Blogroll

30 de abr de 2010

EDITORIAL: O clima pesou.

Calor insuportável. Terremotos agora são comuns. Trovões cortam o céu sob o sol do meio dia. A chuva castiga sul/sudeste do país chove praticamente a um ano. Você já parou pra pensar o que realmente está acontecendo acima de nossas cabeças? Ou continua preocupado demais com a vida social imposta, a qual não permite que as pessoas se desliguem um único minuto pra prestar um pouco de atenção nas forças e fenômenos naturais que nos permitem viver? Pois é. Desastres naturais são cada vez mais comuns assim como já é comum a apatia da humanidade diante de tudo, principalmente quando o assunto é salvar a própria espécie.

Enquanto estamos presos na nossa própria representação da realidade, os governos senhores de nossas vidas, já ligaram o sinal de alerta para as próximas desgraças que, se ainda não incluiu você e eu no repertório, estão bem próximo de acontecer. Não, não sou nenhum maluco que perde o tempo com o que não é válido. Junto fatos e teorias para buscar entendimento para simplesmente não ser pego de surpresa. Em minha busca solitária, encontrei algumas respostas nada acalentadoras para explicar a "revolta" da natureza além das já conhecidas desculpas que não explicam muita coisa: "aquecimento global", "el niño", "la niña", etc., etc...

Uma das possíveis respostas que achei não foi nada otimista. Segundo cientistas da NASA, o sol está "fora de controle", liberando descargas de plasmas e radiação como nunca se viu antes. No passado, os cientistas achavam que a Terra era mais influenciada pela lua , que por sua vez rege os mares, e por seus planetas vizinhos. Mas, com a chegada de fenômenos inesperados, foi-se descobrindo que o Sol, além de dar "vida", sustentação ao sistema planetário no qual estamos inseridos, é também o "regente" de nosso clima, mesmo estando tão distante, pois não é apenas luz e calor que ele faz chegar até nós e as mudanças de estação por culpa da translação é só o básico de demonstração da nossa ligação com o astro. E ele tem se manisfestado de forma "atípica" ultimamente, segundo os cientistas da NASA.

- início da explosão -

Arcos de fogo surgem de uma região ativa na superfície do Sol nas imagens captadas pela sonda Stereo (acima) em 27 de janeiro e divulgadas pela Nasa nesta semana. Os arcos são, na realidade, plasma, matéria superaquecida composta por partículas eletricamente carregadas em movimento (elétrons e íons). A proeminência (ou ejeção de massa coronal) registrada pela Sonda Stereo estende-se por centenas de milhares de quilômetros na atmosfera externa do Sol, a coroa solar e tem efeitos aqui, no nosso planeta. Cientistas da Nasa avaliam que a forma dessa ejeção, mais estreita, e sua velocidade são atípicas.

depois da explosão o jato de plasma anormal atravessa o astro-mor

Ejeções de massa coronais podem causar problemas na Terra. As partículas de energia podem danificar satélites, causar problemas de comunicação e navegação em aviões e interromper o fornecimento de energia em residências e indústrias. Alguns estudiosos dizem ser possível até mesmo as explosões solares interferirem em nossos pensamentos e consequentemente em nosso comportamento. Para entender os efeitos da atividade solar sobre a Terra, a Nasa mantém 18 missões de observação da estrela. O último reforço é a SDO (Solar Dynamics Observatory), lançada em 11 de fevereiro. A SDO vai tirar fotos detalhadas do Sol a cada 0,75 segundo. A cada dia, enviará à Terra 1,5 terabyte de informação. Alguns desses dados confirmam que o Sol nos ultimos tempos tem causado desde pane em aviões até incêndios gigantescos em florestas pelo mundo.

As explosões solares espalham eletróns pelo espaço. Eletróns buscam atómos que os encaixem. Mas o número de átomos e partículas formadas com a absorção dos elétrons em excesso liberadops pelas explosões desgovernadas do Sol, causam um tipo de "inflação" física, pois não haveria lugar para o excesso de elétrons liberados. Especificamente no nosso planeta, os elétrons em excesso juntamente com a radiação, além de causar danos materias, supostamente se alojariam diretamente em nosso núcleo terrestre, aumentando sua massa, sua temperatura, etc.
Levando essa teoria por verdadeira, esse seria uma das razões dos frequentes terremotos em regiões localizadas em meio as placas tectônicas e não nas junções das mesmas, como já é esperado. Traduzindo para o popular: o Sol explode, o excesso chega aqui, aquece a Terra que "incha" e treme. E se o Sol continuar do jeito que está, bastante "temperamental", corre-se o risco de vulcões antes adormecidos voltem à ativa, assim como o vulcão Eyjafjallajoekull, na Islândia, que deixou inoperante a maioria dos aeroportos internacionais europeus ao lançar uma nuvem de partículas vulcânicas na atmosfera.

Outra questão que surge: porque a mídia (tv, jornal, grandes sites, etc.) não divulgam essas notícias desagradáveis? Pelo fato de serem mais do que desagradáveis e evitar o pânico. É de se convir que se a maioria das pessoas tomarem para si informações como essas, bastante complexas de serem entendidas, digeridas, terminem por se transformarem em pessoas totalmente sem pudores, imorais e anti-éticas elevando ao extremo suas piores características egoístas, visto que o fim da sociedade e, consequentemente, da vida como conhecemos, está bastante próximo. Para entender esse questionamento devemos primeiro entender que fomos criados para servir. Lembra daquela clássica canção da Legião Urbana: "quando nascemos somos programados a receber o que vocês nos empurraram com os enlatados do U.S.A(...)". Nosso país é uma cópia circense dos EUA e de seu "american way of life", o jeito norte-americano de viver.

A Terra já passou por esse período de incerteza solar antes. Maias, Egípcios, Gregos, Nórdicos, Hindus, Budistas, Islamicos, Judeus. Todos os povos religiosos arrumaram seu jeito de avisar aos povos posteriores e não é que eles sejam videntes. Eles repassavam lembranças de antepassados. Existe ao redor da Terra uma força magnética que mantém todas as partículas que formam nossa atmosfera unidas. É chamado de Campo Magnético Terrestre. Um imã só aponta para o Norte, porque existe esse Campo. E é esse campo que dá sustentação ao núcleo de nossa orbe, mantendo as crostas inferiores em constancia, permitindo que as placas tectônicas onde vivemos permaneçam estáveis, pois apesar do chão aparentar ser bastante grosso, por analogia, a crosta em estamos é comparável à casca de um ovo, a clara são as crostas de rocha derretida e a gema é o núcleo. Uma vez que o Sol está interferindo (quantificar ou qualificar a interferência nem mesmo a NASA sabe) em nosso Campo Magnético com as explosões solares, o núcleo (a gema) termina por esquentar por causa da carga extra de elétrons e radiação aumentando a densidade das crostas intermedíarias (clara) e rompendo a superfície terrestre (casca do ovo) formando terremotos, maremotos, etc.

Campo Magnético Terrestre afetado pelo Sol

O problema está aí. Os cientistas vão descobrindo pouco a pouco, através de fatos isolados a enrascada em que a humanidade entrou, uma vez que demos às costas a Natureza, apenas sugando seus recursos deliberadamente. Deus buscou caminhos para nos alertamos e a História está cheia de exemplos de povos que foram varridos da face da Terra por não observarem os erros passados. A História está cheia de povos que alcançaram o ápice tecnológico possível à época, mas que ao não usarem para o promover o bem e a harmonia, termiram confundindo dádiva com direito e a corrupção geral dos costumes derrubaram à base de suas existências. A humanidade de hoje, não observa mais o passado e vive o presente com uma ânsia desmedida pelo futuro. E isso vai causar a fim de nossa sociedade.

As religiões nos dão conforto emocional para enfrentar esse "problema". Aprender com povos antigos que passaram por esse ciclo é o mínimo que podemos fazer. Uma coisa é certa: Deus está mandando recados que não podem passar despercebidos. Mude sua mente, mude suas atitudes e não pense que porque o fim está proximo, "aproveitar a vida" siginifica agir deliberadamente, irracionalmente, vulgarmente. O estilo de vida norte-americano que todos seguimos hoje em dia está prestes a cair e não é se trancando dentro de nosso próprio ego que conseguiremos enganar as Forças Superiores que tudo gerem, muito menos conseguiremos enganar nossa alma, nossa essência.

