Blogroll

30 de jun de 2009

ÚLTIMAS:

Criança sobrevive após queda de Airbus no Índico

Uma criança de 5 anos foi encontrada com vida nesta terça-feira, perto do local onde um Airbus A310 da companhia aérea Yemenia caiu, no Oceano Índico. O avião levava pelo menos 142 passageiros a bordo, além de 11 tripulantes, e havia decolado de Sanaa, no Iêmen, com destino a Moroni, em Comores. Segundo a Marinha francesa, a aeronave caiu cerca de 30 minutos antes de aterrissar, 15 km ao norte do arquipélago africano. Autoridades de aviação do Iêmen anunciaram ter retirado do mar pelo menos cinco corpos de possíveis ocupantes do Airbus A310. O avião caiu por volta da 1h51 desta terça-feira (hora local, 19h51 da segunda-feira em Brasília).

Em meio a essa tragédia, apenas uma criança sobreviveu. Um sinal de esperança e antes de mais nada, de renovação nesse mundo.

Fonte: BBC Brasil

---

EUA aprovam lei contra aquecimento global

O presidente dos EUA, Barack Obama, obteve uma importante vitória nesta sexta-feira com a aprovação, pela Câmara dos Deputados, de uma lei que determina reduções das emissões de gases do efeito estufa: 17% até 2020 e 83% até 2050, em relação aos valores de 2005. É a primeira lei nos EUA a impor cortes para combater o aquecimento global. A Câmara aprovou a lei climática por 219 votos a 212. Como já se tornou uma rotina na votação de leis importantes, o voto foi partidário. Somente oito republicanos se uniram aos democratas na aprovação da nova legislação. Segundo especialistas, o Senado pode tentar emplacar sua própria versão da lei climática.

Obama deu um grande passo. Mas vale lembrar que esses cortes são baseados nas emissões de 2005. Ou seja, o índice continuará alto em 2050.

Fonte: BBC Brasil

---

PSOL entra com representação contra Sarney por atos secretos

O PSOL protocolou nesta terça-feira na Mesa Diretora do Senado representação contra o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), por quebra de decoro parlamentar. No limite, Sarney pode ter seu mandato cassado. Ele é apontado pelo partido como responsável pela edição de atos secretos sobre licitações, assinatura de contratos e nomeações irregulares. Os atos não foram tornados públicos, ficando restritos ao comando da Casa. Outra representação foi protocolada contra o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), ex-presidente do Senado. O PSOL acredita que Renan também é responsável pelo atos secretos. "A obrigação do PSOL é fazer o que o povo brasileiro exige. O povo brasileiro quer, diante desta nossa democracia, tão fajuta às vezes, conhecer os senadores delinquentes a sua respectiva quadrilha instalada aqui no Senado", afirmou a jornalistas a presidente do PSOL, ex-senadora, Heloisa Helena.

Fonte: MSN Noticias

Apenas o PSOL, entre os mais de 20 partidos com representação se movimenta para acabar com essa vergonha. Acorda Brasil, reajam a esse roubo. Como é que o sudeste e sul se julgam tão superiores aos nordestinos e assistem calados a esses dois "cabras da pexte" assaltar o País? Eles envergonham nossa terra.

Walter Jr

MÚSICA: David Bowie - Berlim e a Trilogia

Maio, 1976, em um show na sua cidade natal Londres, David Bowie acena aos fãs com uma saudação nazista. Algo está errado, Bowie percebe que a Inglaterra já não tem nada o que lhe oferecer.

Após criar personagens como Ziggy Stardust e Alladin Sane, agora entrava em cena, o Thin White Duke (algo como o Almofadinha Pálido), que subia ao palco de camisa branca, calça e colete pretos, e dispensaria os cenários e dançarinos. Uma iluminação branca e a expressão fechada do rosto de Bowie eram suficientes para imprimir o tom desejado. O nazismo, porém, era apenas uma das obsessões na época alimentada pela cocaína. Bowie estava fascinado pela Alemanha dos anos 30, em sua turnê, utilizou o famoso método de distanciamento crítico de Bertolt Brecht (dramaturgo e poeta alemão) e aguçava os ouvidos escutando Kraftwerk. Sua paixão pela cultura alemã e o uso cada vez mais crescente de drogas, o leva ao exílio do mesmo ano para Berlim, e há uma nova busca em sua identidade musical.

Em parceria com o ex-integrante do Roxy Music, Brian Eno, Bowie dará início a sua trilogia berlinense.

Low – Heroes – Lodger

Em um mês Low está pronto. A gravadora não acredita nas vendagens do LP, principalmente por ter um lado basicamente instrumental e por ser tão diferente dos álbuns anteriores de Bowie. A sonoridade de Low reflete a falta de comunicação e expressão em que Bowie estava passando. Mesmo assim, Sound and Vision entra nas paradas européias, a música Warszawa é a referência para o primeiro nome da futura banda Joy Division e Subterraneans finaliza o álbum, numa bela sinfonia da decadência. Claro que, para uma maior evidência, é importante situar o álbum, no ano em que o movimento punk estava em ascensão. Low renega completamente a cena underground, a guitarra cede espaço aos sintetizadores.

Heroes ainda continha faixas instrumentais, mas torna-se mais acessível do que seu antecessor. A música título é inspirada num jovem casal que Bowie vira se encontrando várias vezes no muro de Berlim. O álbum era uma intenção de retratar a capital alemã. Bowie cita mais tarde que, Low/Heroes era até ali, o que mais continha amor e emoção dos seus trabalhos. A música Heroes, foi composta também em francês e alemão e o clipe traduz a obscuridade daqueles dias.

Lodger é o que menos me atrai, mas tem suas características. Agora incorporando música jamaicana, armênia e turca, o álbum já não contém músicas instrumentais. É como se a cada álbum, a natureza, a limpeza sanguínea, a procura de um significado, fosse dando amostras. Acho que, é em Lodger, que Eno se nutre mais de suas experiências. Em Boys Keep Swinging (single composto por Bowie/Eno) é o que de mais interessante há no álbum, fechando assim, a trilogia ou “triptych”. David Bowie dá adeus a Brian Eno e a Berlim.

Clique aqui e assista ao clipe de Heroes.

Traum Bendict

29 de jun de 2009

Wado lança novo trabalho

Wado e Tup no estúdio, durante a gravação do novo CD.Está divulgado na comunidade oficial no Orkut as datas do lançamento em Alagoas do novo trabalho do Wado, o CD Atlântico Negro. As apresentações começam na cidade de Arapiraca no dia 25 de julho, depois em Maceió, dia 01 de agosto, Viçosa, dia 08 e por último em Maragogi no dia 29.

