/BA, fato confirmado pelo secretário, apesar da grande diferença na realidade cultural entre os estados e as cidades.

O Tempo Moderno também solicitou explicações acerca da reforma da Casa Jorge de Lima, que aconteceu no segundo semestre do ano que passou. Durante a reforma uma sacada de janela existente na fachada do prédio foi retirada, infrigindo assim as leis que regem a questão do tombamento e administração dos bens históricos, as quais prevêm até punição pecuniária para o responsável.

O Ofício nº 01/2009 enviado pelo Tempo Moderno à Secretaria Municipal de Cultura solicitando explicações e informações daquele braço do executivo palmarino também foi ponto de discussão. É sabido que o referido ofício nunca foi respondido, sequer houve justificativa oficial. O secretário afirmou que não respondeu o Ofício porque lhe foi dada a alternativa de responder pessoalmente ao Tempo Moderno quando um representante do blog comparesse nas dependências da repartição. O que o secretário esqueceu foi que o essa alternativa vinha depois de duas principais: aguardaríamos a responda via e-mail (meio fácil, rápido e prático) no prazo de 10 dias ou que fosse entregue resposta por escrito a qualquer integrante do blog, os quais são de fácil localização, matêm endereços fixos e trabalham em locais de conhecimento público. De qualquer forma o secretário finalmente e depois de quase um ano afirmou que irá responder o Ofício, e solicitou que um representante do Tempo Moderno comparecesse ao gabinete da secretaria de cultura para tratar dos assuntos que tinha como objeto o referido ofício.

Por fim, o Secretário ainda deu uma notícia em primeira mão aos ouvintes do Mesa Z. Segundo o secretário, a prefeitura alugou o prédio onde já funcionaram as extintas casas de shows "Bovino´s" e "Fresh Dance". No local passará a funcionar o Centro Cultural Quilombola, prometendo realizar iniciativas voltadas a todos os moradores do bairro Roberto Correia de Araújo, visando descentralizar as alternativas culturais no município.

No dia 06 de fevereiro, o Mesa Z teve um dia histórico, recebendo como entrevistado o advogado e pré-candidato a Deputado Estadual Josivaldo Ramos. Tambérm participaram do programa Geane Lopes - Diretora da Casa do Pobre, Marciângela Gonçalves - Presidente do PSOL de União dos Palmares e Samuel Soares. Clique aqui e leia mais sobre esse programa no blog Acorda União.

No sábado seguinte, o Mesa Z contou com o historiador e ex-secretário de cultura Paulinho Sarmento, o folião Antonio Matias, símbolo do carnaval de União dos Palmares e fundador do "Bloco Futuca - Só Vai Quem Chupa, Mole Não Entra", além do radialista e diretor da Rádio Zumbi Sílvio Sarmento discorrendo sobre o também tradicional "Bloco A Franga da Madrugada". Leia mais sobre esse programa no blog A Terra da Liberdade.

O programa do último sábado, dia 20 de fevereiro, teve como tema "Industria, Comércio e geração de empregos", recebendo Rodrigo Daniel de Almeida - Diretor da empresa São Domingos Indústrias (SDI). Também foi convidado e confirmou presença o Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de União dos Palmares, José Mendes de Amorim, contudo sua presença foi descartada de última hora.

Próximo Mesa Z

Neste sábado dia 27 de fevereiro, o grupo de entrevistadores receberá parte da Diretoria da Associação Municipal dos Estudantes Universitários e Técnicos de União dos Palmares (AMES), Jailton Cavalcante - Presidente, e os 1º e 2º Tesoureiros, Wenndell Amaral e Dallas Diego Moreira. O tema é o Movimento Estudantil em União dos Palmares, focalizando as atividades da AMES.

Não perca o Programa Mesa Z, todos os sábados a partir das 11 horas da manhã. Você poderá participar através do telefone 3281-2314 ou do e-mail radiozumbifm@hotmail.com

Últimas:

CNJ "pune" com aposentadoria compulsória 10 magistrados em Mato Grosso por desvio de verba

Por unanimidade, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu aposentar compulsoriamente nesta terça-feira dez magistrados de Mato Grosso - sendo três desembargadores e sete juízes. Eles foram condenados em processo administrativo por desvio de R$ 1,2 milhão do tribunal para pagar uma dívida da Loja Maçônica Grande Oriente, de Cuiabá. O julgamento é em instância final e não cabe recurso. Um dos aposentados, porém, já anunciou que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A Lei Orgânica da Magistratura Nacional define a aposentadoria forçada como a maior pena administrativa que pode ser imposta a um juiz. Eles não vão mais trabalhar, mas continuarão recebendo salário proporcional ao tempo de serviço. O cálculo será feito individualmente. O salário de um desembargador corresponde a 95% do salário de um ministro do STF, que hoje é de R$ 26.723,13 Os conselheiros também decidiram encaminhar o processo ao Ministério Público
para que sejam abertas ações judiciais para recuperar o dinheiro que foi desviado dos cofres públicos.