Prestar mais atenção no mundo e esquecer um pouco de nós e das pessoas que nada nos acrescentam é o primeiro ensinamento que captei desses acontecimentos. O segundo ensinamento foi o de prestar mais atenção aos que os povos do passado tem a nos dizer. Só quando olharmos para dentro de nós mesmos, poderemos compreender que a nossa vida está presa a um mundo irreal recoberto de matéria física. Enquanto não tomarmos consciencia disso, seguiremos perdidos, com o sentimento de vazio cada vez mais enraizado no peito, enganados pelas doses diárias de alegrias momentâneas e descargas hormonais ocasionadas por fatos banais que nos mantém cada dia mais presos ao que não tem a mínima relevância. Devemos nos preparar e buscar sermos pessoas melhores de que nós mesmos somos nesse instante e não melhor do que o próximo, pois o dia em que os últimos serão os primeiros já pode ser visto no horizonte.

Abril, 2010.
Walter A.
Editor
www.twitter.com/walter_amaral
Bookmark and Share

29 de abr de 2010

PALMARINO PRESIDE COMISSÃO DE COMBATE À CORRUPÇÃO ELEITORAL, DA OAB-AL

Entrevista a Gilson Monteiro, Jornalista da Tribuna Independente.

Vasculhar crimes eleitorais numa eleição com cerca de 2 milhóes de eleitores, quase 500 candidaturas previstas, num Estado minado pelo clientelismo e pelo comércio de voto praticado às claras. A missão espinhosa caberá este ano ao advogado Álvaro Barboza de Oliveira, natural de União dos Palmares, presidente da Comissão de Combate à Corrupção Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB-AL).

Comandando a Comissão com pulso firme e um discurso afiado contra os “compradores de consciência”, o advogado revela, nesta entrevista exclusiva para os meios de comunicação palmarinos, as atividades da Comissão, que em 2008 recebeu mais de 500 denúncias de crimes eleitorais. “O povo de União, de Alagoas e do Brasil não pode dar uma nova chance à vigarista e comprador de voto”, diz o advogado.

As denúncias já podem ser encaminhas à OAB, pelo telefone 2121-3207.

GILSON MONTEIRO - O senhor é natural de União dos Palmares. Quais são suas raízes no município? Como foi sua trajetória até chegar à OAB?

Álvaro Barboza - Sou filho de União dos Palmares. Lá em União terminei o ginasial e como todo jovem do meu tempo, saí em busca de novas oportunidades. Essa saída ocorreu nos meados dos anos 60 em pleno fervor do golpe de 1964, que interrompeu o caminhar democrático da Constituição de 1946.

Tenho como parentes em União pelo lado materno, os Barbosa de Lima (Neno “Cara Veia, o Neu “Cara Veia), e pelo lado paterno um maior número de parentes, entre eles: Tucha, Elaine Oliveira, Terezinha e Elusa Oliveira, José Carlos Leal, Osvaldo Oliveira, etc. e tal.

Lembranças tenho muitas, e vivas: O Rio Mundaú e suas cachoeiras, se é que ainda existem, Terra Cavada, a minha famosa rua do Cangote, hoje Dr. Antônio Arecipo, o verde das nossas matas quando ainda eram poucos os canaviais, as nossa não menos famosas peladas de futebol, por trás do Ginásio Santa Maria Madalena. Dos amigos Raminho, Élson Moraes, Milton Vieira, Luveci, Gabriel Correia, Edmundo, Kiu Bento, José Monteiro, Sílvio Sarmento, Tuta, e especialmente meu grande e ausente amigo, José Simplício e tantos outros mais.

Sempre retorno à União, especialmente no dia de procissão de nossa excelsa Padroeira Santa Maria Madalena. As vezes penso que nunca saí de União.

G.M. - Como será a atuação da Comissão no interior do Estado?

A.B. - Sempre que convidada, a Comissão comparece ao interior para palestras em escolas, associações, igrejas, clubes, etc., além de entrevistas em rádio, mídia impressa, internet. Esse comparecimento ao interior tem como objetivo principal esclarecer e elevar a consciência do eleitor que a venda de voto tem como conseqüência a condução para os cargos públicos de pessoas despreparadas. Precisamos de uma ação enérgica no combate à corrupção nacional, porque esta praga é semelhante à pedofilia, não se pode dar uma segunda chance à vigarista, ladrão e comprador de consciência. A esses não se pode segunda chance, pois certamente eles farão novamente. O povo de União, de Alagoas e do Brasil não pode dar uma nova chance a vigarista e comprador de voto.

G.M. – Como a população pode denunciar crimes eleitorais?

A.B. – Desde março disponibilizamos o telefone 2121-3207 para recebermos denúncias de qualquer parte do Estado. Não é necessário se identificar.

G.M. – Mas no interior ainda há muito medo de denunciar crimes eleitorais?

A.B. - Há, apenas de início, um pouco de medo, o que compreendemos como natural. Porém, os cidadãos do interior entendem perfeitamente a interferência que a vida política exerce sobre as pessoas e, assim, não se furtam de denunciar os maus políticos de sua região.

G.M. – É possível dizer que a política do “curral eleitoral” está em declínio, mesmo no interior onde essa mentalidade persiste com mais força?

A.B. - Este problema está em franco declínio, embora ainda persista. Uma maior conscientização política do eleitorado; a tecnologia que envolve as urnas eletrônicas, a fiscalização dos órgãos competentes; a fiscalização da própria sociedade converge para que o comprador de votos e de consciências seja intimidado e deixe de buscar os meios ilegais durante as eleições.

G.M. - Como fazer para levar a Comissão até o interior?

A.B. - A Comissão está à disposição de todos que lutem por eleições limpas, sem vícios que maculem sua legitimidade e expressem realmente a vontade popular. A Comissão está aberta e a espera de convites, devendo os interessados entrar em contato com a OAB/AL, através do telefone 2121-3207, solicitando o agendamento de uma visita.

G.M. - O senhor foi vice-presidente desta mesma Comissão durante as eleições de 2008. Quais os resultados práticos desse projeto na eleição passada?

A.B. - A Comissão em 2008 rendeu e ainda rende grandes frutos no cenário político atual, como a perda mandato de diversos políticos na Capital e no interior. Os resultados conseguidos em 2008, quando tivemos mais de 500 denúncias e cerca de 300 inquéritos instaurados pela Polícia Federal, aliados à expectativa de uma mudança de paradigma, de um modelo de eleições limpas, nos animam a continuar o trabalho em 2010.

Por acreditar que é possível mudanças dentro das regras do jogo democrático, aceitei o convite de permanecer na Comissão, agora, na condição de Presidente.

Entendo que não devemos perder a grande oportunidade que esse rico momento nos oferece de passarmos este país a limpo, realizando eleições com lisura onde se respeite a soberana vontade do eleitor e, desta forma, avançando na consolidação da cidadania, que nada mais é do que exigir respeito aos direitos dos cidadãos dentre os quais, se inclui o direito de votar.

28 de abr de 2010

Votação Ficha Limpa em 7 dias!

Semana que vem o congresso irá votar na Ficha Limpa, podendo eliminar das eleições candidatos com ficha criminal. Um movimento sem precedentes surgiu - juntos nós conseguimos 1,9 milhões de assinaturas e inundamos nossos parlamentares com mensagens e telefonemas.

Agora estamos na reta final. Dezenas de deputados respondem a processos por corrupção, e eles tentarão de tudo para convencer os outros a votarem contra a Ficha Limpa. A nossa pressão tem que ser mais forte.

O voto será apertado e somente uma mobilização popular *massiva* poderá garantir que a Ficha Limpa passe. Todo brasileiro precisa ter a chance de levar a sua voz ao congresso – encaminhe este alerta para os seus amigos e familiares para ultrapassarmos a nossa meta de 2 milhões de nomes:

http://www.avaaz.org/po/brasil_ficha_limpa/?vl

Eles tentaram acabar com o projeto em cada passo: no grupo de trabalho, em plenária, e de volta à comissão. Nós lutamos muito por esta votação e conseguimos! Semana que vem será a votação que ira definir se o Brasil do futuro será uma verdadeira democracia ou se continuará a ser governado por interesses corruptos. Todo brasileiro precisa tirar dois minutos do seu tempo para aderir à Ficha Limpa, é o mínimo que podemos fazer pelo nosso país.