Atlântico Negro foi produzino a partir da aprovação de Wado no projeto Pinxinguinha, da Fundação Nacional de Artes (Funarte), o qual deu o direito de firmar um contrato para, entre outras coisas, a gravação desse CD, com recursos subsidiados pela Funarte, e para as apresentações de promoção.

Enquanto esperamos os shows e a nova bolacha, Wado continua fazendo shows pelo Brasil... E no próximo dia 06 de julho, às 22:45, a Tv Cultura irá exibir uma apresentação dele no projeto Rumos, do Itaú Cultural, é só aguardar e conferir.

Wenndell Amaral

Menos do mesmo na Tv aberta



Coisa rara é você sentar e assistir algo diferente nas emissoras de sinal aberto. As grades de programação estão cada vez mais parecidas, tudo pela busca da liderança no índice de audiência para um maior lucro posterior.

Hoje, um exemplo do fora do comum é o programa Brothers apresentando obviamente pelos irmãos Supla e João Suplici. Brothers vai ao ar todos os sábados às 18 horas na Rede Tv!, e pode-se ver muita coisa interessante, bem como muita besteira .É algo que sai no (a)normal que a “tevê aberta” oferece. Posso citar ainda o programa Pânico!, companheiros de canal dos Brothers, mas que não apresentam a mesma pegada do início e parece estar caindo num ostracismo.

O CQC é outro exemplo que está ai no ar nas noites de segunda-feira na Band, um programa feito por humoristas que pegam no pé de muita gente de forma inteligente e com quadros não muito diferentes do que já foi feito, mas que estranhamente com eles parece ser algo inovador.

No próximo dia 07, irá estrear na Rede Globo uma minissérie que promete tirar do mais do mesmo a toda poderosa das telecomunicações no Brasil. Falo de Som & Fúria, minissérie idealizada e dirigida por Fernando Meirelles (diretor de Cidade de Deus, Jardineiro Fiel, Ensaio Sobre a Cegueira), com 12 episódios que serão exibidos no lugar dos programas Toma La Dá Cá (terça, 22h35), Força Tarefa (quinta, 22h55) e Tudo Novo de Novo (sexta-feira, 23h05). Som & Fúria é uma adaptação da série canadense Slings and Arrows, que mostra os desafios de um grupo de teatro shakesperiano para manter a qualidade artística de seu trabalho em contraste com as exigências comerciais e de público. Fernando Meirelles conheceu Slings and Arrows quando rodava Ensaio Sobre a Cegueira. A série conta com a participação da banda Tangos e Tragédias na trilha sonora e com um elenco vasto e talentoso, com nomes como o de Maria Flor, Andréa Beltrão e Paulo Betti.

Vamos aguardar e assistir para averiguar se a série vai fazer justiça à expectativa que foi criada. A Rede Globo geralmente produz boas minisséries, vide (apesar das controvérsias) a recente Capitu, adaptação da obra Dom Casmurro de Machado de Assis.

Wenndell Amaral

Teste - Politicômetro

O politicômetro é um teste de opinião que o situa no campo das liberdades individuais e da relação entre o estado e a economia.

Com a ajuda do sociólogo Alberto Almeida, a revista VEJA preparou um questionário com vinte perguntas. Assim que terminar de respondê-las, você saberá a sua posição política em um quadrante que tem como eixos os extremos esquerda-direita e liberal-antiliberal.


Clique Aqui ou na imagem acima para fazer o teste e ver a sua posição política!
Comente seu resultado!

27 de jun de 2009

CHARGE:



Sarney/Jackson: articulações de uma mídia prostituida

Quem acompanha os telejornais viu o começo de um grande escândalo: mais de 600 "atos secretos" assinados pelo presidente do Senado Federal. Esses atos, que vão de encontro a Constituição - pois segunda a mesma, todo ato administrativo seja ele do Executivo, Legislativo ou Judiciário deve primar pelo princípio da Publicidade - são a prova da roubalheira generalizada que os senadores fazem com o dinheiro do povo. Porque esconder um ato administrativo? Porque boa coisa ele não autorizou. Num desses malditos atos, o o ex-diretor de Recursos Humanos do Senado João Carlos Zoghbi, foi autorizado a doar um apartamento funcional pago com dinheiro público para acomodar familiares. Ele mora numa mansão avaliada em mais de 5 milhões de reais em Brasília. O ex diretor geral da casa, José Agripino, utilizou de vários desses atos secretos para chantagear parlamentares e se manter no cargo, tudo com a orquestragem de ninguém menos que o maior bandido vivo no Congresso Nacional: Senador Renan Calheiros, presidente do PMDB, partido da múmia corrupta que escravisa os moradores do Maranhão desde criancinha conhecida como Sarney. E pensar que esse homem nojento foi um dia Presidente desse malfadado país.

Oitenta e um senadores compõe o Senado. E como podemos ver, ninguém se salva da imundice. Alguns como o senador Pedro Simon dão uma de bons moços, e soltam pérolas para enrolar o público e dar matéria a jornalistas: "Sarney deve se afastar desse processo. Para bem dele, da família dele, da sua história e deste Senado", disse o citado. Porque ele tem que se afastar? Porque vocês, Senadores - e representantes do povo - não o tiram do cargo? Porque todos devem. Porque todos roubaram e se locupletaram com esses atos secretos. Pedro Simon admite entre linhas o que eu acabei de escrever agora. Ele disparou num momento de nervosismo: "A frase bíblica nunca esteve tão certa: ninguém pode atirar a primeira pedra. Não se pode dizer que 'não fui eu' e não dizer que 'foi ele'. Há responsabilidade coletiva". Simon segue seu discurso feito pra boi dormir: "Estou caindo em depressão. São tantas mensagens negativas que chegam por email. Me falam para ir para a casa, que não há solução e que o Senado tem de fechar... Nunca vi olharem para o Senado com um olhar tão magoado e triste, como agora". Quanta pena sinto do senhor e de seus colegas ladrões, bandidos, criminosos de paletó.

Essa é segunda grande crise que essa Casa sofre em menos de 2 anos. Quem aí se lembra de Monica Veloso (amante de Renan Calheiros) e os pagamentos feitos a ela por um lobista a pedido de Renan? Ninguem foi punido, mas na ápoca Renan perdeu sua imagem intocável e deu adeus a suas chances de ser presidente da República. Agora, com Sarney, a punição parecia que ia emplacar, afinal todas as televisões deciam a lenha na roubalheira e cobravam providências para que o Senado fosse "moralizado". Que coisa hein!