- São verdadeiras confissões do desvio de verba do tribunal para a maçonaria - disse o ministro Ives Gandra, relator do processo no CNJ. O desvio de recursos teria sido feito no pagamento de créditos atrasados, que ocorreu de forma a privilegiar os integrantes do suposto esquema. Em vez de atender aos critérios que contemplariam os 357 juízes do estado, o pagamento priorizava os escolhidos por Ferreira Leite. - Como diz o ditado popular, farinha pouca, meu pirão primeiro - afirmou o ministro. Os acusados negam, no entanto, o suposto desvio de dinheiro do tribunal e
qualquer outra irregularidade cometida no exercício dos respectivos cargos.

Fonte: G1

Roubar, prejudicar milhares de pessoas e ainda ganhar aposentadoria em torno de 20 mil reais... Deus, além de brasileiro é magistrado!

21 de fev de 2010

EDITORIAL: Rápidas Impressões Cotidianas

Segundo alguns estudos dirigidos por psicanalistas, médicos, etc., nosso cérebro registra tudo a nossa volta. Tanto as coisas boas quanto as ruins. Registra o que prestamos atenção e também o que nem sequer olhamos. Gestos, palavras, mesmo quando tais atos não são dirigidos a nós, ficam registrados em nosso cérebro. Conversas paralelas de terceiros, opiniões dadas sem pensar bem no que se diz, conversas vazias, de baixo calão, fofocas, tudo aquilo que não contribui em nada para nossa evolução espiritual e humana e afasta nossa nossa mente do que é bom, é facilmente absorvido pelo nosso cérebro. Mesmo que pensemos diferente do que se ouve, do que se vê, mesmo que nossa consciência seja contrária a atos irracionais, maldosos, traiçoeiros, sem sentimento e muito menos respeito pelo próximo, acabamos por absorver esse tipo de pensamento torpe na nossa sub-consciência. Isso é fato.

Para se ter uma ideia básica: a massificação da população pobre (financeiramente, culturalmente) do país, executada em grande parte pela televisão liderada pela Globo onde é exposto em suas novelas as piores ações do ser humano representadas glamurosamente por belos atores, personagens ricos, etc. As novelas são apenas um pequeno exemplo das ações que inundam o sub-consciente coletivo do que é desprezível. Acho eu ser impossível identificar todas pois elas estão a nosso redor, na nossa família, na nossa faculdade, no nosso trabalho, na nossa igreja. Estamos inseridos no que é ruim e não o contrário. Cheguei a acreditar que o homem era mesmo mal por natureza. Contudo, observando mais um pouco a engrenagem social vigente, percebi o homem como sendo uma espécie "Maria vai com as outras". Não se ofendam. Não é nada pessoal.

O homem é um ser coletivo. Criou sociedades, cidades, Estados. Desde a época em que vivíamos em tribos nômades de caçadores-coletores, sempre tivemos a necessidade de um "líder", na época, sempre o mais velho da família. Nos sentimos seguros quando alguém ou algo "cuida de nós". Muito bem. Com o passar dos séculos, hoje escolhemos nossos líderes que deveriam cuidar de nossa saúde, educação, segurança, etc. Periodicamente trocamos ou reelegemos os líderes políticos. Conseqüentemente a história vem nos mostrando que o homem vem escolhendo muito mal os líderes políticos uma vez que estamos prestes a entrar num grande período de incertezas graças à destruição da natureza pelo homem causada pelos governos e empresas.

Em nossa vida pessoal não é diferente. Escolhemos líderes. Como animal coletivo, nos agregamos em grupos sejam familiares, de amizade, de trabalho. Não é diferente também a nossa capacidade de errar nas escolhas pessoais, afinal, estamos escolhendo líderes sociais que, assim como os líderes políticos, estão destruindo nosso planeta. Com nossas atitudes rotineiras, do dia a dia, escolhemos nossos representantes sociais, nossos ciclos de amizades, quem nos rodeia. As escolhas são sempre nossas. E se escolhemos líderes tão ruins para agregar à nossas vidas, é porque nos falta opção? Ou porque preferimos deixar as escolhas para os outros com medo de tomá-las nós mesmos? É sempre mais fácil seguir para onde todos vão do que trilhar um novo caminho.