Caso você já tenha assinado a petição e divulgado para os seus amigos, há um link na página da petição para uma central de mobilização onde você pode continuar a pressionar o seu deputado ligando e insistindo para ele votar a favor da Ficha Limpa. Tudo que fizermos na próxima semana - assinando, encaminhando emails, ligando, falando sobre o assunto no trabalho ou com a família – contribuirá para o movimento nacional massivo que precisamos. Para começar, assine abaixo:

http://www.avaaz.org/po/brasil_ficha_limpa/?vl

Com esperança,

Graziela, Ricken, Alice, Pascal, Luis, Paul, Iain e toda a equipe Avaaz

*Saiba mais sobre a Ficha Limpa:

Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral:
http://www.mcce.org.br/


ONGs reforçam pressão por projeto 'Ficha Limpa':
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,ongs-reforcam-pressao-por-projeto-ficha-limpa,540304,0.htm


Temer quer votar Ficha Limpa no início de maio:
http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/04/20/temer-quer-votar-ficha-limpa-no-inicio-de-maio-916393570.asp

27 de abr de 2010

CARAVANA DE CIDADANIA

Dia 29 de abril à partir das 9h00 no auditório da 7º Coordenadoria Regional de Ensino em União dos Palmares, será realizado a CARAVANA DE CIDADANIA. Se trata de um projeto a ser implantado nos municípios alagoanos pelo FOCCO-AL* (Fórum de Combate à Corrupção de Alagoas).

O objetivo do projeto é capacitar a sociedade, desenvolvendo uma consciência crítica sobre a necessidade da participação popular no acompanhamento das políticas públicas municipais, sobretudo nas áreas de educação, saúde, assistência social, criança e adolescente. A idéia é criar na sociedade o interesse pela participação e na defesa dos serviços e do patrimônio público. A imprensa tem veiculado notícia de depredação e assaltos a entidades públicas (escola, posto de saúde, etc.) e isso pode ser controlado com a ação de presença e participação da sociedade. A Caravana de Cidadania consistirá na formação de um Grupo de Controle e do Parlamento Jovem.

O Grupo de Controle será composto por representantes da sociedade em geral. Esse grupo terá a participação dos seguintes segmentos: ATORES DA EDUCAÇÃO (diretores, professores, coordenadores e alunos), AGENTES PÚBLICOS (municipais, estaduais e federais), CONSELHEIROS (saúde, educação, assistência social, criança e adolescente, alimentação escolar), SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA (associação, fundação, sindicato, igreja etc) e PROFISSIONAIS LIBERAIS/AUTÔNOMOS (advogados, médicos, dentistas, vendedores, comerciantes, agricultores, donas-de-casa etc). O Parlamento Jovem será composto por alunos na faixa etária de 16 a 22 anos. O número de parlamentares jovens será igual de Vereadores. O Parlamento Jovem integrar-se-á ao Grupo de Controle e suas ações serão sempre em conjunto.

Haverá uma capacitação a ser ministrada por autoridades e professores do município e da capital. Para tanto será indispensável a colaboração do Poder Executivo Municipal e da Câmara de Vereadores, não só na capacitação mas também no apoio logístico sobretudo de local para as palestras. O Promotor Público e o Juiz que atuam no município, bem como as autoridades estaduais e federais e todos os órgãos(estaduais e federais) e entidades do FOCCO-AL irão colaborar. O Grupo de Controle terá uma capacitação mais voltada para as políticas sociais municipais e seu funcionamento, visando a melhoria do atendimento e a boa aplicação das verbas públicas. O Parlamento Jovem terá um treinamento inerente ao funcionamento da Câmara de Vereadores, sendo um incentivo para que desperte no aluno o interesse pelo Parlamento Municipal e pela gestão pública de seu município. A participação popular e controle social: ESSA É A META.

*O FOCCO-AL é integrado por trinta órgãos e entidades da sociedade civil organizada: Advocacia Geral da União-AGU; Associação Alagoana de Magistrados – ALMAGIS; Arquidiocese de Maceió; Associação dos Membros do Ministério Público de Alagoas; Comitê 9840; Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos; Controladoria Geral da União; Controladoria Geral do Estado; Central Única dos Trabalhadores – CUT; Defensoria Pública Estadual; Defensoria Pública da União; Delegacia da Receita Federal; Departamento de Polícia Federal/AL; Federação das Pestalozzi de Alagoas; Fórum Cons. Direitos-FACOND; Instituto Silvio Vianna; Ministério Público Estadual; Ministério Público Federal; Movimento Social Contra a Corrupção e a Criminalidade-MSCC; Ordem dos Advogados do Brasil – OAB; Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas; Serviço de Auditoria do Ministério da Saúde em Alagoas; Sindicato dos Jornalistas de Alagoas – SINDJORNAL; Sindicato dos Médicos de Alagoas – SINDMED; Sindicato dos Policiais Federais de Alagoas – SINPOFAL; Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Est. de Alagoas – SINDICONTAS; Sindicato dos Trabalhadores de Educação de Alagoas –SINTEAL; Tribunal de Contas do Estado de Alagoas; Tribunal de Contas da União – TCU; e Tribunal Regional Eleitoral.

Redação TM

25 de abr de 2010

MÚSICA: Jimmy Page and The Black Crowes


-Jimmy Page and The Black Crowes
-Live At The Greek, 2000.


Há exatos 10 anos, Jimmy Page que ficara conhecido mundialmente pelo primoroso trabalho à frente das guitarras do Led Zeppelin, resolve aceitar o convite para uma turnê ao lado dos irmãos Robinson - capitães de uma banda que também bebe, literalmente, na fonte hard rock blueseiro que também alimentou o Led: The Black Crowes.

O Black Crowes é um grupo rodado que está desde 1985 na estrada, mas o primeiro disco, Shake Your Money Maker, só saiu em 1990, vendendo de cara, 4 milhões de cópias. Com o disco seguinte, a banda entrou de vez para o panteão das grandes bandas com o álbum The Southern Harmony and Musical Companion, que detinha a clássica e hit certo - ganhadora de vários prêmios, Remedy.

Em 2000 lançam o álbum Jimmy Page and the Black Crowes Live at the Greek, que consiste principalmente nos padrões Led Zeppelin de se fazer música. Versões de clássicos zeppelianos com o toque especial dos irmãos Robinson fazem deste um disco empolgante do começo ao fim, com destaque para a alucinante versão de "Ten Years Gone". Esse álbum arrepiou alguns conservadores no mundo da indústria fonográfica, por sua distribuição inicial ter sido feita online. O excelente guitarrista Audley Freed, ex-Cry Of Love, também fez parte da formação da banda que acompanhou a turnê com Jimmy Page.

O disco é duplo com 10 músicas em cada. Nessa gravação presentes toda a energia rockeira que regia os shows do Led e que o Black Crowes sempre foi discípulo. Clássicos como Celebration Day, In My Time Of Dying, The Lemon Song, Heartbreaker, Whola Lotta Love, ganham uma cara nova, sem perder a marcante identidade. Um disco que não pode deixar de ser apreciado por quem gosta de música de qualidade.

A banda lançou 4 discos de inéditas antes de executarem essa turnê com o mestre Page. Depois de um hiato de 3 anos, voltaram a ativa em 2005 e já preparam disco novo. Clique aqui para baixar o disco direto de nosso HD Moderno.

24 de abr de 2010

EMAIL:

Indicação Política

enviado por João Orlando
joaoorlando09@hotmail.com


O cara termina o segundo grau e não tem vontade de fazer uma faculdade. O pai, meio mão de ferro, dá um apertão: - Ahh, não quer estudar? Bem, perfeito. Vadio dentro de casa eu não mantenho, então vai trabalhar...

O velho, que tem muitos amigos, fala com um deles, que fala com outro até que ele consegue uma audiência com um político que foi seu colega lá na época de muito tempo atrás: - Rodriguez!!! ! Meu velho amigo!!! Tu te lembra do meu filho? Pois é, terminou o segundo grau e anda meio à toa, não quer estudar. Será que tu não consegue nada pro rapaz não ficar em casa vagabundeando?

Aos 3 dias, Rodriguez liga: - Zé, já tenho. Assessor na Comissão de Saúde no Congresso, R$ 9.000,00 por mês, prá começar. - Tu tá loco!!!!! O guri recém terminou o colégio, não vai querer estudar mais, consegue algo mais abaixo...