Como disse, a punição parecia, apenas parecia que ia acontecer. Até o fim da tarde do dia vinte e cinco de junho de dois mil e nove, Sarney e seus atos secretos tomavam conta dos principais jornais. Até que... Michael Jackson salva Sarney! Aos 45 do segundo tempo, Michael, mesmo sem saber, alivia tudo e facilita a vida dos Ladrões de Brasília. Os diretores de redação dos principais jornais, "esquecem" do Congresso, esquecem de atos secretos, e nos oferecem uma overdose de Michael Jackson. Thriller toca em qualquer canal e Sarney dança moonwalker rindo à toa de nós, brasileiros.

Como num passe de mágica, a toda poderosa senhora de nossas vidas tv Globo, varreu de seus jornais toda o qualquer citação ao Congresso. Sarney? Quem, Quando, Onde? Desde as 17 horas do dia 25, o Senado deixa de existir para a detentora da maior audiência do país. As outras emissoras até que tentam dar continuidade a cobertura do escandalo congressista, mas esbarram na já conhecida dependência da Globo, e copiam a enxurrada de imagens do (falso) ídolo pop.

Como pode um país inteiro se curvar ao desejo imoral de meia dúzia de pessoas que comandam a rede Globo e lideram as ações da mídia prostituída nacional? A audiência explode toda vez que Michael aparece. A alienação chega a níveis alarmantes, onde, a Globo passa o recado de que todo mundo já sabe que, a crise do Senado não ia dar em nada, mas nem o direito de vermos pizza sair do forno do Senado temos mais? Nos contentemos com Jackson, o ídolo mais bizarro que o mundo já viu. Ele é infinitamente mais importante do que divulgar a roubalheira de dinheiro público. Mas quem ainda liga pra isso? Com licença que vou ver minha novela...

Walter Jr

ÚLTIMAS:

Rio Negro sobe e cheia no AM já é a maior da história

O nível do Rio Negro, em Manaus, atingiu hoje a marca de 29,71 metros e registrou novo recorde histórico. De acordo com o Serviço Geológico Nacional, a água já havia atingido a marca dos 29,69 metros na quarta-feira e a enchente se igualou ao nível da maior cheia registrada na região desde 1953. A medição é realizada no Porto de Manaus desde 1902. A prefeitura da capital amazonense informou que deve retirar mais de 1.500 moradores de bairros localizados nas bacias dos igarapés. As famílias atingidas pela cheia do Rio Negro devem receber um auxílio em dinheiro, referente ao aluguel de outra moradia, por, no máximo, seis meses. Ontem, a Defesa Civil distribuiu kits de madeira para os moradores erguerem os assoalhos de suas residências.

Fonte: MSN Noticias

---

EUA teriam um milhão de casos de gripe suína

Autoridades de saúde dos Estados Unidos estimam que pelo menos um milhão de americanos foram infectados com o vírus da gripe suína. O número divulgado neste sábado é bem maior do que os casos que foram reportados para as autoridades. O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) disse que muitos dos casos são leves, apesar de 127 pessoas terem morrido. "Nós estamos dizendo que houve pelo menos um milhão de casos do novo vírus H1N1 até agora neste ano nos Estados Unidos", disse Anne Schuchat, do CDC. "Os casosreportados são apenas a ponta do iceberg."

Fonte: Reuters

---

Arqueólogos acham na Europa flauta de 35 mil anos

Uma equipe liderada pelo arqueólogo Nicholas Conard, da Universidade de Tübingen, na Alemanha, montou a flauta a partir de 12 fragmentos de osso de abutre, espalhados por uma pequena área da caverna de Hohle Fels, no sul da Alemanha. As peças formam um instrumento de 22 centímetros com cinco furos e uma extremidade em forma de "V". "É, sem dúvida, o mais antigo instrumento musical do mundo", disse o pesquisador. "Mas ela faz parte de um pacote de
criações conhecido como revolução artística do Paleolítico Superior", explica Neves. Há 40 mil anos, o homem usou signos pela primeira vez para representar conceitos. Surgiram as pinturas nas cavernas e as primeiras esculturas. O período também conheceu o nascimento da linguagem. "Esperávamos que a música estivesse no pacote", aponta o pesquisador.

Fonte: BBC Brasil

Walter Jr

26 de jun de 2009

Jean Charles

Ambição e morte em Londres...

Nascido na cidade de Gonzaga, em Minas Gerais, o jovem eletricista Jean Charles de Menezes (Selton Mello) sempre foi bastante ambicioso, o que o levou a tentar a vida na Inglaterra. Em Londres, com um casamento de fachada com uma britânica, o mineiro faz o possível para sempre ajudar aos brasileiros que tentam seguir o mesmo caminho. Depois de estabelecer os primos Alex e Patrícia, decidiu levar para o país Vivian (Vanessa Giácomo), que precisa de dinheiro para cuidar da saúde da mãe.

Mesmo longe de casa, os quatro primos sempre estão rodeados por uma grande comunidade de brasileiros. Enquanto Jean e Alex trabalham em uma construtora que só emprega os conterrâneos, Vivian tenta a sorte como garçonete de uma lanchonete italiana, mesmo sem falar o inglês. Enquanto Londres passa por um momento de grande tensão, por conta de uma série de atentados terroristas que assolam a capital inglesa, os brasileiros vivem outros tipos de problemas.Tendo que lidar com a saudade, as dificuldades em um país diferente, e os problemas com a rígida imigração inglesa, Jean e os demais brasileiros conseguem levar a vida com a irreverência e a malandragem típica de seu povo.

Aos poucos, o jovem eletricista realiza grandes conquistas para ele e para seus amigos. Porém, em 22 de julho de 2005, a busca desesperada da Scotland Yard pelos terroristas faz com que o inocente Jean Charles seja assassinado no metrô de Londres.Inspirado na história real de Jean Charles de Menezes, a primeira co-produção Brasil-Inglaterra, dirigida por Henrique Goldman, conta um pouco da vida da comunidade brasileira no país, que já tem mais de 200 mil pessoas. Para dar um clima documental ao filme foram chamados diversos não-atores brasileiros radicados em Londres, dentre eles Patrícia, prima de Jean, e Maurício, seu patrão. O diretor e roteirista, Henrique Goldman, também é um brasileiro radicado na Inglaterra. Antes, ele havia realizado Princesa, sobre travestis brasileiros na Europa.