Escrevi todo esse texto para mostrar minha reles opinião, são as nossas escolhas do dia a dia, rotineiras que nos trouxeram aonde estamos hoje: num mundo inseguro, corrupto, imoral, desonrado, prostituído, violentado. Como disse no primeiro parágrafo, nosso cérebro tudo registra. Se apenas vemos, ouvimos e sentimos indiferença, incompreensão, ódio, traição, falta de respeito é porque vivemos num mundo cheio indiferença, incompreensão, ódio, traição, falta de respeito e é natural que nos tornemos pessoas menores que deixam o lado ruim dominar o bom. Escolhemos nosso destino com cada palavra dita, com cada passo dado, com cada segundo de atenção dispensada com o que é bom ou com o que é ruim. Não sei se consegui me expressar bem. De qualquer forma, eu tentei. Um súdito não pode servir a dois reis... Qual a sua escolha?

"Mantenha seus pensamentos positivos, pois pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas porque suas palavras tornam-se suas atitudes. Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus hábitos. Mantenha seus hábitos posivitos porque seus hábitos tornam-se seus Valores. Mantenha seus Valores positivos porque seus Valores tornam-se seu DESTINO". Mahatma Gandhi

Fevereiro, 2010.
Walter A. Jr.
Editor

Bloco Tudo Verde

17 de fev de 2010

Enquanto a caravana passa...

Quantas vezes já presenciamos cenas como a de um prefeito comparecendo a um local rodeado de “assessores”, amigos, companheiros políticos, secretários, vereadores etc. Em locais públicos ou não. O mesmo acontece em outros escalões de “representação do povo”. Governadores, deputados, senadores. Por onde eles passam é uma verdadeira festa. Tento entender a motivação de tais furdunços. Tá certo que eles são “autoridades”, como acostumamos falar. Mas que tipo de autoridade se sente bem agindo dessa forma? Eles não podem proceder de maneira mais simples? É extremamente desnecessária tal comitiva pra lá e pra cá atrás do sujeito. Chega a ser ridículo ou hilário em alguns momentos. O mais estranho é que o “povo” mesmo, as pessoas comuns, não tem esse acesso direto às autoridades, ficam acanhadas, intimidadas.

Os políticos agregam pessoas. Do pobre ao rico. Todos querem estar perto deles. Isso não é de hoje. O que atrai tanto deve ser o poder da influência, o acesso às conversas mais obscuras e aos atos e sujeições inerentes ao patamar de um político eleito. Antes não fosse isso, denotaria mais moralidade por parte espécie humana seguidora. Quase sempre apontamos os dedos para essas pessoas que metem a cara almejando cargos públicos através do voto popular para representar os interesses do povo (na teoria). O que esquecemos é de melhorar nossos atos em relação a esses velhos lobos. Não devemos inflar o ego dessas criaturas.

Ainda existe a raça dos que “seguem” os políticos aonde quer que estejam. Seja em seu lar doce lar, no trabalho, batendo papos com os amigos ou (e principalmente) em cima de um palco em festas populares o espécime está lá, gritando o nome das “autoridades”, saltitando em favor de “A”, “B” e “C”.

Esses fatos sociais advêm da cultura local, da região, do país? Parece que a resposta só pode ser afirmativa, pelo menos em parte. Cultura de tratar bem políticos e politiqueiros, “autoridades” de nariz empinado que mal pensam no bem estar coletivo. Pessoas que no primeiro subsídio recebido já troca o carro, geladeira e fogão. Quando evoluiremos essa cultura então? Quando trataremos melhor o senhor que nos pede informações ou puxa conversa na rua? Ou aquela pessoa de cara feia, mas que esconde frustrações, doença ou tantas preocupações que nunca conseguiríamos adivinhar. Aqueles que não tiveram oportunidades, muitas vezes pela omissão desses que carregam nas costas essas caravanas mascaradas.

Talvez seja mais sensato tratar os políticos como tratamos aqueles que sobem nos ônibus das metrópoles pedindo dinheiro em troca do seu discurso de miséria, de balas, chocolates ou malabarismos. Ou não. O Contrário. Essas pessoais merecem mais respeito e ajuda. Mais compreensão. Pedintes, moradores de rua, vendedores e artistas anônimos, sem cargos, apertos de mãos ou uma plateia a segui-los.