Dois dias depois: - Zé, secretário de um deputado, salário modesto, R$ 5.000,00, tá bom assim? - Nãooooo, Rodriguez, algo com um salário menor, eu quero que o guri tenha vontade de estudar depois....Consegue outra coisa. - Olha Zé, a única coisa que eu posso conseguir é um carguinho de ajudante de arquivo, alguma coisa de informática, mas aí o salário é uma merreca, R$ 2.800,00 por mês e nada mais.... - Rodriguez, isso não, por favor, alguma coisa de 500,00, 600,00, prá começar. - Isso é impossível Zé!!!*

- Mas, por que???*
- PORQUE ESSES SÃO POR CONCURSO, PRECISA TÍTULO SUPERIOR, MESTRADO, CURRICULUM, ANTECEDENTES, EXPERIÊNCIA PRÉVIA... É DIFÍCIL...

23 de abr de 2010

Mesa Z receberá Deputado Estadual Manoel Gomes de Barros Filho

Neste próximo sábado, dia 24 de abril, o programa Mesa Z contará com a participação do deputado estadual pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Manoel Gomes de Barros Filho.

Nelito Gomes de Barros, como é conhecido, filho do ex-governador e prefeito de União dos Palmares Manoel Gomes de Barros, foi reeleito para o cargo na Assembleia Legislativa de Alagoas em 2006, na ocasião, pelo Partido da Mobilização Social (PMN).

A participação no Mesa Z é livre através do e-mail radiozumbifm@hotmail.com ou pelo telefone (82) 3281-2314. Se preferir, envie e-mail para o Tempo Moderno que repassamos ao Mesa Z sua pergunta, sugestão ou crítica ou ainda diretamente para o e-mail do grupo: mesaz@groups.live.com

MESA Z VIA INTERNET

A União Web Rádio começou a transmitir ao vivo o Mesa Z e Mesa Z Notícicas nesse mês de abril. Qualquer um em qualquer lugar do mundo poderá acessar o website da rádio online e escutar as entrevistas, informes e discussões do programa da Rádio Zumbi FM. Acesse http://www.uniaowebradio.com.br no horário do programa (quarta-feira: 12h. sábado: 11h) e fique ligado.

Ainda no quesito novidade na internet, outro endereço uniu forças ao Mesa Z: o site Vibe Festa, através de sua rádio online. Por lá ficarão as gravações do Mesa Z após sua transmissão, assim como também fará o Tempo Moderno logo que conseguirmos os arquivos de áudio. Essa é uma ótima maneira de arquivar e disponibilizar o conteúdo das entrevistas para um acesso futuro.

ENTREVISTA COM JAIRO CAMPOS

No dia 10 de abril, o Mesa Z recebeu Jairo Campos, professor e diretor do Campus Zumbi dos Palmares da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Na ocasião contamos mais uma vez com a participação de Genisete Lucena e com a presença do presidente da Associação Municipal dos Estudantes Universitários e Técnicos de União dos Palmares (AMES), Jailton Cavalcante.

ENTREVISTA COM REPRESENTANTES DO MST

O grupo de entrevistadores do Mesa Z recebeu no dia 17 de abril José Carlos, da coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, acompanhado de José Cícero e Maria Albuquerque, membros do MST. A entrevista se deu no dia onde se lembra nacionalmente o Massacre de Eldorado dos Carajás, onde 19 sem-terras foram mortos pela Política Militar do Estado do Pará, em 1996.

No programa foram debatidos e esclarecidos vários pontos controversos sobre o MST. As linhas políticas, condutas, frentes de luta, quem é e o que é o MST, como se dá a organização do movimento, entre outras tantas questões.

Sintonize a Rádio Zumbi FM 87,9 MHz em seu aparelho de rádio ou na internet via União Web Rádio: às quartas com o Mesa Z Notícias das 12h às 13h e aos sábados a partir das 11h o Mesa Z entrevistando convidados.

CONVITE:

A Casa do Pobre Santo Antônio, instituição sem fins lucrativos, fundada em 1954, com sede à Rua Hermano Plech, nº 411, Centro de União dos Palmares/AL, vem a público convidar todos os palmarinos, ou a quem interessa possa, a participarem de uma reunião a fim de tratar da reforma parcial do prédio da referida instituição, com substituição total do telhado, a reunião realizar-se-á no próximo dia 29 de abril, às 14h30min, na sede da Casa do Pobre e sua participação é de fundamental importância para o fortalecimento de nossa causa, transparência e divulgação das ações adotadas por esta instituição. Participem!

CASA DO POBRE SANTO ANTÔNIO

Jorge de Lima: 117 anos

Neste dia 23 de abril, Jorge de Lima, o filho ilustre da cidade de União dos Palmares, completaria 117 anos. O blog A Terra da Liberdade publicou diversas postagens homenageando e relembrando esse grande poeta brasileiro. Abaixo segue um texto cuja autoria é assinada por Franco Maciel.

Jorge de Lima é importante? Aqui em União, não!

Poucos palmarinos sabem, mas você sabia que o nosso conterrâneo Jorge de Lima, conhecido como o príncipe dos poetas alagoanos, já foi tema do samba-enredo da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, no desfile de carnaval de 1975, com o tema "Imagens Poéticas de Jorge de Lima"? Não!? Quanta honra, hein!? Pois é amigo, e isso é só pra você saber da tamanha importância desse nosso poeta, que é tão pouco valorizado em nossa cidade.

Outro fato que serve pra mostrar o tamanho do poder que Jorge de Lima possui, é que dois grandes nomes da Música Popular Brasileira, Chico Buarque e Edu Lobo, debruçaram-se sobre os poemas de Jorge de Lima e conceberam o espetáculo de dança mais famoso apresentado no Brasil, "O Grande Circo Místico". E não é só isso, o musical também foi transformado num disco coletivo, lançado pela Som Livre e o elenco incluía nomes como, Chico e Edu, Gal Costa, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Tim Maia, Simone, Zizi Possi e Jane Duboc. O cara é bom ou não é?

E, para completar, e você entender e ter orgulho mais ainda de Jorge de Lima, anos depois, mais precisamente em 2002, outra escola de samba carioca, a Mocidade Independente de Padre Miguel, também resolveu homenagear o poeta Jorge de Lima e levou para o sambódromo "O Grande Circo Místico", terminando o campeonato em 4º lugar. Peraí, tem mais?

Ah, tem mais! Ele também foi um talento reconhecido em 1947, por Artur Lunkvist, uma espécie de olheiro do prêmio Nobel, que bastante impressionado com a obra do poeta, convenceu a academia a dar o Nobel de Literatura a ele no ano de 1958, já que havia uma lista de autores para ganhar antes. Mas, infelizmente, como se sabe, Jorge de Lima morreu em 1953 e o Nobel só premia vivos.

Mas não é só por isso que devemos ter orgulho de Jorge de Lima, devemos ter orgulho dele por toda sua história e por toda sua importância para nossa cidade. Jorge viveu pouco em União, mas apesar de ter vivido pouco, ele amou sua terra natal, e a amou até o fim de sua vida. E é essa cidade que ele tanto amou e retratou em seus poemas que deveria se orgulhar dele por ele ter nascido aqui, mas pelo que parece e se percebe é o contrário.

A casa onde ele nasceu na "Praça da Matriz"... está verde e fechada. A praça em sua homenagem, construída pelo ex-prefeito Antonio Gomes de Barros, continua lá no mesmo lugar... totalmente esquecida. O seu busto, pago por ele mesmo, também continua lá... e ninguém nem nota. E os livros doado por ele antes de morrer? Nem existe mais. E as poesias de Jorge, algum palmarino sabe? Ninguém sabe. Eita União, viu? E se não vamos ter orgulho de Jorge de Lima, vamos ter orgulho de quem?

Então, só pra não perder a mania... viva Jorge de Lima! E, apesar de tudo... viva nossa cidade, que não se orgulha de ter um Jorge de Lima como palmarino.

Franco Maciel de Carvalho Ferreira
Acadêmico do Curso de Geografia - Campus V/UNEAL

19 de abr de 2010

EMAIL:

Por que não há justiça no Brasil

enviado por Maurício Paulozzi
mpaulozzicomercial@hotmail.com

O fator predominante no resultado da aplicação da justiça no Brasil é o poder econômico das partes. Qualquer que seja o ângulo com que a questão seja analisada, o resultado é sempre um favorecimento brutal de quem tem mais dinheiro. Os códigos processuais brasileiros propiciam um número imenso de oportunidades para que partes interponham recursos e atravanquem processos.
De acordo com um levantamento feito alguns anos atrás pelo jornal carioca O Globo, um processo que corra do começo ao fim, percorrendo todas as instâncias da justiça estadual, chegando talvez a alguma instância federal, admite mais de 80 diferentes maneiras de interromper o curso processual.