Fonte: MSN Noticias
Mais um brasileiro iludido e burro... É um documentário de como não viver.
Walter Jr

25 de jun de 2009

MÚSICA: Derek & The Dominos

Derek & The Dominos - Layla And Other Assorted Love Songs

Derek And The Dominos é uma banda fictícia que um tal guitarrista inglês criou e a usou para afogar suas amarguras (dentre elas, as mais daninhas eram as drogas pesadas e Patti Boyd, então esposa de George Harrison). Formado em 1970 por Eric Clapton (guitarra/vocal), Bobby Whitlock (teclados), Carl Raddle (baixo) e Jim Gordon (bateria).

A estréia desse grupo de nome estranho se deu em junho de 1970, com alguns shows pela Inglaterra. Em agosto do mesmo ano entram em estúdio e, em novembro, lançam seu debut, "Layla And Other Assorted Love Songs", contando com a participação especial do guitarrista Duanne Allman (Allman Brothers). O álbum foi um sucesso puxado pela canção "Layla", um dos maiores clássicos da carreira de Clapton e conta ainda com um apanhado de bons blues-rock.

Em maio de 1971 a banda estava em processo de gravação do segundo álbum quando Eric Clapton teve que se retirar devido aos seus sérios problemas com a dependência por heroína. Pouco depois, em outubro de 1971, Duanne morre num acidente de motocicleta. A banda se dissolveu sem jamais completar o sucessor de "Layla".

Encontre o álbum completo, aqui, em nosso HD Moderno.

Wenndell Amaral

24 de jun de 2009

Livro: Marcello Mastroianni

Eu me Lembro, sim, Eu me Lembro – Marcello Mastroianni

Portugal, setembro de 1996, Marcello Mastroianni grava Viagem ao Início do Mundo de Manoel Oliveira, o que seria seu último filme, entre mais de 170 longas, além de várias peças de teatro, aliás onde, deu início a sua carreira de ator.

Eu me Lembro, sim, Eu me Lembro faz parte do relato do ator italiano, onde, ainda com grande vitalidade, recorda-se dos momentos que marcaram sua vida de artista e sua arte de viver.

O livro é a transcrição de sua voz, do documentário dirigido por sua mulher, Anna Maria Tatò, com fotografia de Giuseppe Rotunno, produção de Roberto Ciccoutto, da Mikado Film e foi gravado nos intervalos de gravação do longa de Manoel Oliveira no norte de Portugal.

“As lembranças são uma espécie de ponto de chegada. Talvez sejam também a única coisa realmente nossa”. Atráves de pontos não cronológicos, sua narração segue, não apenas suas lembranças, como também às vezes, percorrem por sonhos onde ele mesmo, não sabe se os viveu. Mastroianni com sua aguda percepção, discorre da maneira Hollywoodiana de fazer filmes, e o quanto seus diretores americanos se nutriram do cinema italiano, “digo isso por vaidade, sim, porque amo meu cinema”, ele diz.

O projeto de um “retrato” de Marcelo Mastroianni havia sido suspenso desde 1986, quando em Odessa no lançamento de Olhos Negros de Nikita Mikhalkov, houve graves problemas técnicos. Após assistir apenas em 1996 em Paris, junto com Anna Tatò um vídeo biográfico de Orson Welles, reata a idéia.

No livro além de suas memórias, há oito páginas com fotografias do grande ator, uma nota de Anna Tatò sobre o projeto do documentário, o diário de filmagem por Giuseppe Rotunno, os créditos do documentário e os filmes citados por Mastroianni. Seu lançamento no Brasil foi através da editora DBA (Dórea Books and Art) em 1999, com uma ótima tradução de Therezinha Monteiro Deustsch, capa de Victor Burton e um excelente papel de miolo para o texto.

Tanto o livro como o documentário, não pode ser apreciado apenas, como uma curiosidade da vida de uma grande artista. Deve-se levar em conta, o teor histórico do cinema, sua construção, o ínico do Neo-realismo italiano e sua falência. Eu me Lembro, sim, Eu me Lembro deixa de ser um pesadelo do passado em certos pontos, “...em Cinecittà não há mais espaço para mim, ou então o cinema se transformou numa coisa para homens pequeninos, para filmes pequeninos”. Mas, Mastroianni não lamenta, “ O cinema...É, ele vai sobreviver! Eu continuo a fazer cinema, o que já me parece um milagre.” O Latin lover (ele odiava esse rótulo) nos deixa em 19 dezembro do mesmo ano, e por sorte, nos deixa este fragmento singelo e tão romântico.

Traum Bendict

22 de jun de 2009

EMAIL:

Mais uma contribuição de Virginia Lidenberg:

Como deveriam ser as propagandas...














19 de jun de 2009

Secretaria Municipal de Cultura

Foto: West harris. A Casa de Cultura Palmarina, local onde deveria estar funcionando a S.M.C.A prefeitura de União dos Palmares formou no mês de maio passado o Conselho Municipal de Cultura , no qual o atual Secretario de Cultura, Elson Davi, foi posto como presidente. A prefeitura só esqueceu de divulgar os nomes, participação e representação dos membros do Conselho. Também não foram divulgados os critérios usados para escolher esses membros. Só ficou dito que o Conselho “É mais um avanço desta gestão, não estamos só preocupados com obras e outras ações, mais com o todo”. Pouco.

Um Conselho como esse que foi criado, de cultura, pode ter função deliberativa, ou seja, pode ter voz de escolha em relação aos atos da Secretaria e do governo municipal, ou ter função apenas consultiva, somente opinando, emitindo pareceres sobre os projetos e atos. Não ficou claro, também, de que modo funcionará o recém criado Conselho.

É bom saber que, entre outras atribuições, o Conselho pode e deve fiscalizar as atividades da Secretaria, departamento ou órgão de cultura; fiscalizar as atividades de entidades culturais conveniadas à prefeitura; administrar, se existir, o Fundo Municipal de Cultura; elaborar normas e diretrizes de financiamento de projetos; elaborar normas e diretrizes para convênios culturais.

Geralmente os Conselhos são formados por representantes da sociedade civil organizada e do poder público. Assim: O prefeito indica alguns nomes, outros entram por questões partidárias e de coligação, e outros por participarem de entidades culturais e projetos das mais variadas vertentes como, por exemplo, participantes de grupos musicais, grupos de dança, teatro, cinema, poesia etc. Como foi realizada essa escolha aqui em União é o que não sabemos.