Wenndell Amaral

15 de fev de 2010

Carnaval de A a Z

Os rostos se misturam, o contato é inevitável, a tristeza não existe. Todas as classes estão presentes, vibrando com os momentos de alegria, na maioria das vezes pelo tradicional frevo rasgado. Não importa, pobre, rico, branco, negro, criança ou adulto. A homogeneidade de classes sociais, raças ou faixa etária não existe. A mistura é o encanto dessa festa onde seus trajes passam despercebidos, pouco importa se estás de terno e gravata ou com camiseta e bermuda.

Em União dos Palmares, o tradicional relógio, ritmado ao som do frevo leva alegria aos anônimos e "ilustres" palmarinos que se mostram em sincronia. As orquestras com seus metais, elevam a temperatura do público, arrancam sorrisos a cada marchinha carnavalesca. Fantasias, sprays, corantes, tudo faz parte. Inclusive se sujar! Até aqui tudo bem...

Como nem tudo em União são às mil maravilhas, surgem críticas à todo instante. Pessoas que reclamam das atrações oferecidas, mas não arredam o pé da praça! No meu caso, a crítica vai para as promoções políticas. Sempre acontecem nessa terra de um dono só. Locutores à cada instante saúdam os donos de União e o novo "morador" da cidade candidato a Federal. Isso ao meu ver, é o que estraga as coisas. Aproveitam a "massa" reunida para vangloriar meros politicos que não fazem mais que sua obrigação em oferecer pão e circo a população. Só que essas máscaras caem após o carnaval. A "massa" sabe muito bem disso!

Mesmo com todos esses fatos politicos, o sorriso continua estampado na "cara" dos foliões. Não são atos dessa magnitude que irão tirar o brilho dos festejos.

O Carnaval continuará sendo a única festa de A a Z, principalmente aqui na "Terra da Liberdade".

Dallas Diego

13 de fev de 2010

Últimas:


"O GRANDE CIRCO MÍSTICO" DE JORGE DE LIMA VAI VIRAR FILME

Cacá Diegues já começou a montar a produção de seu próximo filme, "O Grande Circo Místico", baseado em poema de Jorge de Lima, com música de Edu Lobo e Chico Buarque. O primeiro ator comprometido com a produção do filme é Lázaro Ramos, que fará o papel de Celaví, o Mestre de Cerimônias do circo em questão. As filmagens de "O Grande Circo Místico" se darão todas em Minas Gerais, em diferentes cidades e regiões do Estado, de sua capital Belo Horizonte às cidades históricos como Ouro Preto e à Chapada Dimantina do norte mineiro. "O Grande Circo Místico" deverá começar a ser filmado ainda no final deste ano.

Fonte: blog a Terra da Liberdade

11 de fev de 2010

Livro: Caim - José Saramago

Caim : Romance / José Saramago - São Paulo : Companhia das Letras, 2009


No livro "O Evangelho Segundo Jesus Cristo", Saramago contou-nos as passagens do Novo Testamento. Em "Caim", Ele nos agraciou com os primeiros livros da Bíblia.

Sempre usando de ironia e sarcasmo, Saramago nos fez ver aos olhos de Caim inúmeras passagens, mesmo sem o mesmo estar presente nelas quando realmente aconteceram. Caim interrompeu Abraão na hora do sacrifício de seu filho, mas não era pra ser um anjo? Na história de Saramago não! O anjo chegou instantes depois, quando tudo já estava resolvido e disse que se atrasou porque estava com problemas nas asas.

Nas 172 páginas, Caim ronda sem destino certo, tudo isso porque matou seu irmão Abel, por motivos de inveja. No lombo de um jumento, Caim chegou a vários lugares. Visitou Sodoma e Gomorra no dia da destruição, foi corajoso ao ponto de perguntar à Deus o porque daquilo tudo, pois haviam pessoas inocentes lá. Viu a confusão que estava acontecendo na contrução da Torre de Babel... Caim também andou dormindo com Lilith, esposa de Noah. Chegaram a ter um filho, seu nome era Enoch.

Nos últimos capítulos, Saramago leva Caim para a Arca de Noé.

Bom, o desenrolar deste final, não sou Eu quem vai contar. Vou deixá-los com curiosidade. Só digo que não é nada parecido com o que sabemos.

Boa leitura!

10 de fev de 2010

Últimas:

EUA aumenta o número de mísseis no Golfo Pérsico para intimidar o Irã

Autoridades dos EUA anunciaram no domingo que Washington havia ampliado seus sistemas de mísseis defensivos em terra e mar no golfo Pérsico e arredores, o que inclui os sistemas Patriot instalados no Kuweit, Qatar, Emirados Árabes e Bahrein. O Irã minimizou nesta terça-feira a ampliação do sistema de mísseis defensivos dos EUA no golfo Pérsico, afirmando ter boas relações com todos os países vizinhos. "Consideramos esse tipo de movimento por parte de países estrangeiros na região como inviáveis, e temos testemunhado o fracasso de tais manobras", disse Ramin Mehmanparast, porta-voz da chancelaria iraniana, em entrevista coletiva.