É claro que diversas delas são perfeitamente razoáveis e exigíveis em qualquer sistema jurídico. Grande parte, porém, é de formalidades perfeitamente contornáveis caso o princípío predominante fosse o da racionalidade. Racionalidade é a última coisa que se detecta nos códigos brasileiros. Não é de admirar, pois eles foram escritos por advogados de defesa.

Para conduzir um processo da forma entrecortada e cheia das firulas perfeitamente kafkianas que testemunhamos, é necessário pagar advogados. Quanto mais detalhes recônditos o advogado é capaz de explorar, mais tempo ele conseguirá ganhar para seu cliente. Advogados assim custam caro. Quem pode pagá-los é a classe dominante. Em particular, corruptos que são levados à Justiça (o que já é raro) costumam ter bastante dinheiro para isso. Em processos criminais, a idéia é procrastinar até que o crime prescreva. Em processos cíveis, até que a parte contrária se esgote. É por isso que processos chegam a se arrastar por décadas.

Já o sujeito que cometeu uma infração menor, como furtar uma peça de automóvel ou algo assim não pode pagar esses advogados. Este vai para a cadeia num piscar de olhos. Prova-o o fato de que uma grande parte dos processos que correm em primeira instância nos tribunais de Justiça não têm a decisão contestada, e não vão à segunda instância, porque os réus não têm como pagar. Outro fator importante que responde pela ineficiência do Judiciário é a quase completa opacidade administrativa atrás da qual ele se proteje. Em sua quase totalidade (há umas exceções aqui e ali), os Tribunais de Justiça e as cortes superiores não se dão ao trabalho de medir minimamente seu próprio desempenho.

Como não coletam sistematicamente informações a respeito de tempos médios de tramitação de processos (para ficar só com isso de uma lista que poderia estender-se), não se consegue estabelecer comparações entre varas ou entre magistrados. Um ministro de tribunal superior pede vistas a um processo e senta-se sobre ele por anos. Onde está a lista desses processos? Se existe, é mantida cuidadosamente escondida.É claro que isso só alimenta as suspeitas
de que ministros enrolam porque são comprometidos com algum interesse, político ou econômico.

A melhor maneira de provar que não é assim seria medir indicadores de desempenho e torná-los públicos. Se não o fazem, é porque têm motivos para isso, dando assim liberdade para que conjecturemos o que quisermos. Fazer justiça não é exatamente o ponto da Justiça brasileira.

18 de abr de 2010

EMAIL:

Quando o ser humano vira animal irracional‏

enviado por Olívia de Cássia
jornalista -
MTb/381/AL
http://oliviadecassiajornalista.zip.net

Eu tinha acabado de chegar da Tribuna Independente, cansada de uma jornada extenuante de fechamento de duas edições dos jornais do fim de semana. Estava terminando o jornal da Globo, eu ia subir a escada com a água para beber mais tarde, me arrumar, tomar banho, antes de bisbilhotar um pouco a internet para poder dormir, como faço todos os dias. De repente ouço um barulho na rua, barulho de moto e de gente agressiva, gritando: “Pega ladrão, filho da puta, eu vou te matar”.

Corri para ver o que era e não acreditei no que meus olhos estavam presenciando. Pensei em pegar a máquina fotográfica para registrar o espancamento, mas não tive coragem, meu corpo todo tremia. Eu nunca tinha visto um linchamento em minha vida, a não ser na televisão, em filmes; fiquei perplexa. Nossa rua nunca teve isso, sempre foi uma rua pacata e tranquila que todo mundo sempre quis vir morar por ser próximo de tudo.

Gritei, disse que ia chamar a polícia, mas os agressores não ouviam e gritavam: “Pega o revólver e mata esse ladrão safado”. Eles agrediam o rapaz, pisavam nele, davam chutes na cabeça, no abdome. Queriam fazer justiça com as próprias mãos. Tinha até uma senhora no meio da confusão, incitando aqueles homens. O ser humano transformado em fera, atacando sua presa. Meu Deus do céu, onde isso vai parar?

Tentei acessar o site da Polícia Civil, mas não encontrei o número, estava tão nervosa e o telefone só dava ocupado, não era aquele número. Ninguém tem o direito de fazer justiça com as próprias mãos, quem somos nós para julgar? Aquele homem poderia ter sido assassinado em frente à minha casa no começo da madrugada deste sábado e aí a situação tinha sido pior.

Toda aquela fúria, disseram, foi porque ele roubou um celular e depois 25 reais do apurado da mulher que vende churrasqui8nho na Praça da Faculdade, me parece. Eram todos rapazes os agressores, só não mataram aquele homem porque os moradores foram pra rua, alguém conseguiu chamar a polícia que felizmente estava próxima da minha rua e a Radiopatrulha chegou e também chamou a ambulância do Samu. Pelo estado que suposto ladrão ficou, todo cheio de sangue e hematomas, terá sorte se conseguir escapar sem seqüelas.

Foi tanto movimento por aqui, ficamos todos perplexos. Nós nunca tivemos essas cenas de violência em nossa região, agora vamos ficar, todos os moradores, amedrotandos, inclusive os mais velhos, pessoas doentes. Precisamos requisitar mais polícia nessa área. Na sexta-feira à tarde, no ponto de ônibus teve tiros pouca antes de eu chegar, para tomar a condução e ir para a Tribuna Independente.

Os tiros foram da policia contra o bandido que a população segurou já subindo no ônibus e quis fazer a mesma coisa, pelo mesmo motivo: a população querendo fazer justiça com um ladrão. Que comportamento de sociedade é essa que estamos presenciando??? Que mundo é esse que nossos jovens estão herdando?

A tecnologia, é bem verdade, facilitou nossas vidas, mas temos que reconhecer que depois da invenção do celular e dessa maldita droga chamada crack, a sociedade piorou, adoeceu, está em coma e não sabemos para onde está indo. Que Deus tenha pena de cada um de nós e nos proteja todos os dias, nos livrando desses males.

Que Deus nos dê paz e harmonia.

17 de abr de 2010

Mais uma da ALE

Na última quarta-feira, 14, grande parte da imprensa local noticiou a decisão da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas onde os deputados aprovaram já em segundo turno o projeto de lei que aumenta em quase 100% o salário dos procuradores da própria Assembleia Legislativa. Com a aprovação, o projeto seguirá para a sanção ou veto do governador Teotonio Vilela Filho.

Em meio a tantas notícias e denuncias envolvendo a Assembleia Legislativa que deixaram o povo de Alagoas de olhos arregalados, mais uma vez somos pegos por um anuncio desses: com a aprovação do projeto os salários dos três procuradores que exercem atualmente a função e dos aposentados saltarão de R$ 9,6 mil mensais para R$ 17 mil. E tem mais. Além do pomposo reajuste, o projeto autoriza os procuradores do Legislativo Estadual a atuarem em ações individuais dos parlamentares. Ou seja, deputado que for processado criminalmente ou civilmente contará com um advogado pago pelo povo de alagoas. O projeto contou com o voto favorável de 14 deputados estaduais. Somente Judson Cabral, do PT, Paulo Fernando dos Santos (Paulão), também do PT e Rui Palmeira, do PSDB, votaram contra. Caso você não lembre ou não saiba quem são os atuais deputados estaduais de alagoas, clique aqui e veja a lista de todos os membros da ALE.

Devemos esperar que o governador Teotonio Vilela Filho vete os dispositivos desse projeto absurdo. Agindo assim, ele terá a chance de melhorar seus status perante os alagoanos sem gastar um níquel com propaganda eleitoral. Isso porque não dá para entender um projeto que aumenta os custos de um poder que se nega a reajustar os salários dos próprios servidores efetuando a incorporação dos quinquênios e do Plano de Cargos e Carreiras. Além disso, esse tipo de ato vem ainda durante o apuramento do resultado da famosa Operação Taturana que apontou o desvio de mais de 300 milhões de reais por um grupo de deputados. E, como se não bastasse, ainda figuram nessa casa legislativa alguns deputados acusados de envolvimento em crimes de mando.