Autores, políticos e representantes sociais relevantes indicam que a escolha dos membros do Conselho deve partir de um critério realmente participativo dentro da área que os membros atuam, formando uma representatividade. Além do mais, deveria ser realizada mediante votação de nomes previamente listados pelo poder público, aberta para a população, sem obrigação de comparecimento, sendo assim, uma escolha democrática e clara, excetuando-se ou não o cargo de presidente, no qual é preferível que seja o próprio Secretário.

Espero que, com a formação do Conselho Municipal de Cultura, a cidade, e consequentemente toda a região, obtenha resultados com o real funcionalismo do Conselho, tendo um aumento da exigência de que o município adote uma real política cultural, em lugar de uma série de ações desencontradas, promovidas pela Prefeitura, pelo Governo do Estado e pela sociedade. Algo coeso e duradouro.

E por falar nisso... Cadê as exibições de filmes?
A Secretaria de Cultura promoveu ano passado algumas exibições de filmes num telão na Estação Ferroviária, o denominado CineEstação. Uma ótima iniciativa, mas, não pode parar nisso. Para dar resultados tem que haver continuidade.

Sabemos que o período de chuvas em que estamos não permite o modelo de evento que vinha sendo usado e também o fato de a Estação Ferroviária estar sendo reativada pode atrapalhar esse projeto, contudo, a própria Secretaria de Cultura com o apoio da prefeitura deve pleitear convênios ou parcerias com espaços sociais existentes em União dos Palmares, como por exemplo a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), que conta com um amplo espaço físico, bem como a Associação Atlética Palmarina (AAP), entre outros lugares, com espaços menores.

Além disso, pode-se ainda, numa ação que poderia já ter acontecido há muito tempo, ser fundado um Cine Clube a partir do incentivo da Secretaria Municipal de Cultura. Limito-me aqui a esse seguimento cultural em União dos Palmares, as atividades ligadas ao cinema que continuam escassas, deixando de citar o teatro, a música, a historicidade, etc. Contudo, fique registrado que não esqueço essas outras áreas culturais, faço assim pra destacar nossa realidade de modo conciso, pois parece que estamos carentes de tudo.

Wenndell Amaral

18 de jun de 2009

E-MAIL: artigo Um Breve Ensaio: Uma Outra História*

Serra da Barriga, 9.0 Km do centro da cidade de União dos Palmares.“A Villa da Imperatriz, central, pequena, pobre e de pouco ou nenhum commercio, cultiva algodões e milho, e tem alguma criação de gados; tem huma collectoria, e escola de primeiras letras. No seu município ficão os serrotes do Barriga e do Juçara onde tiverão suas cidades os Pulmarienses, das quaes hoje nem vestígios apparecem; tal era a construcção de seus edifícios, meras cabanas, vulgo quilombos.”

Antonio Joaquim de Moura, presidente da província de Alagoas, assim caracterizava na primeira metade do século XIX a atual cidade de União dos Palmares: “Central, pequena, pobre e de pouco ou nenhum commercio”, era a nossa cidade por volta do ano de 1844. O historiador alagoano, Manuel Diegues Júnior, em O Bangüê nas Alagaos, ao analisar a história dos bangüês em Alagoas determina a ocupação das terras ocupadas pelos quilombolas a partir da destruição deste, por volta do fim do século XVII. A partir da argumentação de Diegues Júnior, a formação das cidades que hoje ocupam as antigas terras quilombolas só inicia no começo do século XVIII.

Continue lendo o texto do artigo.
Clique aqui para fazer o download do artigo em formato de documento do Word.

*Artigo enviado e escrito por Monteiro Jr.

17 de jun de 2009

ÚLTIMAS:

Supremo decide que é inconstitucional a exigência de diploma para o exercício do jornalismo

A questão estava na pauta da semana passada, mas foi deixada para essa semana, e, por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que é inconstitucional a exigência do diploma de jornalismo e registro profissional no Ministério do Trabalho como condição para o exercício da profissão de jornalista.

O entendimento foi de que o Decreto-Lei 972/1969, baixado durante o regime militar, não foi recepcionado pela Constituição Federal (CF) de 1988 e que as exigências nele contidas ferem a liberdade de imprensa e contrariam o direito à livre manifestação do pensamento inscrita no artigo 13 da Convenção Americana dos Direitos Humanos, também conhecida como Pacto de San Jose da Costa Rica.

Continue lendo aqui, notícia completa, com comentários dos Ministros e justificativas.

Wenndell Amaral
---

Irã 'quer ter a opção de arma nuclear', diz AIEA


O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohammed El-Baradei, disse acreditar que o Irã esteja dominando a tecnologia nuclear e que o país busca a opção de poder fabricar uma arma nuclear. Segundo ele, a Coreia do Norte, com uma bomba, foi convidada para a mesa de negociações, enquanto o presidente Saddam Hussein, do Iraque, que não possuía a arma, foi "pulverizado". "O objetivo final do Irã, como entendemos, é que ele quer ser reconhecido como uma grande potência no Oriente Médio e ao mesmo tempo enviar uma mensagem para os vizinhos, para o resto do mundo: 'Não mexam conosco.'." O único futuro seguro, de acordo com El-Baradei, é um desarmamento nuclear generalizado liderado pelas atuais potências nucleares que possuem um total de 27 mil ogivas nucleares.

Fonte: BBC Brasil

---

Minc anuncia veto a duas hidrelétricas no Rio Araguaia

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, comunicou ontem à ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que as Hidrelétricas de Torixoréu e de Santa Isabel, no Rio Araguaia, não poderão ser construídas por causa do grande impacto ambiental que causariam. No caso de Torixoréu, poderia haver o alagamento do Jalapão, região desértica do Tocantins, que tem grandes cachoeiras e onde nasce o capim dourado, usado no artesanato típico da região. Santa Isabel tem o Sítio Arqueológico da Serra dos Martírios, onde haveria ouro, que vem sendo procurado desde o tempo dos bandeirantes.Em compensação, Dilma exigiu de Minc a liberação da licença ambiental prévia para a Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. Minc, que já havia anteriormente se comprometido a liberar essa usina, disse que o governo trabalha para conceder a licença ainda esta semana. Belo Monte fica no Rio Xingu, sul do Pará, e deverá gerar 11 mil MW, 3 mil a mais do que Tucuruí a maior usina do país.

Fonte: O Estado de S. Paulo.