Na segunda-feira, o Departamento de Defesa dos EUA disse ter feito sem sucesso um exercício no qual tentou abater um míssil imitando um ataque do Irã. O problema foi atribuído a uma falha em um radar fabricado pela empresa Raytheon. O teste sobre o Pacífico custou 150 milhões de dólares. No mesmo dia, o Pentágono divulgou um relatório informando que o Irã ampliou a capacidade de seus mísseis balísticos e agora representa uma ameaça "significativa" para as forças dos EUA e dos seus aliados na região do Oriente Médio.

A expansão dos mísseis defensivos dos EUA começou no governo de George W. Bush e foi reforçada na gestão de Barack Obama, que defende uma nova rodada de sanções ao programa nuclear iraniano. Autoridades disseram que a expansão se destina a aumentar a proteção para as
forças dos EUA e seus aliados na região do golfo Pérsico. Nem os EUA nem Israel descartam uma ação militar caso a diplomacia não convença o Irã a abandonar seu programa nuclear, que governos ocidentais suspeitam que esteja voltado para o desenvolvimento de armas atômicas.

"É interessante que eles (americanos) justifiquem sua manobra dizendo que a razão são as preocupações dos países da região a respeito do Irã", disse o presidente do Parlamento, Ali Larijani, segundo relato do site da rádio estatal Irib. "É estranho que as autoridades norte-americanas não notem que o problema na região é a sua presença (dos EUA), e que quanto mais vocês mobilizarem a artilharia, mais os países anfitriões ficarão preocupados", declarou ele ao Parlamento.

Fonte: MSN Noticias

Começaram a desenhar um esboço de uma nova guerra. Agora é tudo uma questão de tempo.

Música: Pearl Jam

Pearl Jam - Backspacer
2009

O Pearl Jam, capitaneado por seu vocalista Eddie Vedder, não mudou muito desde seu debut "Ten", de 1991, no auge do movimento grunge. Alternando discos mais ou menos inspirados, o som do Pearl não foge muito à regra de guitarras sujas de um lado e um pé num rock mais comercial do outro. A banda não passou a se maquiar à moda emo como o Green Day nem flertaram com a eletrônica, como o U2 chegou a fazer de forma duvidosa.

Backspacer é o 9º álbum de inéditas, e saiu três anos depois de seu mais recente trabalho, homônimo e também conhecido como "o do abacate", por causa da capa. Tem produção assinada por Brendan O'Brien, que trabalhou com a banda do "Vs." (1993) ao "Yield" (1998). Em Backspacer encontramos destaque em faixas como "Gonna see my friend", "Got some" e "Supersonic", que remetem ao rock mais pesado dos anos 70 e ao início grunge da banda, além de ao mesmo tempo também mostrar que o pessoal anda sintonizado com as novas tendências; e canções reflexivas como "Just breathe" e "Amongst the waves" lembram as composições do líder Eddie Vedder para a linda trilha do filme "Na natureza selvagem".

www.pearljam.com (vale a pena dá uma passeada no site oficial da banda).

8 de fev de 2010

Lançamento do site em prol da Casa do Pobre

Lançado o site oficial da campanha em prol da Casa do Pobre Santo Antônio, para que assim seja atingida a meta de 50 mil reais, cujo fim específico do dinheiro é a troca total do telhado daquela instituição. Clique aqui e fique informado de como ajudar.


Filme: O Leitor

O Leitor (The Reader)
Alemanha/EUA,Drama, 2008
Direção de Stephen Daldry

Longa baseado no romance Vorleser de 1995, do escritor alemão Bernhard Schlink. O filme, assim como o livro, é narrado por Michael, que se envolve aventurada, profunda e amorosamente com Hanna, uma mulher madura, fria e misteriosa.

Em 1958, Michael (Ralph Fiennes) então com 15 anos, passa mal durante o trajeto do U-Bahn (bonde) e acaba vomitando na entrada de um prédio, sendo socorrido por Hanna Schmitz (Kate Winslet). Em casa, Michael é diagnosticado como portador de escarlatina. O médico ordena que o jovem fique de cama pelos três meses.