Com que embasamento os deputados oferecem tamanho reajuste a seus procuradores? Para termos uma ideia, o Estado de São Paulo abriu concurso público para provimento de uma vaga de Procurador de sua Assembleia Legislativa em janeiro deste ano e o salário base para o aprovado será de R$ 8.638,38, apenas. Estamos falando do estado mais rico do Brasil, responsável por 33,92% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, contra 0,67% de Alagoas, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O estado mais rico paga menos para o mesmo cargo que o vigésimo estado mais pobre entre os vinte e sete da federação.

Até certo ponto, o poder legislativo alagoano, em sua esfera maior, não passa de uma representação podre. Fatos desabonadores não param de acontecer na Assembleia Legislativa de Alagoas. Por mais que o tempo passe, desde o grande tiroteio no impeachment do então governador Muniz Falcão, onde deputados mandaram bala para todos os lados, até os dias atuais estamos à espera de que a moral, a ética e o bem comum voltem a fazer parte do dia a dia daquele poder.

16 de abr de 2010

Nuvens de vulcão afetam receita da indústria europeia de aviação

s companhias aéreas e as operadoras de aeroportos europeias informaram que estão perdendo milhões de euros por dia, enquanto se acredita que a proibição ao tráfego aéreo em razão da erupção vulcânica na Islândia deva prosseguir no fim de semana. A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) disse na sexta-feira que, no nível atual de interrupção, as companhias aéreas deveriam perder receitas de 200 milhões de euros por dia. Elas também enfrentam custos adicionais de reprogramação das rotas das aeronaves e de assistência aos passageiros em dificuldades, informou a associação.

A precipitação atingiu as ações das companhias aéreas na sexta-feira, com Lufthansa, British Airways, Air Berlin, Air France-KLM, Iberia e Ryanair em queda de entre 1,3 e 2,2 por cento.Os aeroportos também estão sendo atingidos. Um porta-voz da empresa alemã que administra aeroportos Fraport disse que apenas o fechamento do aeroporto de Frankfurt custaria à companhia entre 2,5 milhões e 3 milhões de euros por dia com base nas estimativas iniciais.

Na França, a operadora aeroportuária controlada pelo Estado Aeroports de Paris (ADP) enfrenta perdas de 5 milhões de euros por dia ou mais, afirmaram analistas. "Se a nuvem vulcânica continuar a atrapalhar as operações do aeroporto de Paris por mais de 48 horas, então será impossível compensar pelo tráfego perdido", disse um analista baseado em Paris, que pediu para não ser identificado.

Fonte: Reuters

15 de abr de 2010

Terremoto deixa 400 mortos na China

Uma série de terremotos deixou ao menos 400 mortos e mais de dez mil feridos na região montanhosa da planície tibetana, no noroeste da China, provocando o desabamento de casas, escolas e escritórios. O tremor mais forte, que atingiu 6,9 graus na escala Richter, aconteceu às 7h49m desta quarta-feira (20h49m de terça no horário de Brasília). O epicentro foi localizado no condado de Yushu, localizado nas montanhas entre a província de Qinghai e a região autônoma do Tibet, onde a população de cerca de 100 mil pessoas é formada em sua maioria por pastores e agricultores. Cinco mil militares foram enviados para a região.

Funcionários do governo disseram aos meios estatais que a maioria das casas sofreu sérios danos. Linhas telefônicas também foram danificadas, prejudicando a comunicação.- A maioria das edificações residenciais baixas caiu - disse à televisão estatal Huang Limin, funcionário do governo. O epicentro do tremor foi localizado a 240 quilômetros a noroeste de Qamdo, e a 375 quilômetros ao sul-sudeste do povoado de Golmud, e teve uma profundidade de dez quilômetros. As colinas ao sul e leste da região são habitadas por pastores e há monastérios tibetanos no condado de Yushu. A região ao norte e a oeste é árida e isolada.

A tragédia desta quarta-feira acontece menos de dois anos depois de um terremoto de magnitude 7,9 atingir a província de Sichuan , em maio de 2008. Dias depois, o número de mortos chegou a cerca de 90 mil. Este é o terceiro terremoto de grandes proporções registrado este ano. Em janeiro, um tremor sacudiu o Haiti, deixando mais de 200 mil mortos. Pouco mais de um mês depois, um abalo ainda mais forte sacudiu o Chile, provocando uma série de tsunamis. O número de mortos passou de 400. Este mês, um forte terremoto atingiu a Baixa Califórnia, no México, e foi sentido nos EUA, mas não provocou grandes danos. Duas pessoas morreram

Fonte: G1

Continuemos nós "fingindo que o mundo ninguém fez".

14 de abr de 2010

Aviso - Associação Municipal dos Estudantes

A OAB vem por meio da AMES convocar todos os estudantes do curso de Direito para uma reunião com finalidades de propor uma apresentação de possíveis cursos na área do Direito para União dos Palmares. A reunião realizar-se-á no próximo sábado (17/04) às 8h na câmara de vereadores. Participem e opinem!

Fonte: AMES

Alagoas na mira da CPI da Pedofilia

O escândalo envolvendo dois monsenhores e um padre da Igreja Católica de Arapiraca teve início quando o Programa Conexão Repórter, do SBT, veiculou uma matéria com denúncias de ex-coroinhas acusando os religiosos de abuso sexual. Durante o programa, foi exibido um vídeo, gravado por uma das vítimas, onde o monsenhor Luiz Marques Barbosa aparece, supostamente, tendo uma relação sexual com um jovem de 20 anos. Na mesma reportagem, os ex-coroinhas denunciam que vinham sendo aliciados pelos padres desde que eram crianças.

O caso despertou o interesse do Vaticano e da CPI da Pedofilia, que programou para a próxima sexta-feira uma visita a Arapiraca, que fica a 146 quilômetros de Maceió, para colher depoimentos das vítimas, testemunhas e dos envolvidos no escândalo sexual.

Além dos ex-coroinhas, devem depor aos integrantes da CPI da Pedofilia os monsenhores Luiz Marques Barbosa e Raimundo Gomes, o padre Edilson Duarte, acusados de abusar sexualmente os adolescentes. As delegadas Bárbara Arraes e Maria Angelita, responsáveis pelo inquérito que investiga denúncias, também serão ouvidas pelos senadores da CPI, que é presidida pelo senador Magno Malta (PR-ES).

Fonte: MSN Notícias

CPI´s não dão em nada além da famosa "pizza". No final das contas, ninguém será punido, tudo será esquecido e as crianãs molestadas terão que conviver para sempre com as sequelas dos abusos. Quem sai favorecido mesmo são os integrantes que recebem boas gratificações para sair, conhecendo esse Brasilzão... E quem paga a conta somos nós.

13 de abr de 2010

Filme: Um Ato de Liberdade

Título: Um Ato de Liberdade (Defiance)
Diretor: Edward Zwick
Drama, 2008

1941. A Bielo-Rússia é invadida e rapidamente dominada pela Alemanha nazista. Numa pequena cidade cravada no meio de uma floresta viviam Tuvia (Daniel Craig), Zus (Liev Schreiber) e Asael (Jamie Bell) irmãos que presenciaram seus pais serem mortos pela SS e perderem sua casa. Os irmãos Bielski que nunca foram bem quistos na cidade onde viviam sendo tachados de vagabundos, ladrões e todo tipo de impropérios pelos próprios judeus, refugiam-se na densa floresta para fugir da perseguição nazista.

De início eles apenas pensam em sobreviver, mas à medida que seus atos de bravura se espalham diversas pessoas passam a procurá-los, em busca de liberdade: de escória os irmãos Bielski se transformam em heróis venerados pelos judeus que antes os detratavam. E o melhor: é uma história baseada em fatos reais que poucos conheciam. O filme mostra a saga de coragem e crescimento interior de homens que salvaram mais de 1000 vidas dos campos de extermínio nazistas. Imperdível.
Walter A.

8 de abr de 2010

ÚLTIMAS: Incrível! Parecer do Ibama diz que Estaleiro Eisa vai gerar “favelização” em Alagoas

O caos social vai se estabelecer em Alagoas se for construído o Estaleiro Eisa em Coruripe. A surpreendente conclusão está no Parecer Técnico nº48 do Ibama, elaborado pelas analistas ambientais Ana Margarida Marques Portugal, Flávia Alves de Lima Paiva e Nájla Alves de Moura.