---

CNJ destitui responsáveis por cartórios sem concurso

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou nesta terça-feira (9) a saída de todos os responsáveis por cartórios do país que assumiram o cargo depois da Constituição de 1988 sem fazer concurso público. Pelas estimativas do CNJ, cerca de 5 mil pessoas estão nessa situação. De acordo com informações divulgadas pelo CNJ, inspeções realizadas pela Corregedoria Nacional de Justiça nos serviços extrajudiciais encontraram “graves falhas”.“A sociedade brasileira espera há mais de 20 anos por essa medida. Estamos obedecendo a Constituição”, afirmou o corregedor nacional de Justiça, Gilson Dipp. Entre os problemas detectados pelas inspeções estão livros em péssimo estado de conservação, atos incorretos, descontrole em relação recolhimento de custas, falta de fiscalização sobre o regime de trabalho dos empregados e escrituras sem assinaturas.

Fonte: Blog A Palavra

Walter Jr

EMAIL:

Piada enviada por Virgínia Lindenberg:

'Licitação Brasileira'

Um prefeito queria construir uma ponte e chamou três empreiteiros: um
japonês, um americano e um brasileiro.

- Faço por US$ 3 milhões - disse o japonês:
- Um pela mão-de-obra.
- Um pelo material.
- E um para meu lucro.

- Faço por US$ 6 milhões - propôs o americano:
- Dois pela mão-de-obra.
- Dois pelo material.
- E dois para mim... mas o serviço é de primeira!

- Faço por US$ 9 milhões - disse o brasileiro.
- Nove paus? Espantou-se o prefeito. Demais! Por quê?
- Três para mim.
- Três para você.
- E três agente paga para o japonês fazer a obra.
- Negócio fechado! Respondeu o prefeito.

FILME: Blue Velvet

Blue Velvet (Veludo Azul) – David Lynch

É sempre importante citar, quando se trata de visionários ou diretores com a intenção madura e sincera de fazerem filmes autorais, o quanto sua idéia será, no ponto de vista crítico/público, deturpada e desencorajada até os limites do esquecimento. E que tais, num momento específico do tempo, se transformam no gênio incompreendido e aclamado de uma época.

Hoje, Veludo Azul é cult até a medula e será até os confins. E se deve, por sua direção, pela característica que se manteve intacta (com algumas exceções, mesmo com estranheza em Uma História Real, 1999) de um surrealismo encontrado no cotidiano e optado para demonstrar as inconstâncias de nossa realidade.

O filme foi concebido no período em que Lynch dirigia Duna (1984). Produzido em 1986, Veludo Azul de início, mostra uma pacata cidade chamada Lumberton e sua população. Chega até a ser irônico. E a intenção é desmascarada, quando um senhor tem um ataque cardíaco no momento em que está regando as flores. Ao cair, a câmera lentamente se aprofunda na escuridão e desvenda as criaturas tão próximas daqueles simples cidadãos. E é nessa busca da aproximação do mal, que se entrelaça o enredo.

Jeffrey (Kyle MacLachlan) vai visitar seu pai. No caminho encontra uma orelha. Daí passa a buscar respostas sobre a causa do suposto assassinato, sendo ajudado pela filha do investigador da cidade Sandy (Laura Dern). Nas investigações se deparam com a linda cantora Dorothy (Isabella Rosselini), ao qual Jeffrey, entra em seu apartamento escondendo-se e conhecendo o nefasto Frank (Dennis Hopper).

Sem amenizações, Veludo Azul estende na tela, sadomasoquismo, violência, moralismo, inocência (de uma forma até sonhadora), amor... O amor incapaz da mãe pela distância do filho e o início do amor de um jovem, que até ali, desconhecia e se pergunta como pode existir um mundo dessa maneira, com esses seres capazes de tanta maldade.

Vale ressaltar a minúcia da música criada por Angelo Badalamenti e o quanto influência na trama. Blue Velvet é originalmente o título de uma canção interpretada por Bobby Vinton e que está presente no filme, e que serviu de inspiração para o título. David Lynch no caso, continuou com sua mente deturpada e nos revelando cada vez mais, a verdadeira faceta de nossos sentimentos. Para finalizar, uma frase do medonho Frank: "Vou transar com qualquer coisa que se mexer!"

Traum Bendict

16 de jun de 2009

ÚLTIMAS:


"Novelas afetam brasileiros", diz jornal americano

Não é de hoje que as novelas brasileiras têm chamado atenção no exterior. Títulos como "O Clone", "Da Cor do Pecado" e "Terra Nostra" são ou foram sucesso em vários países pelo mundo. Mas agora, o poder de influência das novelas em cima dos costumes brasileiros entrou em pauta no "Washington Post", um dos principais jornais americanos.

O jornal acredita que as novelas estão ligadas diretamente à cultura brasileira. "As novelas criam moda no Brasil. Depois de "O Clone", atração gravada no Brasil e em Marrocos que foi ao ar em 2001, a dança do ventre virou febre", cita o texto. Dando exemplo de outra influência, a matéria cita a novela "Quatro por Quatro", quando uma das personagens usava flores na cabeça. "As mulheres brasileiras começaram a usar flores amarelas nos cabelos", diz.

Para defender a teoria de que a vida dos brasileiros é guiada pelas tendências das novelas, o professor da universidade do Texas, Antonio La Pastina, declarou que a teledramaturgia brasileira faz parte do Brasil contemporâneo. "As novelas se tornaram uma parte importante na construção da cultura brasileira. É difícil pensar no Brasil contemporâneo sem pensar nas novelas", declara.

O texto também traz o contraponto desta visão. O diretor de Comunicação da Globo, Luis Erlanger, se opôs ao conceito de que as novelas determinam o comportamento dos brasileiros. "Imaginar que as pessoas seguem tudo aquilo o que a novela mostra diminui a capacidade de livre arbítrio do povo. Chega a ser antidemocrático", afirma Erlanger.

O "Washington Post" também fala sobre a atual novela das 21 horas da Rede Globo, "Caminho das Índias", que segundo ele, tornou a cultura indiana popular no país. Sobre a mesma novela, a matéria fala sobre Tarso, o personagem interpretado por Bruno Gagliasso que sofre de esquizofrenia. O personagem teria chamado a atenção sobre saúde mental no Brasil e levado o
tema para outros programas. O próprio ator deu seu depoimento sobre o assunto. "É como se a Globo levantasse a bola para outras pessoas começarem a jogar", disse Bruno.

Enquanto lá fora discutem o assunto, aqui no Brasil é preciso lembrar que a audiência das novelas diminuiu de alguns anos pra cá. Porém, elas continuam sendo o programa favorito dos brasileiros.

Fonte: MSN Noticias

Nem precisa dizer muita coisa. Assim como as novelas são um retrato da "sociedade" brasileira, a sociedade brasileira é um retrato do Governo Brasileiro. Um Governo inepto, sem cultura mínima, que exalta atitudes anti-éticas e imorais e rechaça atitudes positivas. Os governantes são de baixa capacidade intelectual? A maioria da sociedade - empresarios, comerciantes, empregados - também são.