Após a recuperação, ele manifesta vontade de visitar a desconhecida que o ajudara. Os dois acabam se envolvendo e passam a ter um caso. Durante os encontros no apartamento da trocadora, o jovem passa a ler para ela obras literárias que estuda no colégio, como a Odisséia, de Homero, A Dama do Cachorrinho, de Anton Checkhov. Os encontros passam, então, a ter sempre uma sessão de leitura seguida um banho e de uma relação sexual. Um belo dia, Hanna subitamente desaparece sem deixar rastros.

Michael cursando Direito na Universidade de Heidelberg, como parte de um seminário, passa a assistir o julgamento de várias mulheres acusadas de terem deixado trezentas prisioneiras judias morrerem queimadas em uma igreja em chamas no ano de 1944, em um evento conhecido como "Marcha da Morte", ocorrido após a evacuação do campo de Auschwitz. Uma das rés é Hanna Schmitz.

Durante o julgamento Michael junta os pontos e acaba descobrindo que Hanna não sabe ler nem escrever. E por conta desse infortúnio (claro que não só por isso) acaba sendo condenada à prisão perpétua. Michael não interfere no julgamento com a informação que detém. Sua vida estava afetada pelo envolvimento com Hanna até seus últimos dias.

O filme completa o livro, dá contornos emocionais que a obra literária muitas vezes não conseguiu imprimir em suas linhas.

4 de fev de 2010

Cotas: O jeitinho brasileiro

Em breve o Supremo Tribunal Federal decidirá acerca de uma ação - ADPF - interposta pelo partido DEMOCRATAS sobre as cotas raciais na Universidade de Brasília. Tal questão sobre a reserva de vagas para afrodescendentes é alvo de inúmeras opiniões, sendo inclusive assunto de um livro escrito por "intelectuais". Entre os autores estão o geneticista Sérgio Pena, o economista Carlos Lessa, a antropóloga Eunice Durham, o poeta Ferreira Gullar, o historiador José Murilo de Carvalho, o sociólogo Simon Schwartzman e o jornalista Luiz Nassif, obra prefaciada pelo cientista político Bolívar Lamounier.

Divisões Perigosas: Políticas Raciais no Brasil Contemporâneo levanta um ponto pouco explorado pelos defensores das cotas, a implantação de tal sistema como legalização do racismo. Os meios de comunicação pouco divulgam sobre esse importante julgamento pela mais alta corte do país, bem como as consequências que uma possível improcedência da ação terá na vida dos brasileiros. Afinal até onde deve-se discriminar para incluir? Quais as reais vantagens da tal "isonomia material"?

Stephen William Hawking é Doutor em cosmologia, físico teórico inglês, talvez o homem mais inteligente vivo na face terrestre. Aos 21 anos descobriu ser portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma rara doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo sem, no entanto, atingir as funções cerebrais. Infelizmente não existe cura para tal doença. Em 1985 após complicações decorrentes da doença, necessitou de um sintetizador de voz para se comunicar. Perdeu gradualmente o movimento dos braços e pernas, bem como do resto da musculatura voluntária, incluindo a força necessária para conseguir manter a cabeça erguida. Dessa forma, perdeu toda a sua mobilidade. Isso nunca impediu Hawking de continuar seus trabalhos em física teórica.

A política de reservas de vagas seja em universidades (afrodescendentes) ou concursos públicos (deficientes de qualquer espécie) atualmente é usada de maneira a driblar dificuldades intelectuais para alcançar objetivos de maneira mais fácil, bem como por exploradores políticos dessa facilidade. Não é difícil encontrar ações judiciais interpostas por brancos que se dizem negros para conseguirem adentrar nas universidades, ou pessoas com nenhuma dificuldade em viverem normalmente e que utilizam de problemas de saúde para alcançar o tão cobiçado emprego público. Legal? Sim. Moral? Não.

Tendo como plano de fundo uma "inclusão social", políticos angariam instituições de caráter duvidoso e assim tornam-se defensores da prática do jeitinho brasileiro. Na conquista de votos tudo vale, assim segue-se a implantação da desvalorização do mérito. Claro, quem não se comove com a história de exploração dos afrodescendentes ou de pessoas com necessidades especiais? Mas será que é valido atribuir reservas seja lá do que for para essas pessoas? Será que essa é a melhor forma de incluí-las na sociedade? Por que não investir na educação e no melhor trato com o ser humano, para que todos possam ter uma convivência pautada no respeito as diferenças?

Não, isso necessita tempo e a eleição está logo aí, os interesses escusos de particulares não pode ser deixado de lado. Dessa forma o Brasil abre a cova de sua sociedade, uma sociedade materialista e imediatista, que tudo faz na busca do crescimento individual em detrimento do coletivo.