Elas responderam ao Memorando nº 54 do Ibama de Alagoas. A indagação: se o licenciamento ambiental do Estaleiro Eisa Alagoas S/A, no município de Coruripe, seria de competência do órgão federal. Elas afirmam que sim. Relacionam várias conclusões técnicas na área ambiental e fazem uma análise socioeconômica catastrófica sobre o futuro da região em conseqüência do estaleiro.

O que diz o texto:

“Já em termos socieconômicos destacamos a expectativa gerada pela possível instalação do empreendimento na população da região nordeste, o que acarretará migração para o Estado de Alagoas de trabalhadores em busca de oportunidade de emprego. Tal fato gera favelização e sobrecarga nos serviços públicos, já carentes no Estado (saúde, saneamento básico, educação, etc). Outro ponto relevante, diz respeito ao porte do empreendimento que acarretará demanda por diversos insumos não presentes em Alagoas, impactando o sistema viário nas unidades federativas vizinhas e a dinâmica da economia regional”. (O texto aqui publicado é a reprodução exata do documento do Ibama.)

O que diz o integrante da Promotoria de Meio Ambiente, Alberto Fonseca?

“O que produz a favelização é o desemprego”.

Com 15 anos de experiência na área ambiental, na qual trabalha desde quando foi promotor de Piaçabuçu, Fonseca diz que estranhou o conteúdo do relatório do Ibama, e observou que, pelo Parecer Técnico, “Alagoas está condenado a não receber nenhum empreendimento de porte”.

A polêmica sobre a competência do licenciamento – se do IMA, se do Ibama – acontece por falta de uma legislação completar à Constituição Federal, afirmou o promotor.

Ele lembrou que o estaleiro que está sendo construído em Pernambuco foi licenciado pelo órgão ambiental estadual. “Por que o mesmo não acontece em Alagoas?”. Ele cita, também, o aeroporto de Maragogi, que fica entre dois estados e, por uma acordo, o licenciamento ficou a cargo do IMA.

Alertando para os muitos cuidados exigidos no estudo de impacto ambiental, para a construção do estaleiro em Coruripe, o promotor garante que a parceria entre IMA e Ibama seria inevitável, mesmo se a decisão couber à área federal.

O Ibama local, garantiu, “não dispõe de estrutura, laboratório etc. para realizar a análise necessária. Vai ter de pedir ajuda ao IMA, que possui estes equipamentos”.

Fonte: Tudo na Hora, blog do Ricardo Mota.

Onde já se viu emprego gerar favelização? Pobre Alagoas.

7 de abr de 2010

EMAIL:

Motivos para não tomar a "vacina" contra a gripe H1N1

enviado por Kléber Melinato

Um dos possíveis efeitos secundários da vacina H1N1 é o síndroma de Guillian-Barre, o síndroma que matou e incapacitou centenas da Americanos na campanha de vacinação H1N1 em 1979 com 500 casos confirmados deste síndroma, a vacina foi retirada do mercado 10 dias depois após vacinarem 48 milhões de pessoas, tendo feito mais vitimas que o vírus H1N1. Este síndroma ataca directamente o sistema nervoso causando problemas de respiração, paralisia e até a morte.

Esta gripe é comparada à gripe Espanhola de 1919 que matou mais de 20 milhões de pessoas. A gripe Espanhola é falada referindo o numero de mortes e não o numero de contaminados. A percentagem de morte foi de 2,5% o que significa que 97,5% dos contaminados recuperaram. A actual gripe A tem uma mortalidade de 0,05, o que significa que 99,95% dos contaminados recuperam. Isto significa que não há necessidade de arriscar os efeitos secundários de uma vacinação. Sabiam que a gripe Espanhola apareceu nos EUA após um programa de vacinação e que os únicos países não afectados foram os que não usaram essa vacina?

Sabiam que o primeiro efeito da vacina da gripe sazonal é apanhar uma ligeira gripe? Qual será o efeito da nova vacina H1N1? Sabiam que a primeira vacina há 150 anos para combater o Sarampo, desencadeou uma epidemia de Sarampo que matou centenas de milhares de pessoas? Sabiam que a organização mundial de saúde pode depor governos de 194 países do mundo por forma a impor uma vacinação pela força em caso de recusa popular?

Os testes da vacina H1N1 já começaram nos EUA, mas não são testes em laboratórios, são testes em humanos onde as crianças estão a ser vacinas em casos específicos: 1- Com conhecimento dos pais: Quando os pais dão os filhos como voluntários para vacinação. 2- Sem o conhecimento dos pais: Quando autorizam a entrada dos filhos em desportos escolares, assinando autorizações sem as ler. Essas autorizações referem a vacinação teste como obrigatória.

Inglaterra recebeu já 200,000 doses para começarem a testar na população e nos humanos não há sociedades que nos protejam de testes médicos, como fazem aos animais. Apesar de a gripe Suína em Inglaterra ter morto unicamente 5% em relação às que morrem de gripe normal, a vacina contra a gripe suína será obrigatória, a vacina normal não! Ora se fosse para nos ajudar, tornariam a vacina normal obrigatória e não a Suína.

Nos EUA a loucura começou… Em alguns estados como Maryland, a vacina é obrigatória a todas as crianças, qualquer criança não vacinada não poderá frequentar a escola. Qualquer pai que se recuse a vacinar os seus filho, poderá ser preso por atentado contra a saúde pública. Mas em Massachusetts, quem recusar a vacina irá ser multado até 1.000 dólares por dia e em desobediência continuada será detido por 30 dias e vacinado compulsivamente.

Vocês podem recusar a vacina, mesmo que o estado a torne obrigatória. O Estado tal como a policia existem e actuam por consentimento, a população tem de consentir por forma a dar-lhe o poder. Não consintam, pacificamente digam NÃO se acham que o devem dizer. Não há perigo, hoje afirmo-o. Se houvesse perigo da mistura entre o vírus da gripe suína e o vírus da gripe normal, teriam morrido milhões no hemisfério sul, sim pois o inverno está a acabar lá. Liguem a TV, alguém fala disso? Alguém vos diz que não existiram mortes fora do normal? No hemisfério sul nada aconteceu, tal como nada acontecerá aqui, mas a vacina tem efeitos secundários que podem até matar.

O inverno deles tem os mesmos efeitos que o nosso e os dados vindos de lá, apontam para um numero normal de mortes quer da gripe sazonal quer da gripe suína. Vale a pena arriscar a saúde e a vida por causa de 0,05% de chances de contaminação mortal por H1N1? Façam as vossas contas!

NOTA DO TM: Tais afirmações do leitor não são comprovadas cientificamente, assim como os fatos alegados não foram noticiados pela imprensa. Assim, recomendamos que todos vacinem-se, afinal é absurdo pensar que algo seria colocado a disposição de milhões de pessoas sem os necessários testes de eficácia.

6 de abr de 2010

Em busca da solução

Em busca da solução

Ói nóis aqui de novo...

O recomeço das aulas da UFAL vem cheio de novidades para os universitários, pelo menos para os desinfrmados. Uma série de reuniões que visaram chegar a lugar nenhum, a verdade é essa, aconteceram durante as férias . Vimos realmente revelações artísticas entrarem em cena, atores que a imprensa terrivelmente desconhece, vimos quatro confeitos custarem um real, vimos os estudantes serem jogados como bola de ping-pong de um lado para o outro, mas também vimos uns poucos que tiveram coragem de falar o que realmente acontece e se mover para que aquela não fosse mais uma apenas mais uma reunião sem proveito algum.

Bem, no frigir dos ovos a saída que realmente encontro para essa manipulação deixe de existir é realmente a força que uma associação pode ter. Deixando claro que também sou contra o monoólio exclusivo "ufalesco" de tal. Ou nós lutamos para que ssa associação (AESP) seja reativada ou continuamos nesse conformismo preguiçoso que para pessoas tão esclarecidas é inadmissível.

Karla Tamires
3° período de Relações Públicas UFAL

Texto publicado em março de 2007 no antigo jornal O PAREDISTA de circulação nos ônibus dos estudantes.

..........

Ói nóis aqui de novo. Parece que essa situação nunca vai acabar, infelizmente as forças políticas municipais não dão o devido valor à classe estudantil. As palavras da Tamires vão perdurar por muitos anos, se à época eram 4 confeitos por 1 real, hoje quantos confeitos nos foram impostos? Muitos! Foi pedido a fundação de uma nova associação, fizemo-la com todos os esforços e nada foi feito pela mesma. A municipalidade não recebe muito menos responde ofício. Dessa forma, pode-se afirmar que o conformismo não é nosso, e sim dos donos da cidade. Triste saber que pessas lutadoras como a Tamires nos deixou cedo sem ao menos ver essa situação resolvida!