O pior disso tudo é o conformismo de mais de 180 milhões de brasileiros que mesmo sentindo esse vazio cultural na pele é incapaz de mudar interiormente para assim pleitear mudanças externas.


Walter Jr.

EMAIL:

É sempre bom receber colaborações de leitores. Ao nos enviar um email, você leitor, põe em prática um dos objetivos do TM que é a descentralização de opiniões/idéias: hoje você é o leitor, amanhã você é o escritor. Hoje quem nos enviou um texto muito bom foi Tereza Cristina:

Paciência

Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia. Por muito pouco a madame que parece uma "lady" solta palavrões e berros que lembram as antigas "trabalhadoras do cais"... E o bem comportado executivo? O "cavalheiro" se transforma numa "besta selvagem" no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...

Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma "mala sem alça". Aquela velha amiga uma "alça sem mala", o emprego uma tortura, a escola uma chatice... O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.

Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado...

Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais. Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus. A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.

Pergunte para alguém, que você saiba que é "ansioso demais" onde ele quer chegar? Qual é a finalidade de sua vida? Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.

E você? Onde você quer chegar? Está correndo tanto para quê? Por quem? Seu coração vai agüentar? Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar? A empresa que você trabalha vai acabar? As pessoas que você ama vão parar?

Será que você conseguiu ler até aqui? Respire... Acalme-se... O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência...

NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL...

SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA...

15 de jun de 2009

ÚLTIMAS:

Última loja da Virgin nos Estados Unidos fecha as portas

Caiu, no domingo, mais um símbolo da combalida indústria musical. Incapaz de concorrer com a crise econômica e os novos suportes digitais, a gigantesca Virgin Megastore da Union Square, loja-referência da cadeia de venda de discos, fechou definitivamente as portas. Esta e uma pequena loja em Hollywood eram as últimas remanescentes da outrora poderosa rede ainda ativas. Em seu último dia, os descontos nos produtos chegaram a 90 por cento.

"Infelizmente, as grandes lojas de varejo de música viraram um dinossauro", lamentou, ao jornal "The New York Times", o ex-empregado da Virgin Tony Beliech, de 39 anos, com um punhado de CDs nas mãos que, somados, custaram-lhe menos de US$ 20. "Mas isso aqui funcionava também como um ponto de encontro social, algo que a compra de música pela internet não pode oferecer".

A Virgin segue o mesmo caminho de outras redes de varejo, como a britânica HMV (que encerrou atividades no país em 2004) e a Tower Records (fechou suas 89 lojas nos Estados Unidos em 2006). Para o analista financeiro Michael McGuire, "o 'Titanic' que são os suportes físicos começou a afundar lentamente em 2000, algo traumático para os empregados neste negócio, mas previsível dentro desta transição para o modelo digital". De acordo com a empresa de consultoria Nielsen SoundScan, desde 2000, quando 785 milhões de unidades foram vendidas, a indústria amarga uma queda de 45% nas vendas de discos.

Dezenas de lojas independentes, porém, resistem em Nova York e, de acordo com a Almighty Institute of Music Retail, uma companhia de pesquisa de mercado, há cerca de 2 mil estabelecimentos do tipo nos Estados Unidos. Mas quem irá comprar nelas? Max Redinger, de 14 anos, passeava com seu cão na frente da Virgin moribunda no domingo e acabou comprando alguns bonecos do game 'Guitar hero', além de livros de 'anime'. Ao "New York Times", Redinger contou que compra músicas pelo iTunes e mencionou que um amigo o levou recentemente a uma loja de música "física". "Era um lugar bem legal, mas realmente não vou comprar nada lá". A Virgin ainda mantém lojas abertas na Europa e no Oriente Médio.

Fonte: G1

Walter Jr

EMAIL:

Nosso leitor Marcelo Pereira contribuiu mais uma vez conosco. Agora ele nos apresenta uma série de fotos que mostam como as crianças que habitam o distrito de Rocha Cavalcante se divertem:



Nascer e ser criado em uma cidade que não oferece a seus moradores o mínimo de dignidade para se desenvolver como ser humano... Abre a oportunidade para que as crianças - revivendo a "tradição" familiar - busquem formas "alternativas" de entretenimento... Nada de escola, bibliotecas, centros comunitarios de inclusão digital... Pular da ponte com os amigos e parentes foi o que eles aprenderam a fazer para se divertirem... E em meio a água barrenta renovar a alegria de viver... Esquecer a falta de comida, da mínima estrutura familiar, falta de educação, totalmente alheios de seus direitos Constitucionais que lhes garantem uma vida digna. Impressionados com talvez a primeira câmera digital vista de perto...

Walter Jr

14 de jun de 2009

ÚLTIMAS:

Ahmadinejad diz que quem atacar o Irã vai se arrepender

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse no domingo que qualquer país que se atrever a atacar o Irã vai se "arrepender profundamente".

Ahmadinejad fez a declaração durante uma entrevista coletiva, um dia depois do Ministério do Interior ter anunciado sua vitória esmagadora sobre um político moderado.

A negativa do Irã de suspender suas atividades nucleares, que o Ocidente suspeita sejam para desenvolver bombas, tem disseminado especulações sobre a possibilidade de Israel ou Estados Unidos atacarem as instalações nucleares iranianas.

O Irã alega que seu programa nuclear tem como fim a geração de energia. "Quem se atreve a atacar o Irã? Quem se atreve a pensar nisso?", disse Ahmadinejad em resposta a uma pergunta feita durante a coletiva.

Fonte: Reuters

Walter Jr.

ÚLTIMAS:

Interface cérebro-computador será testada em voluntários

O Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, começou a recrutar voluntários para testar um implante cerebral que permite a uma pessoa com paralisia dos membros (tetraplegia) e outras debilitações motoras graves controlar computadores e aparelhos e dispositivos robotizados.

Batizada de BrainGate, esta tecnologia promissora está sendo desenvolvida desde 2001. Em 2006, a FDA, órgão de saúde norte-americano, autorizou a realização do primeiro teste em um ser humano. Com o andamento das pesquisas, e com o avanço tecnológico incorporado na interface cérebro-computador, aquela entidade aprovou agora o teste em pacientes em larga escala.