Pessoas como Stephen Hawking são provas vivas da vitória pelo conhecimento, da não necessidade de reserva de vagas, um verdadeiro tapa na cara de políticos e membros de associações que usam questões históricas, sociais e de saúde como bandeiras de luta, quando na verdade estão apenas preocupadas com seus interesses, principalmente os financeiros.

Bruno Monteiro.

Exposição sobre Quilombolas em Maceió

Está aberta desde terça-feira, 12, no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa), a exposição mostra, por meio de fotos, textos, mapas, painéis e legendas, o que muitos brasileiros desconhecem: a atual situação das comunidades quilombolas e os diferentes tipos de territórios de matriz africana.

“Após mais de um século da sanção da Lei Áurea pelo regime imperial, a historiografia e o sistema brasileiro ainda associam ao povo afrobrasileiro a imagem da escravidão e se referem aos quilombos como um fato histórico do passado, negando sua historicidade e territorialidade”, escreveu o pesquisador Rafael Sanzio para a exposição fotográfica Quilombolas: Tradições e Cultura da Resistência.

O registro fotográfico inédito, realizado pelo fotógrafo documentarista André Cypriano, em negativo convencional preto e branco, tratado digitalmente, é resultado da pesquisa de campo em 11 comunidades negras remanescentes dos quilombos no Brasil. A mostra já passou por 15 cidades brasileiras e oito da América Latina. Entre os registros do fotógrafo André Cypriano, destaque para um painel com seis fotografias, no formato 50 cm x 75 cm, que retratam o olhar cheio de vida de negras quilombolas. Destaque também para as práticas religiosas distribuídas em todas as comunidades.

A exposição Quilombolas: Tradições e Cultura da Resistência está aberta ao público de terça a sexta das 8h às 17h; quarta das 8h às 21 e sábados, domingos e feriados das 13h às 17h. Mais informações pelo telefone: (82) 3315-7874.

Fonte: Secretaria do Estado da Cultura de Alagoas - SECULT

2 de fev de 2010

EMAIL:

Enviado por Allan de Castro


Pastoral da criança em Rocha Cavalcante

.

Pastoral da criança tem como principal objetivo o desenvolvimento integral da criança. Salvando-as da desnutrição, ou seja, é um trabalho em função da vida e da esperança.

.

Em particular em Rocha Cavalcante distrito de União dos Palmares, tem sido muito importante para as pessoas daquela comunidade, um trabalho feito voluntariamente que deixa um sorriso no rosto de cada mãe e principalmente no rosto de cada criança.

.

O esforço dos voluntários é visto como um ato de heroísmo, por saberem fazer do pouco o suficiente para tornar o dia de cada “Pequeno Palmarino” daquele distrito diferente! Ao cumprirem suas obrigações, pesando cada criança, dessa forma acompanhando o desenvolvimento nutricional de cada um deles para assim auxiliarem na alimentação mais adequada. Promovem momentos de brincadeiras e orações ; tudo feito com carinho e boa vontade..

.

Não tem nada mais gratificante do que ver a felicidade de um menino, sua simplicidade nos faz sentir fora desse mundo de desigualdade, se a maioria das pessoas ajudassem a pastoral da criança, poderíamos enxergar mais sorriso em cada rosto e por fim mais infantilidade em cada criança.

.

Parabéns as meninas que fazem a pastoral da criança em Rocha Cavalcante: Julianne Mello, Thays, Afra, dentre outras...

.

Allan de Castro, graduando em Química na UFAL.

1 de fev de 2010

Nosso novo colaborador - Dallas Diego

O Tempo Moderno passa por algumas mudanças, como sempre buscamos a excelência mesmo sabendo ser impossível alcançar tal patamar. Nessa busca é com grande alegria que anunciamos que Dallas Diego (Escritos ao Acaso; Livros, Música e Tal; Dallas Diego Sem Censura) passa a fazer parte da nossa equipe. Dallas é estudante do curso de Agronomia na Universidade Federal de Alagoas, membro da AMES - Associação Municipal dos Estudantes Universitários e Técnicos de União dos Palmares. Jovem atuante e engajado na construção de uma sociedade mais justa, poeta, devorador de bons livros e fã de boa música. Sua participação no Tempo Moderno não é de hoje. O leitor atento deve lembrar de textos de sua autoria, alguns recebidos por email, outros retirados dos blogues de sua autoria acima citados. Dessa forma, podemos esperar bons textos e boas dicas do nosso novo colaborador. Seja bem-vindo Dallas, na construção do Tempo Moderno.

Quer saber mais sobre quem faz o Tempo Moderno? Clique aqui.