Dallas Diego

5 de abr de 2010

Convite



3 de abr de 2010

Livro: Budismo

-Budismo
-Claude B. Levenson

-Editora: L&PM


Claude B. Levenson nos apresenta de forma coesa toda a trajetória do Budismo até ser descoberto pelo Ocidente: os primeiros estudiosos europeus, as primeiras escolas dedicadas ao tema, abertura de sociedades dedicadas às traduções, etc. O interesse pelo filosofia budista floresceu na Europa logo após a 2º Guerra. Segundo a tradição indiana - verdadeira pátria do Budismo - estamos hoje no tempo do Kali-yuga, a última das quatro grandes eras cósmicas, na qual sobrevive não mais do que um quarto dos ensinamentos de retidão de caráter; na qual doenças, rebeliões, fomes, desesperos e outros males fazem parte de nosso cotidiano. A humanidade não tem mais objetivo nem conhecimentos espirituais que lhe permitam sair do atoleiro. A Índia Imperial daquela época não era tão diferente dos países capitalistas de hoje: o rico sempre mais rico e o pobre, mais pobre.

Entre 540 e 558 a. C. nasce o príncipe Sidarta. Asita, um eremita/asceta venerado deixou sua gruta de meditação e foi até o rei Shuddhodhana pela chegada do rebento e avisou ao monarca que a criança estava predestinada a se tornar um chakravartin, "mestre da roda", isto é, um grande rei justo e dotado de todas as qualidades, ou seja, um buda, um Despertado. Desde pequeno protegido dentro de um suntuoso palácio, entretido com inúmeras regalias e contemplado com a satisfação de qualquer desejo seu a qualquer tempo... O rei preferia que aquele filho continuasse a linhagem familiar, o que explica o cuidado vigilante para evitar qualquer contato com as realidades da vida humana cotidiana. O karma, ou destino à moda ocidental, chama o jovem príncipe então co 29 anos para conhecer o mundo real: Sidarta sai 4 vezes escondido do palácio, desacatando ordens do rei. A cada saída um encontro que moldou sua decisão final de deixar para trás a vida de realeza: primeiro viu um velho esquelético passando fome; em seguida um doente gemendo do dor na rua; se deparou com cadáveres sendo jogados em fogueiras e por último encontrou um monge itinerante.

Confrontado cara a cara com os males comuns da humanidade, Sidarta reflete sobre a condição humana e seu futuro e pretende encontrar uma saída para tal drama. Então ele parte, na calada da noite, deixando esposa bem-amada, o filho e a gaiola dourada que funcionava como uma tela entre ele e o mundo de seus semelhantes. Passa 6 anos vivendo com mestres renomados do ascetismo (é uma filosofia de vida na qual são refreados os prazeres mundanos, onde se propõem a austeridade) mas as práticas ascéticas não bastaram para convencer Sidarta que ele estava no caminho certo, pois a libertação do sofrimento está ainda muito distante. Segue então sua viagem sem fim, procurando solitariamente a realização espiritual. O Iluminado encerra o jejum ascético depois de dias, toma um banho graças a bondade de um camponês que ainda lhe oferece um molho da erva kusha utilizada nos rituais véticos.

Sidarta dá 7 voltas ao redor de uma figueira-dos-templos e senta em posição de lótus em sua almofada de ervas decidido a não se mover enquanto não descobrisse a cura para o sofrimento, contra a dor, contra o mal de viver e então entra numa profunda meditação. A lenda diz que Sidarta passou 7 dias meditando, lutando interiormente contra Mara (a figura do Diabo para os cristãos) e suas legiões. O demônio gere o mundo dos desejos, mantendo nas teias dos renascimentos sem começo nem fim os humanos presos às suas armadilhas. Destruidor, ele representa também tudo que apego ou vínculo. Ao perceber que Sidarta se aproxima do Despertar, ou seja, se aproxima de uma tomada de consciência total ou definitiva, Mara teme que ele dê a humanidade sofredora os meios de escapar à roda louca: envia contra ele primeiro seus exércitos de demônios, depois suas brigadas de belas moças. Nada adianta: o meditante, numa perfeita postura, permanece de mármore, adotando com um gesto célebre - mão direita tocando o solo perto do joelho - a terra, testemunha de suas realizações anteriores, aborda serenamente a noite decisiva. Vencido, Mara se retira e o Despertar em vida é alcançado.

O Budismo, assim como toda religião, depois da morte de seu "criador" entre em colapso e termina, assim como a Igreja Católica, a adotar ações que vão ao encontro de seus principais ensinamentos: brigas internas, traições em busca do poder, etc. Mas isso não diminui, muito pelo contrário, aumenta ainda mais a importância de seus ensinamentos, que de tão poderosos, já previam até o esfacelamento interno por culpa dos erros dos homens que ainda buscavam o Despertar.

Na minha reles opinião todas religiões são iguais. Não em formas e métodos, mas sim em sua essência: a crença em uma Força Superior e em nossa redenção perante nossos erros. Dentro de cada dogma e rito próprio de cada religião, inserido entre escrituras sagradas que cada religião tem para si, está o pensamento uníssono da existência de algo superior que determina nossas vidas e dá rumo a nosso espírito quando morremos. A doutrina católica, apesar de bem embasada filosoficamente, na prática destoa dos ensinamentos de Jesus, desembocando numa controvertida permissividade. Livre arbítrio lembrarão alguns... As igrejas Protestantes, apesar da rigidez, na prática não passam de clubes, onde o pilar sustentador é sempre o bem material. As pessoas lotam as igrejas evangélicas em busca de emprego, casamento, etc. Os muçulmanos são tão primitivos, irracionais em suas atitudes - embora sigam um livro que tem como base o amor, que nem vale a pena falar: as mulheres não passam de meros objetos, por exemplo.

As religiões ocidentais sucumbiram ao capitalismo de tal forma que, hoje em dia, não passam de instituições sem profundidade. A grande maioria dos "praticantes" ouve o sermão, lê a bíblia de forma relaxada quando não dogmática ao extremo mas agem totalmente ao contrário ao que preconiza as Escrituras Sagradas de cada Religião. Não há compromisso espiritual, "acredita-se" em Deus e só. Não se busca um melhor modo de agir, de viver e sim de se ter luxo, conforto material. Não se busca nem ao menos colocar em prática os ensinamentos dos livros sagrados.

Budismo, é um livro para quem já se questionou sobre as gritantes falhas nas religiões "convencionais", que hoje se curvam ao dinheiro e ao materialismo exagerado. Enquanto as religiões tradicionais afirmam que só após a morte é que seremos julgados, o Budismo, como filosofia de vida, nos ensina que somos julgados a todo momento, por cada pensamento, por cada ato que emanamos. Nosso castigo não vem na "próxima etapa". Nosso castigo vem logo após o erro e só o arrempendimento sincero em conjunto com ações que denotem a intenção de agir corretamente pode nos livrar da roda de dor que é a vida.

Walter A.

2 de abr de 2010

Humanidade não pode salvar o planeta, afirma criador da Teoria de Gaia

Mudar os hábitos para tentar salvar o planeta é "uma bobagem", na opinião de um dos mais conceituados especialistas em meio ambiente no mundo, o britânico James Lovelock, para quem a Terra, se for salva, será salva por ela mesma. "Tentar salvar o planeta é bobagem, porque não podemos fazer isso. Se for salva, a Terra vai se salvar sozinha, que é o que sempre fez. A coisa mais sensível a se fazer é aproveitar a vida enquanto podemos", afirmou Lovelock em entrevista à BBC.

O cientista de 90 anos é autor da Teoria de Gaia, que considera o planeta como um superorganismo, no qual todas as reações químicas, físicas e biológicas estão interligadas e não podem ser analisadas separadamente. Durante a entrevista à BBC, o cientista britânico afirmou ainda não ver sentido na busca de alguns hábitos de consumo diferentes ou no desenvolvimento de energias renováveis como forma de conter as mudanças climáticas.

Para Lovelock, a busca por formas de energia renováveis é "uma mistura de ideologia e negócios", mas sem "uma boa engenharia prática por trás". "A Europa tem essas enormes exigências sobre energias renováveis e subsídios para energia renovável. É um bom negócio, e não vai ser fácil parar com isso, mas não funciona de verdade", afirma

Fonte: G1