Voluntários para chip cerebral
O hospital está recrutando pacientes (http://www.clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT00912041) voluntários para o teste. Serão aceitas inscrições de pessoas com tetraplegia, danos na medula espinhal, esclerose lateral amiotrófica, isquemia no tronco do encéfalo (Brain Stem Infarctions) e Síndrome do Encarceramento (ou Síndrome do Cérebro Encarcerado).

Pacientes saudáveis não serão aceitos
Nas avaliações feitas até agora, o chip implantado no cérebro permitiu que animais de laboratório e pacientes controlassem braços robóticos, operassem programas de computador e dirigissem uma cadeira de rodas robotizada utilizando apenas os pensamentos.

Funcionamento do implante cerebral
O chip é implantado em uma parte do cérebro chamada córtex motor. A intenção da pessoa em mover um dos seus membros, ainda que a doença impeça que o membro obedeça a essa ordem, gera um sinal que pode ser captado e decodificado por um computador, sendo então usado para acionar um equipamento. O chip capta esse sinal e o transmite para um computador por meio de uma conexão sem fios, usando uma espécie de antena, ligada ao chip cerebral e implantada do lado de fora do crânio do paciente.

O computador recebe e interpreta os sinais e aciona os equipamentos. Nos testes iniciais, a conexão era feita por fios e o paciente deveria ficar sempre conectado a um pedestal onde ficava o computador.

Reconexão nervosa
Os médicos esperam que os testes em um maior número de pacientes permitam o aprimoramento da coleta dos sinais cerebrais, que possivelmente variam de indivíduo para indivíduo. A longo prazo, eles afirma que o conhecimento gerado pelo BrainGate poderá ajudar a controlar os próprios membros dos pacientes que foram "desconectados" do cérebro por diversas condições, como acidentes, paralisia ou danos na medula espinhal.

Wenndell Amaral

13 de jun de 2009

Crianças quilombolas retratam a comunidade em exposição fotográfica*


Recortes do cotidiano da comunidade quilombola Jussarinha, que fica na cidade de Santana do Mundaú, estão expostos em fotografias feitas pelas próprias crianças do lugar até o dia 20 de junho, na Escola Municipal de Ensino fundamental Antônio C. Barbosa, que fica na própria comunidade.

A mostra fotográfica, composta por 21 imagens, que é resultado da oficina realizada no mês de maio com crianças da comunidade pelo projeto “Autorretrato – O Nordeste que é a nossa cara”, também pode ser conferida através do site www.retratonordeste.blogspot.com.

Nas fotografias feitas pelas crianças que participaram das oficinas estão presentes elementos da comunidade rural, o povo quilombola mestiço, as plantações de laranja, os ritos de fé, as brincadeiras das crianças, a confecção do artesanato e diversas outras imagens que representa a cultura e a identidade da comunidade.

O Autorretrato é um projeto cultural, patrocinado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) em parceria com o Governo Federal, que envolve a democratização dos meios tecnológicos e a valorização da identidade cultural através de oficinas de fotografias com crianças de comunidades distintas – indígenas, quilombolas, sertanejas, filhos de pescadores etc.

Durante as oficinas de fotografia as crianças registram aspectos culturais de suas comunidades que são apresentadas para comunidade durante exposição fotográfica. As melhores fotos serão transformadas em cartão-postal e percorrerão o Nordeste e o Brasil. Para saber mais sobre o projeto e vê a exposição da comunidade quilombola Jussarinha acesse: www.retratonordeste.blogspot.com

*Texto enviado por Waldson Costa.

Parcerias

Em nossa barra lateral há uma lista de blogues e links de sites. Pois é, trata-se dos nossos parceiros e endereços que recomendamos pela qualidade e conteúdo acima da média.

O Tempo Moderno aderiu às chamdas parcerias por se tratar de um tipo de divulgação muito interessante, uma maneira fácil de realizar o boca-boca e a troca de links para contribuir com o nosso crescimento e também com os dos parceiros. Quanto maior a troca de links e divulgação, maior os acesso aos conteúdos produzidos por todos.

Seja um parceiro do Tempo Moderno também. Basta enviar um e-mail para tempo_moderno@hotmail.com com a proposta e um banner para ser colocado em nossa página.

Bole um banner (de preferência no formato 120x60) e envie sua proposta.

Banner do Tempo Moderno:




Observação: Não aceitaremos convites e propostas via comentários. Somente por e-mail.

Telefonia - Submarino.com.br

11 de jun de 2009

A Justiça Palmarina

Foto: West Harris.A imagem acima mostra a porta principal do Fórum de Justiça de União dos Palmares. Há quase um mês que a parte suspensa da entrada do prédio está cedendo, a portaria extensa feita de vidro parece estar suportando o peso do teto, as paredes estão rachadas, tudo em razão recentes chuvas que caíram na cidade, segundo informações da imprensa local. Por isso foram colocadas fitas amarelas e cartazes de aviso para os que precisam adentrar no Fórum.

Essa imagem talvez mostre mais. Será que a fachada decaída do Fórum de Justiça de União dos Palmares veio para combinar com o momento em que todo o Poder Judiciário Alagoano passa?

Se você não entendeu, clique aqui e leia o que foi publicado no site do jornal Extra de Alagoas.

Wenndell Amaral

10 de jun de 2009

O cinema de Simião

O blog A Terra da Liberdade apresentou a praticamente todos os palmarinos esse cineasta nordestino, Simião Martiniano. Dificilmente a população de União dos Palmares teria conhecimento desse filho ilustre da cidade, assim como também a maioria dos brasileiros.

Simião Martiniano da Silva, nasceu em União dos Palmares no ano de 1936. A sua história é bem excêntrica, vamos conhecer um pouco?

Aos dez anos Simião saiu de sua casa em busca da mãe. Ele saiu de casa levando apenas um saco com algumas roupas e uma rede. Ele tinha notícia de que sua mãe havia fugido por conta do marido alcoólatra e ficou sabendo que sua mãe, Matilde Maria da Conceição, estaria em Colônia Leopoldina, também em Alagoas, por meio de um espírito que "baixou" num vizinho. Porém, quando Simião chegou à cidade, soube pelo padre que a mãe tinha morrido.

Em 1998, os cineastas pernambucanos Clara Angélica e Hilton Lacerda fizeram um curta metragem intitulado "Simião Martiniano – O cineasta camelô", documentário sobre sua vida e no qual é o protagonista. Atualmente ele mora em Socorro, Jaboatão dos Guararapes, região metropolitana do Recife. Seus últimos filmes foram em 2007 "A valise foi trocada", gravado em sistema digital e "O show variado" em 2008.

Leia mais aqui e aqui.

Wenndell Amaral