Campanha de Solidariedade: Casa do Pobre Santo Antônio

Caríssimos palmarinos,

A Casa do Pobre Santo Antônio, instituição filantrópica, fundada em 02 de janeiro de 1954, foi idealizada pelo Padre Monsenhor Clovis Duarte, tem sede à Rua Hermano Plech, nº 411, Centro de União dos Palmares, estado de Alagoas, e está precisando de nossa solidariedade.

A Casa do Pobre, como é cariosamente conhecida, é uma instituição sem fins lucrativos. Sua sede é fruto de doação da Sociedade São Vicente de Paulo.

Atualmente a instituição é administrada pela Sociedade São Vicente de Paulo através de doações de empresários palmarinos, da subvenção repassada pela Prefeitura Municipal de União dos Palmares, pelas doações de pessoas físicas e, sobretudo através dos benefícios assistências dos abrigados (Benefícios repassados pelo INSS, na forma que estabelece a Lei Orgânica da Assistência Social para idosos carentes que não contribuíram com INSS e a renda per capita familiar não ultrapasse ¼ de salário mínimo).

A Casa do Pobre atualmente é coordenada por GEANY LOPES CORREIA VERGETH, que de forma voluntária, administra a instituição que conta com 29 abrigados (Sendo 15 mulheres e 14 homens), aproximadamente11funcionários remunerados e alguns voluntários.

Por se tratar de uma construção antiga, sem que tenha sido submetida a uma reforma estrutural significativa nas ultimas décadas, já há necessidade de algumas intervenções emergências a fim de assegurar a segurança dos abrigados, como também dos funcionários e voluntários que coabitam o prédio que sedia a instituição.

Exemplo da necessidade iminente de intervenção é o telhado da instituição que ameaça cair, caso não sofra intervenção urgente. Entretanto entende-se que medidas paliativas como consertos localizados, além de não resolverem os problemas, podem, inclusive, serem agravantes da atual situação.

Motivo pelo qual vimos à presença da sociedade palmarina com o intuito de convocar todos os cidadãos a se unirem para resolução deste problema. Convidamos toda a sociedade, como já dito, mas em especial convidamos os empresários, os ocupantes de cargos públicos; os responsáveis pelos órgãos da imprensa local e estadual; O Ministério Público; a Polícia Militar do Estado de Alagoas; a OAB; as associações de classe; os sindicatos de categorias, os partidos políticos com representação em nossa cidade, ou não; os políticos em geral, com ou sem mandatos; as igrejas em suas diversas denominações; as ONG’s e todos os demais seguimentos sociais para indicarem representantes a fim de que seja formada uma comissão gestora, que será responsável por uma campanha de arrecadação de recursos, fiscalização e divulgação dos valores arrecadados, execução da obra e fiscalização do andamento da obra e da aplicação dos recursos.

Esta é uma campanha apolítica, apartidária, sem credo religioso, que não visa lucro ou obtenção de vantagens financeiras ou pessoais, que visa unir em torno de um objetivo comum todo e qualquer cidadão, palmarino ou não, a fim de alcançarmos, juntos, um mesmo objetivo que é a reforma do telhado da Casa do Pobre Santo Antônio.

Inicialmente será lançada uma campanha com o intuito de arrecadar recursos para substituir todo o telhado da sede da instituição, obra esta, orçada em R$ 50.000,00 (Cinquenta mil reais) e engloba a substituição de todo madeiramento, todas as telhas e calhas. Vale ressaltar, que para alcançarmos esta meta basta que cada palmarino doe apenas R$ 1,00 (Um real), o que faria com que não apenas batêssemos a meta como extrapolássemos, contudo sabemos que nem todos contribuirão o que nos obriga a pensar em várias alternativas de arrecadações.

Para isso, será criada uma página na internet, será aberta uma conta poupança na Caixa Econômica Federal para o recebimento de doações e depósitos frutos de outras arrecadações como bingos, leilões, rifas e assemelhados, vendas de camisas e outros objetos. Todos os valores arrecadados durante a campanha serão informados nesta página, como também a disponibilização dos extratos bancários com atualização a cada 10 dias, o que concederá a campanha uma total transparência.

Para tanto convidamos todos os acima mencionados para se fazerem presentes a uma reunião a se realizar no próximo dia 06 de fevereiro na sede da instituição, às 16h00min (Qualquer eventual mudança será comunicada com antecedência). Onde serão discutidas as ações, formada a comissão gestora. E Onde também será feito o lançamento do site e o início oficial da campanha de arrecadação.

União dos Palmares, 01 de Fevereiro de 2010.

CASA DO POBRE SANTO ANTÔNIO
CNPJ 12.383.618/0003-29